4 coisas que nunca me assustaram… Até eu ter filhos!

De Mãe para Mãe - Somos todas iguais16/12/18 By: Ana Lú Gerodetti
(0) Comentários

 

Olá, moms!

Tudo bem?

Trouxemos um texto que muitas de vocês vão se identificar!

Sabem aquelas pequenas coisas que nunca imaginamos que pudessem nos assustar? Pois bem, quando se tem filhos, a coisa muda totalmente, rsrs! E é sobre isso que o texto de hoje trata.

Confiram a nossa tradução livre de 4 coisas que nunca assustaram… Até ter filhos!

 

________________________________________________________________________________

 

4 coisas que nunca me assustaram… Até eu ter filhos!

 

Quatro dias após o parto do meu primeiro filho, estava visitando uma amiga. Meu filho estava dormindo em sua cadeirinha de carro e ela se aproximou, pegou o assento e colocou ao seu lado no sofá para que pudesse olhar para ele. Eu estava dolorida, exausta e precisava desesperadamente de uma pausa. Este teria sido o momento perfeito para fechar os olhos por alguns momentos – minha amiga não se importaria e meu filho estava dormindo – mas não havia jeito de ficar relaxada.

Meu filho estava muito longe de mim, embora fossem apenas alguns metros, mas ainda assim era muito longe. E não era apenas a distância! Também existiam os dois cachorros da minha amiga, que iam até ele para cheirar, davam voltas e tornavam a cheirá-lo de novo. Eu sabia que isso era um comportamento normal para dois cachorros doces da família, mas não consegui lidar com isso, então peguei meu filho e saí quase chorando.

Enquanto eu estava dirigindo pela estrada, me perguntei o que diabos estava errado comigo. A sensação esmagadora que eu tinha borbulhando em minha garganta ainda me deixa aflita, hoje em dia, porque foi o momento em que percebi que ser mãe me mudaria de formas que eu nunca pensei que pudesse mudar. Eu estava hiper consciente de tudo e de todos os que se aproximavam do meu filho. Senti que éramos as únicas duas pessoas no mundo e todos os outros eram intrusos.

Por causa desses novos sentimentos, havia certas coisas que eu costumava fazer sem pensar muito sobre e que, de repente, passaram a me assustar MUITO quando me tornei mãe. Coisas como:

1. Estar em uma multidão 

Não importava se eu tivesse um filho ou todos os três comigo. As multidões me pegavam! Se estivéssemos caminhando em um lugar lotado, eu não conseguia me concentrar em nada além de fazer uma contagem de cabeças a cada poucos segundos para ter certeza de que estavam todos lá. Eu ficava pensando que alguém tentaria arrancá-los ou um deles se perderia se eu não focasse neles o tempo todo. Meus filhos se queixavam e eu apertava ainda mais as minhas mãos nas deles.

Se eles estivessem em um carrinho de bebê, eu tinha que ficar verificando toda hora se eles estavam bem. Eu também passei a prestar atenção em todas as saídas mais próximas para caso algo desse errado. Mesmo sentada no carro, enquanto meu marido colocava gasolina, eu me sentia totalmente desamparada se o posto estivesse cheio (ou vazio!).

 

2. Dirigir em lugares desconhecidos 

Se eu soubesse que teria de pegar a estrada no dia seguinte, não conseguia dormir à noite – seja uma viagem com os meus filhos ou sozinha. Mesmo que tivesse um GPS para me mostrar o caminho, eu simplesmente não conseguia relaxar. Ficava com tanto medo de me perder ou ficar presa no meio da rodovia, que precisava respirar fundo várias vezes antes de ligar o carro. Não tinha ideia do que estava acontecendo comigo. Antes das crianças, eu costumava dirigir por estradas sem cuidado nenhum, me alimentando de cafeína e da emoção da estrada aberta. Mas essa sensação de liberdade desapareceu assim que eu me tornei mãe.

 

3. Ficar longe deles

Mesmo quando eu precisava desesperadamente de uma pausa, era difícil me afastar do controle e deixar meus pequenos com uma babá ou um membro da família. Eu ficava com medo de que algo acontecesse a eles se eu não estivesse o tempo todo lá. De alguma forma, senti que eu era a única capaz de mantê-los seguros e todos os outros não conseguiriam.

 

4. Medo de morrer 

Eu nunca pensei muito sobre a morte, ou o que aconteceria se eu morresse, antes de ser mãe. E, quando eu  pensava, sempre acabava concluindo que todos nós iremos morrer algum dia, minha hora chegaria algum dia e eu não poderia fazer nada para impedir isso. Definitivamente, eu não tinha medo da morte. Mas ter filhos fez com que isso mudasse. Eu passei a me preocupar com a morte e o medo de algo acontecer comigo ou com alguém da minha família vem à minha cabeça todo santo dia! Eu olharia para os seus rostos preciosos e pensaria “nada pode me acontecer, isso os devastaria”. É assustador pensar nisso e a minha mente às vezes me leva a lugares muito sombrios – algo que nunca havia acontecido antes.

Eu sei que esses sentimentos são bem comuns. Tenho conversado com outras mães e elas também ficam assustadas com esse tipo de coisa. Eu sei que elas são alimentadas pela imensa responsabilidade que é cuidar de um filho. Mães tendem a ter uma necessidade enorme de se sentir no controle de estarem a salvas e de deixarem seus pequenos a salvos também – não é mais apenas sobre nós mesmas. Depois de dar à luz, existe uma necessidade instintiva de proteger a família.

Mas a ansiedade e os medos podem se esgueirar até nós. Eles podem nos pegar de surpresa, porque não os vemos chegando. Quando você é mãe, não é apenas o seu corpo que muda, ocorrem mudanças nas suas emoções, no seu coração e na sua alma. A maternidade afeta todos os aspectos de sua vida, e algo que costumava ser muito fácil para você antes, como dirigir em uma cidade desconhecida, pode ser assustador agora!

E está tudo bem – você não está sozinha. Para mim, quando meus filhos cresceram e eu comecei a fazer essas coisas que me aterrorizam, minha ansiedade aumentou. Eu me obriguei a deixá-los correrem riscos, fazer essas coisas assustadoras e tentar me sentir mais confortável em situações desconfortáveis. Era trabalhoso, mas comecei a relaxar um pouco mais a cada vez. Sinceramente, não queria ter esperado tanto tempo porque estava perdendo algumas experiências incríveis.

Sim, você muda depois de se tornar uma mãe, mas se sentir que a sua ansiedade e seus medos estão a ponto de afetar sua saúde física, relacionamentos e coisas que vocês está perdendo na vida por causa deles, existe ajuda. Por favor, fale, nós precisamos que você esteja bem!

FONTE: ScaryMommy

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X Leia também: