Não, meu filho não é muito grande para fazer isso!

De Mãe para Mãe - Desenvolvimento - Psicologia - Somos todas iguais08/08/19 By: Renata Pires
(1) Comentários

 

Olá, mamães!

É impressionante como hoje em dia os julgadores de plantão (principalmente entre as mães), estão com força total. Parece que nos sentimos culpadas e sempre nos justificando por alguma coisa que consideramos não “apropriada para a idade”. Mas será que existe mesmo essa história? Quem tem filhos perfeitos que fazem absolutamente tudo no tempo exato, que atire a primeira pedra!

Li um texto maravilhoso e verdadeiro sobre isso e gostaria de compartilhá-lo! O texto é da autora Annie Reneau e fiz uma livre tradução!

Tenho certeza de que muitas mamães se identificarão!

Mil Bjsss

 

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………

 

Não, meu filho não é muito grande para fazer isso! - Just Real Moms

 

Eu não posso contar quantas vezes eu ouvi pessoas questionando se uma criança estava “velha” demais para fazer alguma coisa – tomar mamadeira, chupar chupeta, andar num carrinho, usar os carrinhos do supermercado… A lista é longa. Crianças do ensino fundamental que ainda dormem com um bichinho de pelúcia ou naninha é vista como estranha. E aqueles de 3 anos de idade, que não dominam o banheiro.

Será que eu perdi a lição de que há limites oficiais de idade em tudo?

Parece que temos esta sensação estranha que, porque as crianças estão crescendo, há uma idade arbitrária de corte para certas coisas. Parece que vamos prejudicar o desenvolvimento dos nossos filhos se nós permitirmos que alguns comportamentos continuem por muito tempo, ou achamos que os pais estão fazendo algo de errado se eles permitem que seus filhos façam algo além do que consideramos “normal”.

Claro, há uma pequena porcentagem de pais que mantém seus filhos no desenvolvimento retroativo por algumas razões psicologicamente duvidosas. E, claro, existem alguns hábitos ou comportamentos que precisamos para desenvolver as crianças dentro de prazo razoável. O ponto é este: Esses limites não são para os estranhos aleatórios ou julgadores decidirem.

Não sabemos de tudo e não podemos julgar olhando de fora. O adolescente que não consegue dormir sem seu ursinho de pelúcia? Talvez ele sofra de ansiedade debilitante. A criança grande que anda no carrinho do supermercado pode ser uma daquelas crianças que parece vários anos mais velha do que ela. O pré-adolescente que ainda acredita em Papai Noel pode apenas realmente amar a fantasia. A criança de 8 anos de idade, que ainda dorme no quarto dos seus pais pode ser apenas por causa de uma cultura em que isso é a norma.

 

Não, meu filho não é muito grande para fazer isso! - Just Real Moms

 

Às vezes, é simplesmente uma questão de prioridades diferentes e de outros pontos de vista. Meu filho mais novo tem 7 anos. Eu mal posso carregá-lo no colo, então eu raramente faço isso. Mas eu fiz muito com todos os meus três filhos, quando as pernas deles se cansavam. Fiz até que eu ficar fisicamente incapaz de fazer isso. Sei que algumas pessoas veem isso como “mimar”, mas eu vejo isso como sendo útil e mostrando compaixão. Se eu pudesse levar o meu marido ou minha mãe quando suas pernas se cansarem, eu faria isso também.

Nenhum de nós tem o direito de julgar o que é certo para uma outra criança de uma outra família. Se eu vejo um garoto que parece grande demais para estar fazendo XYZ, eu tento lembrar que as pessoas têm pensado coisas semelhantes sobre os meus filhos e as pessoas não sabiam a situação inteira. Lembro-me que cada família, cada pai e cada criança é diferente e, a menos que haja um problema de saúde ou de segurança graves em jogo, não é o meu lugar para ter uma opinião sobre as suas escolhas. E certamente nunca é o meu lugar para expressar uma opinião sobre as suas escolhas sem ser perguntada.

Se você se deparar com uma criança que parece “velha demais” para o que ela está fazendo, pergunte a si mesma algumas coisas. A criança está realmente sendo prejudicada por isso? Existem coisas que eu não sei sobre esta criança/pais/família? É realmente da minha conta? Por que estou sequer preocupada com isso?

As crianças aprendem e se desenvolvem em ritmos muito diferentes, e eles finalmente superam quase tudo. A menos que você seja um psicólogo profissional com profundo conhecimento da psicologia e das circunstâncias de uma criança, não há nenhuma razão para fazer um julgamento sobre um garoto de ser velho demais para qualquer coisa.

Você faz, então deixe que outras famílias também façam as suas coisas em paz.

 

Não, meu filho não é muito grande para fazer isso! - Just Real Moms

 

Fonte: Texto escrito por Annie Reneau, para o site Scary Mommy

Tradução livre: Just Real Moms

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentário:Não, meu filho não é muito grande para fazer isso!
  1. Avatar
    aurea

    quero saber mais sobre essa materia

X Leia também: