Olheiras no fim e após a gestação – por Dra. Juliana Macéa

Beleza - De Mãe para Mãe - Dicas dos especialistas - Sono04/06/19 By: Juliana Freire
(0) Comentários

&nbs;
Olá, moms!

Tudo bem?

Muitas de vocês podem ter percebido olheiras mais profundas no fim da gestação e após ter o bebê. As noites são muito puxadas porque dormimos mal e temos que cuidar de nossos pequenos. Resultado? As olheiras parecem maiores do que nunca!

Como isso pode incomodar muito algumas mamães, nossa colunista de dermatologia, Dra. Juliana Macéa nos fala um pouco sobre essas olheiras, suas possíveis causas e como podemos fazer para que elas não fiquem tão evidentes.

Confiram!

 

olheiras 2

 


 

Quem já teve filhos ou até mesmo quem está no final da gravidez já sabe que na maioria das vezes a chegada do bebê é acompanhada por noites ”mal dormidas”… Felizmente isso é temporário, mas muitas pacientes se queixam mais de olheiras depois que se tornam mães.

A boa notícia é que existem algumas boas novidades para o tratamento desta queixa.

Em primeiro lugar é fundamental o dermatologista avaliar o que está levando às olheiras. São três os fatores principais e na maioria dos casos eles se combinam. De acordo com cada um deles o tratamento varia.

  • Excesso de vasos na região das pálpebras. Os vasos causam um escurecimento das olheiras e fazem com que elas piorem quando não dormimos direito ou quando bebemos, por exemplo, pois ficam congestos e as olheiras se acentuam. Nesses casos, compressas frias com substâncias calmantes como a camomila ajudam a descongestionar a área e suavizam as olheiras. Lasers específicos para vasos podem ser aplicados quando há vasos maiores.
  • Excesso de pigmento na região das pálpebras. Nesses casos não só as pálpebras inferiores mas também as superiores são mais escuras. Na maioria das vezes isso acontece por uma tendência genética. Vale a pena notar se seu pai ou sua mãe não apresentam quadro semelhante. Em outros casos o escurecimento vai ocorrendo por uma inflamação da pele nessa área por uma alergia crônica , por exemplo. Isso deve ser sempre investigado e quando presente, tratado. Para a remoção do excesso de pigmento podem ser utilizados cremes, peelings e lasers. Vale lembrar que a melhora na cor costuma ser temporária sendo necessário repetir o tratamento com alguma frequência.
  • Profundidade da estrutura óssea desta região. Algumas pessoas têm as olheiras realmente mais fundas. Nesses casos pode ser feito um preenchimento na área mais profunda com ácido hialurônico. O efeito é imediato dando um ar descansado e a melhora da profundidade leva inclusive a um clareamento das olheiras, pois diminui a sombra na região. A durabilidade do preenchimento varia de 1 a 3 anos.

 

olheiras 3

 

Espero ter ajudado!

Um abraço,

Dra. Juliana Macéa

www.masterlaserdermatologia.com

instagram: masterlaserdermatologia

e-mail: [email protected]

Tel: 3071-2388 e 3071-1882

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X Leia também: