Como saber se a quantidade de comida que dou para meus filhos está adequada?

Alimentação - De Mãe para Mãe - Publipost26/04/16 By: Juliana Freire
(1) Comentários

 

Oi, moms!

Alimentação para crianças sem dúvidas é um desafio. Seguindo as orientações do pediatra e/ou nutricionista, quando maiores, as crianças já podem seguir o padrão alimentar da casa, ou seja, consumir as mesmas preparações oferecidas aos membros família. Assim, é importante educar a casa toda a manter hábitos alimentares saudáveis. No entanto, há crianças que comem muito pouco e também as que comem mais do que a média, o que pode preocupar os pais em ambos os casos.

Mas existem alguns sinais que podemos perceber na criança que são importantes indicadores de como está a sua alimentação. Logicamente, são apenas alguns sinais e caso os pais estejam percebendo que algo não está normal, um pediatra e/ou nutricionista devem ser procurados para que seja investigado o que está acontecendo.

Afinal, como saber se a quantidade de comida que dou para os meus filhos está adequada?

Primeiramente, podemos tirar uma base utilizando a tabela montada pelo Departamento de Nutrologia, da Sociedade Brasileira de Pediatria, que mostra o número de porções recomendadas de cada grupo alimentar por faixa etária:

porções diárias

Fonte: SPB. Sociedade Brasileira de Pediatria

 

Fonte: Meu Dia Alimentar (www.meudiaalimentar.com)

Fonte: Meu Dia Alimentar (www.meudiaalimentar.com)

 

Note que cada grupo tem uma quantidade recomendada para ser consumida diariamente como parte de uma alimentação saudável, conforme o esquema acima. Carboidratos e proteínas devem estar mais presentes na alimentação do que gorduras e doces, por exemplo. Logicamente, quanto mais velha a criança fica, as necessidades nutricionais e o apetite se modificam, por isso temos recomendações diferentes para cada fase da vida.

Como já explicado acima, existem alguns sinais que apontam que seu filho está se alimentando de forma balanceada:

A criança tem disposição para brincar: sabemos que comida dá energia quando a criança se alimenta adequadamente, ela tem energia para correr e brincar.

Pele corada: crianças bem alimentadas têm uma pele corada, bochechas rosadas, pele hidratada. Quando uma criança não se alimenta bem, é possível que ela fique pálida e com aspecto de cansada.

Bom funcionamento do intestino: uma alimentação balanceada faz com que a pessoa vá no banheiro todos os dias e não tenha dificuldade ao evacuar.  As fibras, presentes nas frutas, verduras, legumes e nos grãos integrais contribuem para o bom funcionamento do intestino!

Ele não fica doente com frequência: apesar de muitas crianças ficarem doentes frequentemente, com febres, dor de garganta, esse também pode ser um sinal de que seu sistema imunológico não esteja funcionando como deveria. Caso seu filho fique doente com frequência, não quer dizer necessariamente que esteja se alimentando mal, mas vale a pena investigar.

A criança tem apetite: ela senta para comer e tem fome. Quando criamos uma boa relação com a comida, as crianças podem ter muito mais facilidade em comer direito, além de ingerir frutas, legumes e hortaliças.

Crescimento: logicamente, a genética deve ser levada em conta – afinal, existem pessoas de todos os tamanhos! Mas caso observe que seu filho não está crescendo o que deveria, vale investigar e possivelmente rever a alimentação do pequeno.

Peso: um indicador um pouco óbvio, mas mostra como está a quantidade e qualidade dos alimentos ingeridos pela criança. Caso perceba que seu filho esteja emagrecendo ou ganhando muito peso procure um médico e investigue os motivos. Em alguns casos, a mudança alimentar somada a hábitos de vida saudáveis (como a prática de atividades físicas) podem ajudar a manter um peso adequado na infância e na vida adulta.

 

Esse post é oferecido por Sustain Junior, que contribui para compor uma alimentação rica e balanceada para seu filho. Sustain é um pó para preparo de bebida para ser tomado com leite e possui as principais vitaminas e minerais. Sustain Junior sabor chocolate possui o menor teor de açúcares quando comparado aos demais produtos para se misturar ao leite** e é indicado para crianças maiores de 3 anos de idade. Disponível em diversos sabores, basta escolher qual seu filho prefere!

publipost

** Comparado à média de produtos de mesma categoria de mercado. Março/2016.

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentário:Como saber se a quantidade de comida que dou para meus filhos está adequada?
  1. Avatar
    Isadora

    Só não entendi se as porções são por refeições ou diárias, e se as medidas são colheres. Obrigada.

X Leia também: