Infertilidade da mulher atual – por Dr. Carlos Czeresnia

De Mãe para Mãe - Dicas dos especialistas - Infertilidade25/10/16 By: Renata Pires
(1) Comentários

 

Olá,

Como já contei aqui no blog, tive dificuldades para engravidar. Tentei durante 1 ano e meio quando descobri que tinha endometriose. No meu caso, fui escutar opiniões de dois especialistas diferentes. Um, me dizia que só engravidaria se operasse e retirasse a endometriose. O outro, disse que se fosse eu, faria FIV (Fertilização In Vitro). Este segundo, foi o Dr. Carlos Czeresnia, proprietário da Clínica Célula Mater.

Optamos (eu e meu marido) em tentar a FIV e, graças a Deus, deu certo na primeira tentativa e nasceram os gêmeos José e Maria Antonia (hoje com 5 anos de idade). O Dr. Carlos é um obstetra muito conceituado e soube manter perfeitamente minha gravidez de risco sem me apavorar em nenhum momento. Até hoje sigo com ele, como meu ginecologista.

 

Infertilidade da mulher atual - por Dr. Carlos Czeresnia - Just Real Moms

 

Percebo que hoje em dia, muitas mulheres têm grandes dificuldades para engravidar. Inclusive algumas amigas tiveram o primeiro filho tranquilamente e não conseguem engravidar do segundo. Por esse motivo, pedi para o Dr. Carlos Czeresnia (que além de obstetra é focado em reprodução assistida) nos escrever sobre alguns fatores importantes da infertilidade da mulher atual.

 

Confiram a entrevista:

JRM: Por que atualmente as mulheres têm cada vez mais dificuldade para engravidar?

Dr. Carlos: As mulheres têm mais dificuldade hoje de engravidar basicamente porque estão tentando em idades mais avançadas. Há somente duas décadas, a idade média das gestantes era de 25 anos, atualmente a idade média chega aos 30 anos. A mãe e natureza programou todos os seres vivos (animais e vegetais) para procriarem logo após a maturidade sexual. A taxa de fertilidade vai caindo com o passar do tempo, isto é mais evidente na mulher, que já nasce com sua população de óvulos definida e vai consumindo os melhores espécimes no início dos ciclos reprodutivos. Com isto, apesar de ocorrerem ciclos ovulatórios, a qualidade dos gametas não é a mesma e faz com que a taxa de gravidez caia e a de abortamento suba.
Existem algumas doenças que vão se tornando mais frequentes à medida que o tempo passa e que podem interferir na fertilidade e que são basicamente a endometriose e as sequelas de infecções genitais nas mulheres que têm uma vida sexual mais intensa e com um número maior de parceiros sexuais.

 

JRM: E por que, muitas vezes, a mulher engravida facilmente do primeiro filho e não consegue engravidar do segundo?

Dr. Carlos: Não é verdade que seja mais difícil de engravidar a 2ª vez. Este fato poderá ocorrer se houver um espaço grande entre as gravidezes. Com isto, a taxa de fertilidade cai. E, com o passar dos anos, a frequência de endometriose aumenta e também, dependendo da vida sexual da mulher, o aumento do número de infecções pélvicas.

 

JRM: Muitas vezes, mesmo a mulher e seu parceiro não tendo problema nenhum, a gravidez demora muito a ser concebida. Por que?

Dr. Carlos: A taxa de fertilidade na espécie humana segue uma curva de Gauss, ou seja, existem casais extremamente férteis e alguns com uma fertilidade bastante baixa da mesma forma que os outros mamíferos. Não conhecemos corretamente quais são os genes implicados neste fenômeno, mas provavelmente a causa é mais genética.

 

JRM: Hoje, quais são as maiores causas de infertilidade?

Dr. Carlos: Anovulia, endometriose, idade avançada, obstrução tubárea, fatores genéticos, causas imunológicas, rejeição embrionária, oligospermia.

 

JRM: A ansiedade da mulher pode ser considerado um fator para a infertilidade?

Dr. Carlos: A ansiedade é um fator de stress. O stress excessivo pode modificar o comportamento endócrino da mulher, interferindo na sua fertilidade. Em aninais de experimentação este fenômeno é bem típico: se colocarmos camundongos em uma gaiola sob um stress persistente sua fertilidade diminui acentuadamente.

 

JRM: Os tratamentos contra a infertilidade são recomendados a partir de quanto tempo de tentativas do casal?

Dr. Carlos: Normalmente 85% dos casais jovens engravidam em 2 anos. Entretanto, à medida que a idade da mulher vai avançando, deve-se aguardar um período menor para se iniciar a investigação. Acredito que 6 meses após uma vida sexual ativa, o casal deveria ao menos procurar um profissional para orientação e os tratamentos somente quando se identificassem realmente problemas.

 

JRM: Quais tratamentos são mais eficazes?

Dr. Carlos: A eficácia do tratamento dependerá da causa da infertilidade e da idade do casal. Mas, via de regra, os resultados hoje em dia são bastante satisfatórios.

 

Espero que ajude as mulheres que estão passando por isso, pois sei que neste momento o que mais queremos são informações!

Mil Bjss

 

Infertilidade da mulher atual - por Dr. Carlos Czeresnia - Just Real Moms

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentário:Infertilidade da mulher atual – por Dr. Carlos Czeresnia
  1. Avatar
    Ex-tentante Paty

    Esclareceu muitas dúvidas sobre infertilidade, fiquei sabendo que além da idade os hábitos alimentares podem interferir na hora de ter um filho.

    Nesse site eu encontrei mais posts falando disso:https://healthcareandsafety.com.br/como-engravidar-rapido-tudo-sobre-como-engravidar-rapido/

X Leia também: