Amamentar nem sempre é tão fácil – por Dra. Camila Di Ninno

Amamentação - De Mãe para Mãe - Dicas dos especialistas30/05/18 By: Camila Silveira Di Ninno
(1) Comentários

Olá, meninas!

Tudo bem?

A amamentação é um dos tópicos que mais gera dúvidas nas mães, principalmente nas de primeira viagem. Ao contrário do que muitos pensam, nem sempre esse momento é tranquilo, pois podem acontecer algumas dificuldades durante o processo todo.

No post de hoje, a nossa querida colunista e fonoaudióloga, Dra. Camila Di Ninno, fez um texto exclusivo falando sobre as dificuldades da amamentação (vocês podem encontrar mais textos dela aqui). Confiram!

________________________________________________________________________________

 

 

Amamentar nem sempre é tão fácil

Amamentar um bebê no seio materno nem sempre é tão fácil quanto se imagina. Nos primeiros dias após o nascimento do bebê, é comum que a mãe sinta desconforto durante as mamadas. Entretanto, qualquer dor que persista por mais do que 3 ou 4 dias não deve ser ignorada e a mãe deve, o quanto antes buscar ajuda especializada para avaliação e orientação. Várias são as dificuldades que podem ser encontradas durante a amamentação e alguns destes problemas, se não forem identificados e tratados a tempo, podem levar ao desmame precoce. Muitas vezes, uma simples adequação da postura do bebê para mamar faz com que a amamentação deixe de ser dolorosa e com o tempo passe a ser prazerosa.

Algumas das dificuldades da amamentação podem estar relacionadas à mãe, como apresentar mamilos planos ou invertidos, ingurgitamento mamário, fissura nos mamilos, mastite e baixa produção de leite. Outras dificuldades podem ser inerentes ao próprio bebê, tais como presença de alterações no frênulo lingual, fissura labiopalatina, micrognatia (queixo pequeno) e prematuridade. Há também aquelas dificuldades que estão relacionadas à dinâmica da amamentação, como a postura para mamar e a pega.

O Fonoaudiólogo especialista em Motricidade Orofacial é um profissional capacitado para intervir no processo de amamentação, avaliando as mamas, as estruturas orais do bebê e a dinâmica da amamentação.

No Brasil, apesar dos esforços para se aumentar a prática de aleitamento materno exclusivo, este se encontra muito aquém do recomendado. É importante que as mães estejam atentas aos primeiros sinais de dificuldade no processo de amamentação e busquem ajuda. Profissionais experientes na área certamente poderão contribuir para que adquiram conhecimento e autoconfiança para lidar com os desafios da amamentação, além de propor estratégias facilitadoras para o sucesso desta prática.

________________________________________________________________________________

 

Dra Camila Queiroz de Moraes Silveira Di Ninno, é fonoaudióloga clínica (CRFa 2-5314), formada pela USP, especialista em Motricidade Orofacial e Fluência pelo CFFa, mestre em Ciências da Reabilitação pela USP e doutora em Linguística pela UFMG. Autora de diversos livros e artigos científicos. Atende gestantes, bebês, crianças e adultos em seu consultório no Campo Belo em São Paulo.

 Site: www.camiladininno.com.br

 Facebook: Camila Silveira Di Ninno

E-mail: [email protected]

Telefones: (11) 9.7550.2309

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentário:Amamentar nem sempre é tão fácil – por Dra. Camila Di Ninno
  1. Avatar
    Julia

    Meu filho só mamou no peito até os 6 meses. E agora, com a introdução alimentar, estou com dificuldade para manter a produção de leite. Que tal um texto sobre esse assunto? Obrigada!

X Leia também: