Período de Adaptação Escolar na Educação Infantil – por Andréa Racy

De Mãe para Mãe - Dicas dos especialistas - Escola29/01/19 By: Ana Lú Gerodetti
(0) Comentários

Olá, moms!
Tudo bom?

As aulas já voltaram para muitas crianças, por isso o post de hoje é mais do que especial, principalmente para as moms de pequenos que estão começando a ir à escolinha agora.

A nossa querida colunista, Andrea Racy, que é psicóloga e psicopedagoga, escreveu um texto incrível – e mega esclarecedor – falando um pouco sobre o período de adaptação escolar das crianças.

A Andréa, inclusive, é uma autoridade no assunto, pois trabalhou como Coordenadora Pedagógica e Orientadora Educacional em escolas particulares por muito tempo, então, se existe alguém certo para falar sobre essa nova fase dos pequenos, esta pessoa é ela! Rs

Para acompanhar “Período de Adaptação Escolar na Educação Infantil”, o Just Real Moms recomenda a leitura do penúltimo texto da nossa colunista, chamado “Aprendizagem Socioemocional“. Vale super a pena tirar uns minutinhos para lê-lo e acrescenta bastante às suas palavras de hoje.

Boa leitura a todas!

 


 

Período de Adaptação Escolar na Educação Infantil 

Período de Adaptação Escolar na Educação Infantil - por Andréa Racy

 

As aulas vão começar, e agora?

Bem-vindos ao mundo escolar!!!

Este é um período de fragilidade para as famílias que pela primeira vez estão levando o seu único filho à escola, para os pais que já tem outros filhos e este pequeno “bebê” da família cresceu e agora vai para escola e para tantas outras famílias, cada uma com suas características peculiares que estão enfrentando este momento.

Quais os sentimentos e emoções que surgem?

Insegurança, ansiedade, medo, desconfiança, entre outras.

Pela primeira vez as crianças saem do convívio e proteção familiar e tomam rumo ao mundo escolar, ao contato com outras pessoas, professores e amiguinhos.

E surgem os pensamentos…

Será que vão cuidar dele tão bem quanto eu?

Aquela professora é muito nova, não conseguirá atender as necessidades do meu filho!

Será que ele vai continuar me amando?

Será que estou fazendo a coisa certa?

É muito importante que os pais confiem em suas decisões, na escola escolhida e acreditem que estão fazendo o melhor para os seus filhos. Além da família, a escola é o lugar para as crianças e os pais continuarão sendo os pais, com suas responsabilidades em relação à educação, transmissão de valores e amor, cuidados físicos e emocionais. Os pais continuarão sendo amados pelos filhos, sendo os seus super-heróis, seus exemplos.

Não deve existir competição entre famíliaXescola, deve haver parceria, pois todos trabalham com o mesmo objetivo, o bem estar das crianças.

As escolas se preparam para receber as crianças, capacitam sua equipe pedagógica que irá elaborar um planejamento com várias estratégias para fazer com que este período seja o mais tranquilo possível para as crianças e suas famílias.

As características individuais de cada criança são observadas pela professora que vai conduzindo os diversos momentos da rotina escolar com alegria, paciência, responsabilidade e comprometimento. Ela também deve orientar as famílias, para que a adaptação seja feita com tranquilidade.

A Educação Infantil realiza um trabalho voltado para a socialização, autonomia, independência, responsabilidade, encorajando a criança a enfrentar os novos desafios com confiança e segurança. O afeto envolvido em todo o processo de aprendizagem influencia no desenvolvimento da criança. O cuidado, o afeto e o carinho devem fazer parte da rotina escolar.

Apesar de toda essa preparação e importância da escola na vida das crianças, durante o período de adaptação os pais podem perceber mudanças no comportamento dos filhos como dificuldade para dormir, sono mais agitado, piora na alimentação, agressividade etc. Essas mudanças são comuns, pois pela primeira vez as crianças se deparam com situações de conflitos, mas devem ser acompanhadas e compartilhadas com a professora, para que todos possam auxiliá-las a enfrentar este momento.

Os pais devem ter paciência e firmeza para passar segurança a seu filho, devem ter cuidado para não comparar as crianças, pois cada um é um ser único, individual, com suas características e especificidades.

Não hesitem em procurar ajuda na escola quando acharem que as coisas não estão correndo bem.

Façam uma reflexão sobre suas experiências escolar e fiquem atentos para não confundir as suas inquietações e inseguranças com as de seu filho.


 

Andréa Racy (Pedagoga/Psicóloga/Psicopedagoga)

[email protected]

Cel: (11) 99133-7143

Instagram: @andrearacy

 

Sou Pedagoga, Psicóloga e Psicopedagoga, Diretora Executiva da Associação Brasileira de Psicopedagogia – Seção São Paulo e Associada Titular da ABPp-Nacional. Trabalhei muitos anos como Coordenadora Pedagógica e Orientadora Educacional em escolas particulares e hoje atuo como Psicóloga e Psicopedagoga Clínica e dou Consultoria e Assessoria Educacional em escolas de Educação Infantil.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X Leia também: