Mitos e verdades sobre proteção solar – por Dra. Juliana Macea

De Mãe para Mãe - Dicas dos especialistas04/12/19 By: Juliana Macéa
(3) Comentários

 

Oi, moms,

Adorei o texto que a nossa colunista dermatologista, Dra. Juliana Macea, escreveu! O assunto “protetor solar” é um tema que muito nos preocupa no verão e nas férias das crianças! Existem muitos mitos em torno deste assunto, mas o que é verdade?

Leiam o texto abaixo para esclarecer as dúvidas!

 

…………………………………………………………………………………………………………………..

 

Mitos e verdades sobre proteção solar

As férias escolares chegaram e, com isso, nós e nossos pequenos deveremos nos expor mais ao sol. Neste post, resolvi abordar as principais dúvidas que noto no meu dia a dia com relação ao uso de fotoprotetores. Vamos lá!

 

protetor solar

 

1. FPS (fator de proteção solar) acima de 30 não faz diferença. Tanto faz usar 30 ou 60…

Isso não é verdade. O que ocorre de fato é que o FPS 30, quando bem aplicado, protege nossa pele contra cerca de 96% das radiações UVB e acima disso o aumento de proteção é muito pequeno. Entretanto, nós temos o hábito de usar uma quantidade de produto muito menor do que a recomendada e que é testada em laboratórios para determinação do FPS. Assim, na minha opinião quem tem a pele clara e as crianças devem sim usar um FPS mais alto, de pelo menos 50, para que na prática se aproxime mais ao FPS da proteção desejada.

 

2. Como saber a quantidade certa de produto a aplicar?

O recomendado para um adulto é aproximadamente uma colher de café cheia para a face e uma xícara de café cheia para o corpo. A verdade é que isso é muito mais do que de fato utilizamos, não é? Daí a importância de um FPS mais alto!

 

3. É verdade que para funcionar o protetor solar deve ser aplicado meia hora antes de sair ao sol?

Não. O protetor começa a funcionar imediatamente após ser aplicado na pele. A aplicação meia hora antes é recomendada para a pele já estar preparada logo que a pessoa se expuser ao sol.

 

4. Se o protetor solar é resistente à água não preciso me preocupar em reaplicá-lo quando sair da piscina ou do mar.

Não. A reaplicação é sim indicada, pois os testes de resistência à água de um protetor são feitos com voluntários parados imersos em uma banheira. Entretanto, todos nós sabemos que quando entramos na água (especialmente as crianças), ninguém fica parado. O atrito maior com a água e o suor contribuem para uma maior perda do protetor.

 

5. E os protetores em spray? Parecem ser uma ótima opção para as crianças…

De fato, esses novos protetores em spray são rápidos de aplicar e muitas crianças aceitam melhor. Eles são muito bons, mas, em minha opinião, se fixam menos à pele do que os protetores em creme. Por isso, as reaplicações devem ser mais frequentes, no mínimo a cada 2 horas. Eu também acho que com eles o risco de deixar uma área de pele “esquecida” na hora da aplicação é maior, então eu os indico mais para reaplicação na praia ou piscina.

 

protetor 2

 

Espero ter ajudado!

Juliana

instagram: @julianamaceadermatologia

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 Comentários:Mitos e verdades sobre proteção solar – por Dra. Juliana Macea
  1. Avatar
    Bruna

    Oi, queria saber a partir de qual idade pode começar a usar protetor solar e se tem algum especifico para menores de 6 meses! Pode ser de fora do Brasil.

    • Avatar
      Juliana

      Oi Bruna, Vou perguntar para a Dra Juliana! Beijos

  2. Avatar
    Debora Gaudencio

    Adorei, estou escolhendo alguns protetores e vai me ajudar na hora da compra, bjos

X Leia também: