Como escolher a escola do seu filho? – por Andrea Racy

De Mãe para Mãe - Dicas dos especialistas - Escola10/10/18 By: Ana Lú Gerodetti
(0) Comentários

Olá, meninas!

Tudo bem?

Muitas mães ficam em dúvida quanto a escolha da escola dos pequenos. Afinal, quais são os melhores critérios para decidir onde as crianças devem estudar?

Para ajudá-las, a psicóloga e psicopedagoga, Andrea Racy, fez um texto super esclarecedor, onde expôs alguns pontos importantes na hora da decisão. Ela também é Diretora Executiva da Associação Brasileira de Psicopedagogia – Seção São Paulo e Associada Titular da ABPp-Nacional!

Confiram e boa leitura!

________________________________________________________________________________

 

COMO ESCOLHER A ESCOLA DE SEU FILHO

 

Como escolher a escola do seu filho? - por Andrea Racy

 

Você está procurando escola para o seu filho? Não sabe por onde começar? Já conheceu muitas escolas? Questionou a filosofia de trabalho e a metodologia de ensino? O que é melhor nessa escolha, uma escola grande ou pequena? Precisa de algumas dicas?

 

É este o momento de começar a escolher a escola de seu filho e muitos pais solicitam orientação psicopedagógica para fazer esta escolha da melhor maneira possível.

 

Vamos entender um pouco sobre alguns aspectos importantes para a tomada de decisão da escola para o seu filho:

 

Qual o modelo de maternagem e paternagem da família?

  • Qual o estilo da família? O que vocês gostam de fazer juntos?
  • Vocês educam os seus filhos de uma forma mais rígida ou não? Seu filho pode fazer o que quer? Como é a educação em casa?
  • O que vocês pais consideram importante ensinar para os seus filhos?
  • Quais são os valores éticos e morais da família?

 

O que os pais esperam da escola com relação à formação de seus filhos?

  • O que vocês esperam do trabalho da escola?
  • Antes de decidir, vocês devem avaliar se acreditam no trabalho que a escola desenvolve, se concordam com a filosofia e metodologia de trabalho.

Se os pais não acreditam no trabalho da escola, o que transmitirão aos seus filhos em relação à mesma? Será que as crianças irão gostar e acreditar na escola que estudam ou terão uma atitude crítica, desafiadora, desrespeitosa?

 

O que os pais buscam em relação à escola tem haver com as características de seu filho?

  • Para a escolha da escola é muito importante analisar como seu filho é, e se suas características se adequam a da escola que será escolhida. Cada vez mais, nas grandes cidades, as escolhas são feitas de acordo com a facilidade de locomoção e as famílias acabam matriculando todos os filhos na mesma escola. A escolha próxima de casa facilita o transporte, o rodízio com outros pais, as grandes amizades etc. Porém, os pais devem analisar se o serviço prestado pela escola está de acordo com o que procuram e se essa escolha será adequada para todos os filhos. Muitas vezes, a escola é adequada para um e não é para o outro filho. Por isso, observe e analise seus filhos.
    Escolha com cuidado também, o horário que seu filho estudará. É importante seguir as normas e regras das escolas, e principalmente o ritmo biológico da criança.
    Alguns pais já têm planos para os estudos de seu filho mesmo antes dele nascer, como estudar na escola em que estudaram. Isso é muito legal, mas lembre-se: “O que foi bom para você, pode não ser para seu filho, e a melhor escola de São Paulo pode não ser a melhor escola para seu filho”.

 

Seu filho gostou da escola escolhida?

  • A opinião da criança pequena durante a escolha da escola, não é a mais importante, já que esta ainda não tem condições de avaliar o que é o melhor para ela. Por isso, os pais devem visitar e questionar tudo o que lhes interessam, para depois poder eleger a que mais gostaram e que se aproxima dos valores familiares.

Algumas escolas organizam vivencias para as crianças durante o ano e esta é uma oportunidade para saber a opinião das crianças, mas a decisão deve ser dos pais.

A partir da matrícula feita, começa a adaptação dos pais a esta nova rotina de seu filho e é importante incentivar e motivar a criança para esta nova fase, desde a compra da mochila e uniformes, assim como passar em frente à escola.

Após o início das aulas, fiquem atentos ao comportamento da criança, se ela está feliz de ir para lá, se sente falta no final de semana perguntando da escola, da professora, funcionários, se gosta de seus colegas etc.
Fiquem atentos a seu filho quanto à questão de sua aprendizagem, aplicação de seus conhecimentos, interesse em aprender, sociabilidade, limites, respeito, trabalho grupal, de cooperação e principalmente, se está feliz.

 

Tem de haver um bom relacionamento entre escola e família.

  • Cada vez mais, é necessária a parceria entre escola e família. A participação dos pais na educação, no aprendizado e nas atividades com o filho é fundamental.
  • Não deixe de acompanhar as lições de seu filho, o seu comportamento, sua alimentação, suas amizades etc.
  • É muito importante para a criança poder participar dos eventos na escola e mostrar aos seus pais o que experimentou, produziu e aprendeu, mostrar sua escola, sua classe, seus amigos, mostrar o lugar que ele se sente pertencente, além do ambiente familiar. Por isso, verifique no início do ano o calendário escolar de seu filho.

 

 

O que os pais devem escolher num primeiro momento, uma escola grande ou pequena?

  • Alguns pais iniciam a escolha da escola para seus filhos pensando nas provas que talvez precisem enfrentar antes do 1º ano do Ensino Fundamental. Por isso, já colocam em escolas grandes, que tem todos os ciclos da Educação Básica. Outros acham que em escolas pequenas seus filhos serão bem acolhidos, terão um vínculo maior com todas as crianças, professoras, funcionários e direção da escola, facilitando assim a parceria entre escola e família e o cuidado com a criança.
  • Morar em uma metrópole como São Paulo, facilita nas decisões já que, em quase todos os bairros é possível contarmos com boas instituições de ensino. As opções estão cada vez maiores. Hoje, em quase todos os bairros, encontramos escolas com várias filosofias de trabalho e metodologias de ensino como Escolas Bilíngues, Internacionais, Sócio-construtivistas, Tradicionais, Religiosas, Montessorianas, Waldorf, Inovadoras, entre outras.
  • Todas as opções são válidas e cada família deve avaliar o que é melhor para ela.
  • É muito importante conhecer a escola antes de fazer a matrícula e observar os alunos em sala de aula, no pátio ou parque; as atitudes dos funcionários; a limpeza dos banheiros e cozinha; se o número de funcionários é suficiente.

As crianças não podem ficar sozinhas nunca, então, é necessário que 1, 2 ou 3 funcionários estejam acompanhando as crianças nas diversas atividades do período escolar. Crianças pequenas exigem cuidados especiais.

  • Deve-se verificar a disponibilidade de uma comunicação direta entre família e escola sempre que necessário.

 

O que a escola oferece de atividades extracurriculares?

  • Cada vez mais as escolas oferecem opções de esportes, aulas de Música, Informática, Inglês, Artes, Teatro, Circo, Robótica entre outros, para seus alunos.

Muitas famílias têm optado por escolas que oferecem esses serviços, pois assim, seus filhos não precisam ficar tanto tempo em trânsito, indo para lá e para cá. Além disso, o ambiente escolar propicia a interação dos alunos de várias faixas etárias na mesma atividade, trabalhando a cooperação, o respeito, a responsabilidade, a amizade etc.

 

Após refletirem sobre os aspectos levantados anteriormente, seguem algumas dicas:

  • Peçam indicações de escolas a familiares e amigos.
  • Façam uma breve consulta sobre as escolas na Internet e selecionem as que mais gostaram e receberam boas indicações para fazerem as visitas.
  • Visitem as escolas, entendam a filosofia e a proposta pedagógica e questionem todos os aspectos que acharem importantes para os cuidados e desenvolvimento da criança.
  • O que a escola oferece, deve ter ligação ao estilo de maternagem e paternagem exercidos pelos pais, pois alguns valores morais e éticos devem fazer parte do dia-a-dia da criança.
  • O zelo, o cuidado e o carinho com as crianças são fundamentais.
  • A ludicidade deve estar presente em todos os momentos do período escolar, sem esquecer a importância dos objetivos durante o planejamento de cada atividade proposta.
  • A formação dos professores é muito importante e nas escolas de Educação Infantil, o professor responsável pela turma deve ter formação em Pedagogia.
  • Fiquem atentos:
  • Ao espaço físico, janelas e claridade das salas de aula, higiene nos banheiros

e cozinha.

  • À relação professoresXcrianças.
  • À alegria das crianças.
  • À facilidade em se comunicar com a escola e estabelecer uma boa parceria

sempre que necessário.

  • À como se dá o período de adaptação da criança na escola.
  • À sua sensação com relação ao ambiente escolar.

 

Importante ter em mente:

  • Muitas vezes, a escolha da escola é frustrante e problemática para os pais e não para os filhos. Tenham o cuidado de preservar as crianças tentando não transmitir o que os aflige neste momento.
  • Vocês procuram uma escola para o seu filho e as escolas têm o maior prazer em receber um aluno novo e poder atender as expectativas dos pais. Pergunte tudo, sem medo de ser inconveniente, só assim vocês poderão ter a certeza de uma boa escolha.
  • Não hesite em procurar a professora, orientadora educacional, coordenadora pedagógica ou diretora pedagógica sempre que necessário.
  • Estas dicas são válidas também para aqueles pais que estão pensando em trocar seu filho de escola.

Neste caso, faça um levantamento dos aspectos que gostou e não gostou do trabalho desenvolvido pela escola atual. Isso facilitará na procura da próxima escola.

 

Escolher a escola de seu filho é uma decisão muito difícil, exige tempo e atenção, então, após a escolha da filosofia e metodologia de ensino, eleja aquela que tenha um ambiente acolhedor, seguro e cheio de afeto rodeando as crianças. Você percebe isso em cada sorriso encontrado durante a visita, na forma com que vocês são recebidos desde a portaria até pela responsável em lhes apresentar a proposta da escola.

Acreditem que o ambiente escolar é o mais adequado para a criança depois do ambiente familiar.

 

Depois disso, é só acompanhar a adaptação e o desenvolvimento da criança.

________________________________________________________________________________

 

Andréa de Castro Jorge Racy

Sou Pedagoga, Psicóloga e Psicopedagoga, Diretora Executiva da Associação Brasileira de Psicopedagogia – Seção São Paulo e Associada Titular da ABPp-Nacional. Trabalhei muitos anos como Coordenadora Pedagógica e Orientadora Educacional em escolas particulares e hoje atuo como Psicóloga e Psicopedagoga Clínica e dou Consultoria e Assessoria Educacional em escolas de Educação Infantil.

E-mail: [email protected]

Cel: (11) 99133-7143

Instagram: andrearacy

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X Leia também:

As 10 coisas que você nunca deve dizer à mãe de uma criança com alguma síndrome ou deficiência

10/10/18Ver a matéria   >>