10 dicas para ajudar seu filho a fazer amigos!

De Mãe para Mãe16/03/19 By: Juliana Freire
(6) Comentários

 

Oi, meninas!

Tudo bem?

Esses dias estava conversando com as mães dos amiguinhos da escola do Olavinho, e falamos muito sobre as afinidades das crianças. Eles estão com uma média de 4 anos e já sabem quem são os amigos que gostam mais de brincar. Está começando também a fase do “você não é mais minha(meu) amiga(o)”, que, apesar de durar poucos minutos, deixa algumas crianças bem chateadas!

Aqui em casa tento mostrar para o Olavinho o quanto é importante ter vários amigos. Sempre menciono a quantidade de amigos que a mamãe e o papai têm, para que ele saiba que é muito mais legal e saudável ter vários amigos do que apenas um!

Mas o que fazer se um dia seu filho disser que não tem amigos ou que brigou com alguém na escola? É o tipo de situação em que não podemos agir por ele, mas podemos dar as ferramentas que ele precisa para ser social e ser um bom amigo.

 

Captura de Tela 2014-09-14 às 23.55.08

 

Busquei algumas matérias sobre este assunto para poder escrever aqui no blog, e encontrei três artigos que adorei: dois são de sites internacionais, o Education e o Wikihow, e outro do Papo Feminino, da UOL. Fiz um breve resumo das informações que encontrei para simplificar a leitura!

De acordo com Denise Salin (terapeuta familiar e educadora de pais nos EUA), “Algumas crianças precisam de ajuda para desenvolver habilidades sociais, tais como empatia, resolução de problemas, negociação, cooperação e capacidade de comunicação” antes que elas se sintam confortáveis ​​em fazer amigos.

Vejam abaixo algumas dicas para ajudar seus filhos a fazerem amigos e a se enturmarem na escola:

 

Captura de Tela 2014-09-14 às 23.59.59

 

1- Ofereça várias oportunidades para seu filho brincar e socializar!

Convide amigos do seu filho para brincar em sua casa, inscreva-o em outras atividades de grupo fora da escola, como esporte, dança, arte etc. Expô-lo a diferentes atividades o ajudará a aprender a se socializar. Permita que as crianças tenham tempo para brincar. A brincadeira é uma atividade muito importante, pois, além de divertida, incentiva o desenvolvimento de habilidades sociais que elas precisarão para serem parte de uma equipe. 

 

2- Seja o exemplo!

Crianças aprendem por observação. Vendo como os adultos agem em situações sociais, elas desenvolvem o próprio repertório. Os pais que não se encontram nunca com amigos não estão desenhando este modelo para o filho.

 

3- Forneça suporte emocional para o seu filho!

Isto pode parecer fácil, mas quantas vezes você realmente ouviu o seu filho? Fique atenta a algumas pistas sociais ouvindo o que ele diz sobre a escola ou parque infantil. Fazer amigos é um processo ao longo da vida e, claro, tem seus altos e baixos. Dor, infelizmente, é uma parte dele. Segundo Salin, “todas as crianças têm algum tipo de dor social “normal ” em suas amizades. Nós podemos apoiá-los, ouvir e reconhecer seus sentimentos”.

 

4- Não force seu filho a participar de alguma atividade!

Pelo contrário, chame a atenção dos pontos interessantes e divertidos que determinada atividade poderá proporcionar. Caso ele se recuse a participar, não critique o seu comportamento e nem o compare com as outras crianças: essa atitude só contribuirá para a sua baixa autoestima.

 

5- Avalie de que jeito está criando seu filho!

Pais superprotetores e que querem resolver todos os problemas pela criança geram filhos muito dependentes e pouco autônomos, que não conseguem ter iniciativa e nem vencer as dificuldades que aparecem. O ato de interagir com outras pessoas é trabalhoso e exige uma boa dose de iniciativa.

 

6- Encoraje seu filho a falar sobre seus medos e dificuldades!

Nunca menospreze os sentimentos do seu filho, ele precisa saber que não está sozinho e que pode contar com você. Conte estórias de quando você era criança e divida com ele os medos que você também tinha.

 

7- Compartilhe sua preocupação com a professora da escola!

Boa parte do desenvolvimento infantil acontece dentro da sala de aula. Quando a criança tem dificuldade de se enturmar, o professor pode ajudar e intervir. Sua postura é extremamente importante e necessária para que a criança se sinta confortável com o espaço que a acolhe.

 

8- Cuidado com atividades que estimulam o isolamento!

O computador e televisão, por exemplo, não podem ser os melhores amigos de uma criança que tem tendência ao isolamento. Limite os horários em que ela poderá brincar com os eletrônicos.

 

9- Ensine-o a compartilhar!

Para crianças pequenas, aprender a compartilhar pode ser difícil. É completamente normal que crianças menores de dois anos se recusem a compartilhar suas coisas. Aprender a compartilhar é um processo gradual, frustrante para você e para elas. Com um pouco de atenção você pode facilitar esse processo. Se você tiver outros filhos, incentive o compartilhamento entre os irmãos. Peça para um deles emprestar um brinquedo ou dividir um doce com o irmão e sempre elogie qualquer intenção de compartilhar, reforçando o quanto eles foram bons ao fazer isso.

 

10- Leia livros sobre amizade!

Existem livros infantis que falam sobre compartilhar, cooperação e amizade. Leia-os com seu filho. Separe um tempo para conversar com seu filho sobre esses livros, comparando-os com situações que ele pode encontrar na vida real.

 

Fonte: Papo Feminino,  Education e Wikihow

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 Comentários:10 dicas para ajudar seu filho a fazer amigos!
  1. Cachorro parar de Latir

    Tenho dificuldades em fazer amigos e tenho medo que isso afete meu filho. Como somos um exemplo óbvio para eles, nossos filhos se espelham nas nossas atitudes.

    http://www.adestramento-para-caes.com/2016/12/fazendo-o-cachorro-parar-de-latir.html

  2. Alaíde Maria de Fátima Gomes

    GOSTEI MUITO. PRECISO DE MAIS DICAS. E SOBRE OS LIVROS? ME MANDA “NOME E AUTOR” P [email protected]. MINHA NETA TEM 8 ANOS ALUNA DO MARISTA E ESTÁ C DIFICULDADES DE SE ENTURMAR NO RECREIO E NA SALA DE AULA,DESTE ANO. É Q TEM CRIANÇA ISOLANDO ALGUMA E CONVENCENDO OUTRAS A FAZER O MESMO. ENTENDEU?
    PRECISAMOS DE AJUDA.
    CONTO C. VCS. BLZ????

  3. irneia de souza

    eu nao gosto de me inturma eu gosto que as assoas venham falar comigo.eu figo no fone de ouvido quieta ate que alquem venha farlar comigo…… irineia souza tenho 12 anos e e assin que eu feço

    • irneia de souza

      eu nao gosto de me inturma eu gosto que as assoas venham falar comigo.eu figo no fone de ouvido quieta ate que alquem venha farlar comigo…… irineia souza tenho 12 anos e e assin que eu faço……..

  4. ROSANA

    GOSTEI MUITO. PRECISO DE DICAS DOS LIVROS. ME MANDA “NOME E AUTOR” POR FAVOR, MEU EMAIL É [email protected]. MINHA FILHA TEM 7 ANOS E ESTÁ COM DIFICULDADES DE SE ENTURMAR NO RECREIO E NA SALA DE AULA,ELA FALA QUE GOSTA DE IR PRA ESCOLA MAS QUERIA QUE NÃO TIVESSE RECREIO . É QUE TEM CRIANÇA ISOLANDO ALGUMA E CONVENCENDO OUTRAS A FAZER O MESMO. ENTENDEU?
    PRECISAMOS DE SUA AJUDA. ESSA SITUAÇÃO ME DEIXA DE CORAÇÃO PARTIDO.
    OBRIGADA!

  5. Cristiane

    Gostaria de dicas de livros.

X Leia também: