Vai viajar SEM os filhos? Dicas para as crianças ficarem bem na ausência dos pais!

De Mãe para Mãe05/12/19 By: Juliana Freire
(12) Comentários

05

Oi, moms!

Tudo bem?

No texto de hoje quero dividir com vocês uma experiência que acredito que muitas mães já passaram ou ainda passarão! Durante o mês de julho, fui viajar com meu marido durante 12 dias sem as crianças, pela primeira vez depois que me tornei mãe!

Sim, acreditem que eu nunca tinha passado mais de três dias longe dos meus filhos?

Confesso que estava bem apreensiva, achando que ia morrer de saudades e que não conseguiria aproveitar a viagem! A verdade é que foi uma experiência maravilhosa para mim e meu marido e também para as criancas, que passaram vários dias sendo “paparicados” pela avó, por isso recomendo para todas as mães!

Achei importante resgatar um pouco minha individualidade e poder fazer alguns programas que há tempos não fazia de forma tranquila, como tomar um vinho em um jantar, ou acordar tarde e aproveitar o café da manhã do hotel, sair para caminhar sem ter hora para voltar e poder conhecer todos os lugares que eu tinha vontade.

Pensei em dividir com vocês as razões que me deixaram tranquilas para curtir essa viagem, ou melhor, algumas dicas para as mães que vão viajar SEM OS FILHOS, para que todos fiquem bem e felizes!!

 

Captura de Tela 2014-07-19 às 23.56.05

 

Seguem as dicas:


1) Deixe seus filhos com alguém que você REALMENTE confia e que vai cuidar deles com carinho e responsabilidade!

No meu caso, deixei meus filhos com meus pais que confio muito e que meus filhos estão super acostumados. Desta forma, consegui realmente “desligar” meu pensamento de casa, pois tinha a certeza de que eles estavam muito bem cuidados.

 

2) Procure deixar as crianças em casa!

Para não mudar toda a rotina das criancas, pedi para meus pais virem à minha casa, assim as crianças não tiveram que sair do cantinho deles, berço, cama, brinquedos etc. Um fator a menos para eles estranharem.

 


3) Não avise as crianças com muita antecedência!

Como as crianças não tem muita noção do tempo, o ideal é avisar que vão viajar com uns 3 dias de antecedêcia, no máximo, para que elas não sofram antes do tempo. Tenha uma conversa franca, como “Mamãe vai viajar, vai ficar X dias fora, mas volta”. Mesmo se você achar que elas são pequenas demais para entender, acho legal conversar e explicar a situação.

 

4) Monte um calendário!

Essa é uma ideia divertida para que as criancas tenham noção de quantos dias os pais ficarão fora. Eles podem pintar os dias que forem passando e visualizar os dias que ainda faltam, de forma lúdica.

 

5) Não mude a rotina das crianças!

Procure orientar a pessoa responsável para não alterar os horários nos quais as crianças estão acostumadas a comer, dormir, tomar banho etc. A rotina é um fator que transmite muita seguranca para as crianças, e quanto menos alterações tiver, menos eles estranharão.

 


6) Deixe toda a documentação deles sob a responsabilidade do cuidador!

Não se esqueça de separar: certidão de nascimento, carteirinha do convênio e todos os telefones do pediatra para quem for ficar responsável pelas crianças. Durante os dias que fiquei fora, o Olavinho teve febre e minha mãe o levou ao pronto-socorro. Como eu tinha deixado todas as informaçnoes disponíveis, ela não teve dificuldade em conduzir tudo da melhor forma possível. No final acabou tudo bem e ela nem me contou nada enquanto eu estava fora.

 

7) Converse com as crianças por Skype!

Este é um item que para mim funcionou MUITO e que realmente matava um pouco as saudades, mas tenho amigas que preferem não falar ou ver as crianças durante a viagem para evitar sofrimento. No meu caso funcionou, e eles puderam ver que o papai e mamãe não sumiram, que estavam viajando e que voltariam logo. Conversei com eles a cada dois dias na média.

 


8) Crie programações para as crianças fazerem na sua ausência!

Se for período de férias é legal já deixar agendado alguns programas que as crianças gostam, como um “playdate” com amiguinhos, teatrinho, cinema, parque etc. Deixe mais ou menos organizado um guia de atividades para orientar a pessoas que ficará responsável pelos seus filhos.

 

Bom, para finalizar quero dizer que terão momentos em que vocês vão MORRER de saudades das crianças, mas vão perceber quando voltarem, que eles ficaram super bem. Nossos filhos conseguem, sim, sobreviver um tempo com nossas ausências, então tentem aproveitar ao máximo esses momentos de “alvará materno” para cuidar um pouco de vocês mesmas!! Depois que voltarem, vocês tiram a “barriga da miséria” e enchem as crianças de beijos e abraços!!

Eu e meu marido colocamos as crianças para dormir na nossa cama no dia que voltamos, de tantas saudades que estávamos deles! Foi uma delícia e percebi que voltei renovada, com muito mais paciência para brincar e cuidar deles!

Alguém tem mais alguma dica sobre esse assunto para nos passar??

 

Captura de Tela 2014-07-19 às 23.59.24

 

12 Comentários:Vai viajar SEM os filhos? Dicas para as crianças ficarem bem na ausência dos pais!
  1. Myriam

    Acho muito válidas as férias com ares de lua de mel! Uma coisa que acho importante é levar as crianças ao pediatra antes e deixar todos os remedinhos e receitas com quem vai cuidar. Às vezes aparece uma febrinha ou uma dor de barriga e é melhor os cuidadores saberem como proceder!
    Abs

  2. Ana Flávia Ponciano

    Adorando o site! Não conhecia! Interessante pois li hoje esta matéria, meu filhote também tem 3 anos (fará 4 mês que vem) e no mês de junho fiz minha primeira viagem a sós com o maridão desde seu nascimento! Adorei ler suas dicas, e registro que tomei exatamente estes passos, seguindo apenas meu coração de mãe!
    Preparei em casa um dossiê de rotinas, telefones úteis, documentação. Fiz para o Arthur um calendário, recheado de fotos que mostrava onde papai e mamãe estavam, bem como o que ele ia fazer naquele dia (natação, capoeira, inglês, parquinho, etc). Deixei o mesmo cronograma com as avós que se revezaram indo até minha casa. Foi um sucesso, meu filho compreendeu perfeitamente o que acontecia e também nos falávamos via Facetime, em geral antes dele ir para a escolhinha.
    Registro uma coisa que fiz, que meus pais brigaram comigo, mas achei fundamental… Acho que a maioria das mães não pensam nisso, mas eu preparei um Kit tragédia. O que seria isso? CASO acontecesse algo comigo ou meu marido, numa viagem onde os dois responsáveis pela criança estão, eu preparei um guia informativo, que ficou guardado na gaveta e lacrado, com informações bancárias, senha, cartões, documentos do carro e imóvel, bem como dados de seguro de vida, pensão e outras informações importantes, caso ocorrece uma tragédia. Confesso que foi bem difícil montar e depois que voltei de viagem nem toquei no pacote. Nele tinha uma carta com orientações sobre seguros do Tutu (Arthur) bem como sobre quem eu gostaria que fosse o tutor dele, ou responsável pela educação dele. Etc. etc. Deixei uma procuração assinada para meu pai, e os documentos de transferência dos carros. Bem, pode parecer trágico ou mórbido. Mas meu pensamento foi um só: CASO acontecesse alguma coisa, meus familiares já ficariam fora de órbita. O mínimo que eu poderia fazer, é deixar algumas coisas encaminhadas, não acham?
    Segue a dica para outras mamães! Beijos!

    • Juliana

      UAU Ana, nunca tinha pensado nisso, mas adorei sua idéia! É o tipo de coisa que fazemos para NUNCA usar, mas temos que pensar em tudo mesmo. Obrigada por compartilhar coma a gente sua experiencia. AMEI!

  3. Ana Paula Silva

    Tenho dois filhos ( 5 anos e 1 ano e 6 meses), já viajei a sós com meu marido quando meu maior estava com 3 anos. Foi bem tranquilo na época.Estamos programando uma viagem de 7 dias/ noites e eu estou muito insegura, devido ao apego do caçula e sua idade. Vcs já leram ou tem experiência sobre ausência dos pais nesta idade? Obrigada!

  4. Sabrina

    Buaaaaa: to na fase do desespero! Viajo na outra segunda, pra 20 dias na França e deixo minha pituca com a minha mãe. Sei que estará bem cuidada, mas minba mãe não concorda com a minha ida e eu estou passando por uma prova de fogo pra aguentar tantas emoções. Ler os relatos e dicas foi ótimo, me deu força! Obrigada!

    • Priscila

      Eu estou uma pilha!!! Próxima semana vou ao Rio passar uma semana com meu marido. Já viajamos sem nosso pequeno para o mesmo destino em 2013, mas Guilherme só tinha um aninho e não sentiu muito nossa ausência. Só que agora, com 3 anos, ele está um grude em mim. Aiaiai!!! Vou enlouquecer daqui p próxima semana!!!

  5. Elaine

    Muito bom encontrar seu texto! Faltam 6 dias p minha viagem e minha vontade continua sendo desistir. Estou com enxaqueca e dores no estômago.
    Obrigada pelas dicas.

    • renata

      Saio hoje paar viajar,e estou sentindo o mesmO!Parece que perdi a vontade sei la,e estou com dor de estomago desde ontem…Tipo um nervoso sabe
      E é só um feriadão…Meus meninos ja tem 3 e 9…Mas meu casamento ta precisando uma atençãozinha ne….

      • val

        Minha filha tem 11 anos e nunca viajamos sem ela. Já estou com saudade e vou viajar amanhã por 4 dias.

  6. Tatiane

    Sempre bom dividir, obrigada.
    No meu caso deixo uma cartinha para cada dia que estarei fora, algumas com atividades divertidas e adesivos que ela ama.Assim minha pequena fica sempre querendo o outro dia para ver o tem e o que está escrito nas cartinhas.
    Deixo também várias bilhetinhos, dentro de tênis, meia, agenda escolar.

  7. Adriana

    Meninas realmente esses post nos ajuda muito..afinal mãe é uma so e sentimos coisas que niguem senti…

    estou indo semana que vem para Roma e Israel numa viagem de 10 dias, meu filho tem 3 anos ..

    a minha dificuldade que casei e vim morar em outro estado meus pais nao tem tanto contato com meu filho pela distancia e minha sogra que mora perto so a graça…

    mas ja pedi para meus pais virem, tenho uma empregada que ele esta acostumado e tambem chamei uma amiga que ele gosta para dormi aqui esses dias..

    mas confesso que estou tendo um senssação ruim.. Achando que ele vai ficar doente ficando longe de mim..que pode acontecer algo mais grave com ele…Ai meu Deus..será que só é comigo esses pensamentos…….

    me ajudem…

    • Priscila

      Minha filha tem 3 anos, estamos programando uma viagem de 15 dias sem ela, já estou perdendo o sono e sem nenhuma vontade de ir, meu marido está mega empolgado e organizando tudo. Será que é só difícil para as mães? Fico pensando se ela vai ficar com o coraçãozinho doendo, assim como o meu está!
      Depois de ler os posts vi que não é uma coisa fora do comum, e no final as crianças ficam bem, acho que sofremos mais que eles. Obrigada por compartilharem essa experiencia, estou me sentindo mais confortavel.
      Beijos

X Leia também: