Devo ou não fazer o chá de bebê? – por Carol Baldin

Chá de Bebê - De Mãe para Mãe - Dicas dos especialistas - Festa22/09/18 By: Ana Lú Gerodetti
(2) Comentários

 

Olá, moms!

Tudo bem?

A nossa nova colunista, Carol Baldin, é mãe e baby planner. Como já dissemos em seu primeiro post, Cronograma da gravidez, ela é uma fada madrinha que ajuda em absolutamente tudo durante a gravidez!

Em seu site, ela conta toda a experiência de ter ficado grávida antes das amigas e de como precisou pesquisar tudo sobre a gestação, o que fez com que se interessasse cada vez mais pelo assunto, virando a conselheira oficial das amigas que foram engravidando.

Formada em Administração de empresas, a Carol trabalhou por muito tempo com eventos no mercado financeiro, mas descobriu que gosta mais de deixar a vida das grávidas mais fácil e planejada.

Ela é certificada internacionalmente pela IMI – International Maternity Institute, que é referência na formação de baby planners e profissionais relacionados a maternidade pelo mundo todo. Ou seja, além do seu conhecimento como mamãe, a Carol colabora com uma parte técnica bem importante!

No texto de hoje, a nossa querida colunista fala um pouco sobre o chá de bebê, um evento que gera muitas dúvidas nas mães, que muitas vezes se questionam se devem ou não fazer a comemoração. Confiram!

 


 

Muito além do chá de bebê 

Muito além do chá de bebê - por Carol Baldin

 

Escuto muito das minhas clientes: devo ou não fazer o chá de bebê? A minha resposta é sempre a mesma: sim!

Elas ficam muito na dúvida por questão de valores, ou porque já fizeram todo o enxoval fora do Brasil e não querem ganhar fraldas, ou até por preguiça porque a família é muito grande.

Eu sempre sou a favor de fazer o chá de bebê. Vejo o chá de bebê como uma comemoração especial. Uma comemoração para a chegada do bebê! É um momento para celebrar a barriga, juntar pessoas queridas, familiares e curtir os últimos meses da gravidez!

Se você está com a mesma dúvida, vou dividir com você aqui algumas dicas que passo para as minhas clientes e já aviso, o chá de bebê sempre acontece!!

 

  • Se o motivo for preguiça de organizar a festa: Fale com alguém da família, a madrinha do bebê ou até mesmo aquela amiga que é o seu braço direito e esquerdo para  ajudá-la a organizar tudo. Essa pessoa poderá ajudar com as escolhas e decisões de tudo. Uma opção também é contratar uma empresa especializada em organizar festas. Você só precisará dar o voto final e escolher uma roupa bem linda para o chá de bebê.

 

  • Se o motivo for financeiro: Sim, sabemos que fazer uma festa, eventualmente pode ser um gasto bem alto para a família, ainda mais quando consideramos todos os preparativos que envolvem a chegada de um bebê (enxoval, quarto, lembrancinhas, decorações, etc, etc). Mas isso não precisa ser um problema. Se não dá para fazer uma festa grande, com muita gente, receba alguns amigos e familiares mais próximos em casa. Faça um brunch ou sirva lanchinhos no final da tarde. Faça você mesma a decoração de uma mesa para poder tirar fotinhos! O importante é passar e registrar esse momento com pessoas que você gosta!

 

  • Se o motivo for que a família é muito grande e irá virar uma festa gigante: Pode parecer mentira mas esse é problema de muitas clientes. “Só na família do meu marido são mais de 50 pessoas!!”- Quem não passou por isso? Minha dica aqui é fazer um filtro bem mais poderoso: convide os parentes que realmente convivem com você e seu marido, que estão envolvidos na gestação. Se mesmo assim for difícil de fazer a lista, restrinja aos avós e tios. Considere também os amigos mais próximos. Os melhores amigos…deixe para chamar os amigos do trabalho em uma outra situação.

 

  • Se o motivo são os presentes: A maiorias das gestantes assim que descobrem que estão grávidas, a primeira coisa que fazem é comprar o enxoval. E a grande maioria, faz o enxoval fora do Brasil. Quando o enxoval é feito fora do Brasil, elas acabam comprando coisas normalmente até 1 ano do bebê, e com isso, deixam poucas coisas para comprar aqui no Brasil. Alguns chás de bebê, mais tradicionais, pedem itens de higiene, como presente. Hoje em dia, há também as fraldas. Acontece que muitas clientes não querem pedir nem fraldas e nem produtos de higiene. Ou porque não acham necessário ganhar, ou até porque se sentem constrangidas de pedir fraldas como presentes. Minha dica nesse caso é, peça alguns itens para doação. Fraldas, lata de leite, roupas, brinquedos….escolha uma entidade e avise aos convidados sobre sua ideia. Tenho certeza que será uma atitude boa e seus convidados irão ficar muito felizes em ajudar também!

 

Se você estava na dúvida de realizar o chá de bebê, espero que eu tenha te ajudado a resolver isso!

Duas últimas dicas: não deixe muito para o final da gestação para fazer o chá porque quanto maior a barriga estiver, menos disposta você estará e participará pouco da festa e claro, tire muitas fotos desse momento!

 

Beijos,

 

Carol Baldin.


 

Carol Baldin

Instagram: @carol_babyplanner

www.carolbaldin.com

www.institutomae.com

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comentários:Devo ou não fazer o chá de bebê? – por Carol Baldin
  1. leidiane massotti

    E se o motivo for medo de que ninguém compareça? Nunca gosto de festa por causa disso. kkkkkk
    Não tenho muitos amigos.

  2. Dayane da Rosa

    Olá, eu criei um site com lista de presente virtual ou seja inves do presente ganhei o dinheiro. Assim consegui gastar onde, quando e como eu quiser. Além disso meus convidados confirmaram presença no site, facilitou muito.
    Eu amei a ideia, fiz no https://www.queropresentevirtual.com.br, o cadatro é gratuito só paga a taxa de serviço dos presentes que você receber. Recomendo.

X Leia também: