A adaptação escolar! – por Orientace Pedagogia

De Mãe para Mãe - Dicas dos especialistas29/01/17 By: Orientace
(0) Comentários

 

Oi meninas!

Muitas crianças devem estar agora na fase da adaptação escolar. Por mais que elas já estejam na escola, passamos por um período de férias em que nossos filhos estavam sempre com a gente, e isso não deixa de exigir uma nova adaptação, não é? Por isso, nossas colaboradoras da Orientace Pedagogia elaboraram este texto para nos ajudar a enfrentar essa fase com mais facilidade.

Espero que ajude!

Mil Bjsss

 

adaptacao2

 

………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

 

Adaptação escolar

Ano novo, vida nova?

Para muitas crianças, sim! Afinal, é o momento de ingressar na escola. A escola que foi carinhosamente escolhida pelos pais, e que nela depositaram uma grande expectativa de períodos de aprendizagem, brincadeiras, sorrisos e muita diversão.

Contudo, para chegar até a realização desse sonho, passa-se pelo período de ADAPTAÇÃO ESCOLAR!

Se a adaptação ao novo muitas vezes se faz complicado para nós, adultos, imaginem para nossos pequenos filhos. Muitos, pela primeira vez, ampliarão seus vínculos de convívio fora do eixo pais-irmãos-avós-familiares-funcionários da casa.

Desta forma, elencaremos abaixo algumas condutas que facilitarão esse período na vida de seus pequenos:

– Demonstrar segurança para as crianças;

– A adaptação é processual e contínua, e há a necessidade de tempo para ajustes;

– É fundamental uma preparação prévia, contando para criança o que irá ocorrer e como;

– Falar sempre a verdade é imprescindível. Nada daquelas desculpas que irá fazer xixi e não voltar logo. Conte o que vai acontecer: que seu filho irá para a escola mas que você sempre virá buscá-lo;

– Fale tchau rapidamente, sem muitos beijos e abraços longos. Não espere que logo nos primeiros dias seu pequeno irá dizer “tchau mamãe” com uma enorme tranquilidade;

– Valorizar o crescimento e as conquistas da criança. Parabenizá-la e evitar comparações;

– Manter uma mesma rotina, pois gera segurança;

– Frequência às aulas: a relação e a conquista são construídas na presença;

– Manter uma mesma pessoa para acompanhar o processo de adaptação;

– Respeitar o espaço da sala de aula, lugar onde as professoras encantarão os pequenos;

– Diferentes reações podem acontecer: crianças que entram bem e permanecem, crianças que entram chorando e depois ficam bem, crianças que entram bem e depois de alguns dias choram – todas as reações precisam ser respeitadas;

– Seguir as orientações da escola e, caso não concorde com algo, procurar pela professora para que, juntas, encontrem um novo caminho.

Pais confiantes transmitem segurança aos seus filhos, auxiliando para que o processo de adaptação seja tranquilo!

 

Texto produzido pelas pedagogas da Orientace Pedagogia.

www.orientacepedagogia.com.br

 orientace

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X Leia também: