Você está minando a criatividade dos seus filhos? – por Manuela Titoto

Acima de 4 anos - De Mãe para Mãe - Fases - Relacionamentos - Saúde da Criança - Somos todas iguais30/07/16 By: Juliana Freire
(5) Comentários

Olá, mamães!

Há alguns dias, inauguramos um novo espaço por aqui, onde as leitoras nos ajudarão a escrever o blog com seus textos, suas crônicas, desabafos, cartas ou que mais quiserem.

Hoje, o texto é da escritora, Manuela Titoto de Ribeirão Preto, mãe da Isabella e do Caetano.

Adoramos o desabafo dela sobre pequenas situações nas quais bloqueamos a criatividade de nossos filhos! Um texto excelente para nossa reflexão.

Tenho certeza de que se identificarão!

 

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

 

1596429d-af78-467e-bd44-2f6c1f749371

 

Minha filha começou a usar quatro tic-tacs na franja. É feio. É brega. Eu não gosto.

Desde que completou cinco anos de idade, ela alega não gostar mais da sua franja, que fica na altura dos olhos. Deu para colocá-la de lado, colada na testa. Passa gel e enfileira os tic-tacs para segurar. Para completar, coloca uma tiara (travessa, para os mais velhos). Um crime contra aquele lindo cabelo loiro. Não preciso nem falar que virou um pé de guerra.

Realmente não gosto que ela saia de casa assim. Combino tanto as roupinhas: vestido, pulseira e sapato de fivela. Camiseta, short e tênis. Sainha, bata e sandália. Tudo para usar com laços, que compro sempre que posso, de todas as cores. A festa de ser mãe de menina, uma herança das brincadeira com bonecas. Os quatro tic-tacs não estavam previstos.

Consegui um acordo: ela podia ir como quisesse para a escola; para as festinhas, não. Deu certo, por um tempo, até que ela bateu o pé. Até na festa junina foi com os malditos tic-tacs.

Esses dias eu estava assistindo uma palestra do TED com Ken Robinson (um vício, confesso. O TED, não o Ken Robinson). Nela, ele alegava de maneira extremamente competente como as escolas estavam matando a criatividade das crianças. Cultivar a criatividade, no meu humilde ponto de vista, é um dos pontos mais importantes na criação de um ser. De súbito, tive um flash: eu estava minando a criatividade da minha própria filha.

Os quatro tic-tacs na franja, minha filha não imitou de lugar nenhum. Não é moda, as princesas não usam, os personagens do Gloob tampouco, nem mesmo as amigas. De sua própria maneira, ela conseguiu algo inovador. Escutou sua voz e os coloca simplesmente porque se sente bem.

Ao contrário da turma dos adultos, ela não liga para o que os outros pensam. Bateu o pé porque é disso que gosta. Que atitude incrível! Apesar de tímida, a personalidade dela é firme. É diferente. O que mais uma mãe poderia desejar? Ela terá a adolescência inteira para tentar se encaixar nos padrões e a vida adulta toda para redescobrir a bobagem que isso é. Agora, ela é o que é e não pensa em mais nada. Ama tudo o que brilha, unicórnios e cores berrantes, sem o menor pudor. Um exemplo a ser seguido.

E eu aqui tentando privá-la disso. Uma babaca, sem dúvida. Mais um erro para arquivar na subpasta “Errei, tentando acertar.” Fica dentro da pasta “Culpas da maternidade”, logo ali ao lado da “Trabalhar fora X cuidar dos filhos em casa”.

Minha filha começou a usar quatro tic-tacs na franja. É lindo. É charmoso. É dela. Eu adoro.

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 Comentários:Você está minando a criatividade dos seus filhos? – por Manuela Titoto
  1. Renata

    Me ví no seu post, a minha filha não são 4 tic tac´s e sim 1 tic tac enorme verde limão e um colar terrível que ganhou de uma vizinha enquanto fazia uma faxina nas bijoux.
    Obrigada…
    quase chorei!!!

  2. Mika Braune

    Muito muito bom!!!

  3. Eugenia

    Adorei. Falei sobre isto com a médica das crianças…..
    Aqui em Guará não tenho muitas opções de escolas, então tento fazer minha parte, em não matar a criatividade deles, no momento com eles….

  4. Patricia

    Simplesmente Amei!!

  5. Liliane

    q texto lindo amei! Concordo em deixar nossos filhos serem criativos!

X Leia também: