6 coisas que irritam na maternidade!

De Mãe para Mãe13/04/15 By: Renata Pires
(35) Comentários

 

Olá, moms!

No post de hoje, vou falar algumas coisas que irritam as mulheres após se tornarem mães!

 

irritada1

 

Todas sabemos o quanto a maternidade é um momento incrível e como a nossa vida muda para melhor. Não conseguimos imaginar nossa vida sem nossos pequenos, que transbordam nossos corações de amor. Mas junto com o lado maravilhoso vêm coisas que não gostamos de ouvir ou nos incomodam profundamente.

Para escrever este post, conversei com diversas amigas e juntei as coisas mais faladas por elas, além da minha opinião pessoal.

Convido vocês a ajudar a montar o restante dessa lista, comentando as coisas que mais as irritam na maternidade!

 

mulher-irritada

 

Vamos aos tópicos:

1) Competição entre mães

Quando acabamos de ter nossos filhos (principalmente o primeiro), ficamos super inseguras. É um mundo totalmente novo e queremos vivenciar todos os momentos intensamente e curtir os pequenos minuto a minuto.

É nesse cenário que chega outra mamãe “mais experiente” e começa a fazer as famosas comparações! É verdade que muitas vezes elas não são feitas com maldade, mas, mesmo assim, são coisas que ninguém gosta de ouvir. Esse tipo de comentário nos faz sentir como “mães ruins”. E a insegurança que já estava alta, bate no topo do ponteiro! Sem falar que faz parecer que nossos filhos são menos capazes e espertos… Coisas como: “Nossa, seu filho ainda não dorme a noite toda? O meu com 1 semana já dormia 10 horas seguidas!”, ou “Com essa idade meu filho já falava faz tempo!”, ou até “Meu filho come de TUDO! O seu não come?”, são coisas que devemos evitar falar porque irritam muito!

 

2) Babás/enfermeiras que se aproveitam da falta de experiência de uma “new mom”

Lembro que quando tive os gêmeos contratei uma enfermeira para me ajudar. Eram dois bebês, estava insegura com toda situação. Claro que ela me ajudou bastante, afinal, eram dois bebês! Mas eu me sentia um pouco mal, às vezes ia pegá-los no colo, ela os tirava de mim, ficava extremamente irritada com isso! Quatro meses depois, quando ela saiu de casa, me senti livre! Parece que, a partir daí, me tornei realmente mãe dos meus filhos!

Obs: Quero deixar claro que as babás e enfermeiras ajudam muito, isso foi uma sensação pessoal (antes que me julguem).

 

3) Palpiteiros de plantão

Assim como a competição entre mães, alguns palpites (a maioria deles) não são falados na maldade, mas são extremamente irritantes para as mães. “Coloca uma meia nele, está com o pé gelado”, “Ele está chorando porque está com fome! Será que seu leite é fraco?”, “Não deixa ele dormir no colo, depois acostuma!”… Essas frases incomodam a maioria das mães, pois parece que não estamos sabendo cuidar dos nossos filhos direito, dá a impressão de que somos desatentas!

 

4) Marido que não ajuda em nada

Eu, graças à Deus, tenho um marido que me ajuda bastante e é “pau pra toda obra”! Mas quando perguntei para algumas mães o que mais as incomodavam na maternidade, muitas citaram “marido que não ajuda”. Realmente deve ser bem estressante você precisar da ajuda do seu parceiro na rotina do seu filho e não ter! #ficaadica para os maridões!

 

5) Pressão social

Atualmente, a internet faz com que as informações cheguem até nós de modo muito rápido e as mães têm sofrido com a “síndrome da mãe perfeita”. Mas não existe um manual para ser “A” mãe!

A patrulha social vem julgando e qualificando quem são as boas e as más mães e está deixando as mulheres malucas. Se você não amamenta até os seis meses exclusivamente, se não teve parto normal, se trabalha fora e deixa seu filho com a babá boa parte do dia: você não é uma boa mãe. Até as piadas sobre maternidade nas redes sociais fazem com que dedos apontem para a gente dizendo: “Por que teve filhos, então? Não deveria ter tido!”. Esse tipo de coisa, particularmente me irrita profundamente.

 

6) Mães xiitas

Cada vez mais tenho observado mães xiitas, principalmente no mundo virtual. Escrevo um blog, acompanho diversos outros, tenho redes sociais e é impressionante como você não pode falar absolutamente NADA que não seja perfeito ou politicamente correto quando o assunto é maternidade. Se você dá algum alimento que não seja orgânico, você é péssima! Se você fala que está cansada, você é pior ainda! Não existe meio termo, não existe exceção! Não sei se essas mães realmente não saem da linha nenhuma vez, ou se apenas escrevem e julgam as outras pelo outro lado da tela do computador. #prontofalei #desabafo

 

irritada2

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

35 Comentários:6 coisas que irritam na maternidade!
  1. Avatar
    Daniela Calixto

    Vocês resumiram bem a lista!
    De todos os que mais me irrita são os palpiteiros de plantão, meu Deus! Amo a minha sogra, ela me ajudou muiiiiito pq minha mãe mora em outro estado, mas ela é a mestre do palpite… Já discutimos uma vez por conta disso. Eu me exaltei e disse: ‘não é porque a senhora já criou 3 filhos que sabe de todas as coisas, o meu feeling de mãe tbm tem que ser considerado’ e essa é uma dica que eu dou pra todas as minhas amigas mães de primeira viagem, nenhuma outra pessoa sabe mais o que é melhor pro bebê do que a própria mãe!
    Beijo meninas

  2. Avatar
    Gislaine

    ola gostei muito do post li apenas verdades kkk
    Vou até fazer um vídeo sobre esse tema
    Bjks

  3. Avatar
    Maria Aparecida Silva

    MAMÃES! NÃO SE SINTAM IRRITADAS! E SIM COMPREENSIVAS…A EXPERIÊNCIA DE UMA MÃE, UMA SOGRA, UMA AVÓ É INCONTESTÁVEL!O QUE VOCÊS DEVEM OPRIMIR É O ORGULHO …COISA DO EGO, POIS É ELE QUEM PREJUDICA NOSSAS VIDAS EM TUDO! FUI MÃE SOLTEIRA COM 18 ANOS DE GEMÊOS! NÃO SABIA NADA! FOI MUITO DIFÍCIL APRENDER A LIDAR COM DOIS BEBÊS, E SE NÃO FOSSE MINHA MÃE ESTAR ALI PARA ME ORIENTAR EM TUDO INCLUSIVE QUE OS PÉS DOS BEBÊS FICAM GELADOS E É MUITO IMPORTANTE AGASALHÁ-LOS COMO O PEITO E TODO O RESTO, (REFLEXOLOGIA ENSINA ISSO! HOJE EU SEI!) E NÃO TOMAR SERENO IMPORTANTÍSSIMO POIS FIZ TUDO QUE ME ORIENTOU E MEUS GÊMEOS NUNCA TIVERAM UMA GRIPE, OU TOSSE OU BRONQUITE! NUNCA ME SENTI UMA MÃE IMPERFEITA MAS SIM UMA MÃE INEXPERIENTE COM VONTADE DE APRENDER E SEMPRE RESPEITANDO OS MAIS VELHOS, COISA QUE NESTE PAÍS É UM BICHO DE 7 CABEÇAS!APRENDI! VIVA A HUMILDADE!

  4. Avatar
    Estéfani

    Muito obrigado por esse post! Tava precisando ler isso e saber que não sou só eu que não me sinto bem quando alguém quer me ensinar a cuidar do meu filho e reconfortante. Ultimamente tenho me sentido muito sobrecarregada e cansada, meu filho é muito apegado a mim,ele tem um ano não come direito, só quer mamar, chora se não estou por perto,e meu esposo até me ajuda, mas mesmo que às vezes inconscientemente, ele coloca tudo sobre mim, enfim, tô extremamente cansada! E como se não bastasse isso, tem todas as pessoas que querem te dizer o que fazer, sei que elas não fazem por mal, mas ninguém está aqui quando meu filho chora, quando ele cospe a comida fora, ninguém está aqui quando ele acorda de madrugada e quer mamar, estou me sentindo uma mãe ruim por dizer isso tudo,mas precisava desabafar. Acho que por ter 24 anos, as pessoas acham que não sei ser uma boa mãe, mas faço tudo que posso pelo bem do meu filho, isso tudo é muito frustrante…

    • Avatar
      Cristina

      Respire fundo,meu bebê tem 45 dias e estou passando exatamente o mesmo e isso que tenho 39 anos! Não é pela idade… as pessoas dão palpite mesmo… querem ajudar e não se tocam do irritantes e inapropriados que são. Eu até parei de receber visitas pra não ter que ouvir comentários, ainda mais nestes primeiros meses que nossos hormônios+ insegurança+cansaço nos deixam a flor da pele.
      Força logo passa (ou a gente se acostuma…)
      Abs!

  5. Avatar
    claudia

    Ter sempre alguem do seu lado dizendo que.VC está errada em tudo, parece que quer criar seu filho no seu lugar

  6. Avatar
    Priscila

    Perfeito! Passei por todas listadas acima + chateacoes!

  7. Avatar
    Aline

    Muito bom o post, dificil achar mamães falando verdades não tão sublimes na internet hoje em dia, na maioria das vezes as mães só sabem gritar ao mundo o quanto são boas, dedicadas e super mães..Ninguém confessa que um dia teve medo, angustia e quase pirou.. Palpite é o mestre em chatear as mães, mas fisicamente falando pra mim foi o fato do meu seio rachar no inicio da amamentação, durou mais de um mês e cheguei a ter febre alta por conta disso e a quantidade de leite, tinha mto apoio e também muitas criticas, me culpavam pelo ocorrido e as vezes amamentar minha filha era uma tortura alucinante, eu chorava mais do que ela.. Lembro com nitidez, ela chorava de fome e eu de terror porque sabia que na hora que amamenta-se a dor seria fulminante, então quando chegava a hora dela mamar eu começava a chorar, soluçava até.. Naqueles dias poucos me ajudaram exceto minha mãe e uma tia que haviam passado por isso. No final das contas foi um conselho de uma amiga que me ajudou, conselhos e dicas são ótimos mas não é necessário atacar primeiro, me disseram um monte de coisas e eu até segui muitas delas e só piorava, o médico foi preconceituoso e me disse pra parar de frescura e amamentar minha filha, o mundo parecia cair sobre minha cabeça, e todo mundo me julgando achando que era frescura e eu não queria estragar “corpo” ninguém merece.. Enfim são muitos detalhes pra contar aqui.. Mas as receitas pra ser mãe não são únicas cada uma passa por isso de um jeito diferente, umas podem ajudar as outras, mas nunca as experiencias de duas mamães será idêntica e os palpiteiros podiam lembrar disso.

  8. Avatar
    joana

    por favor tirem essa palavra AJUDAR da boca dos maridos e mães. O filho é do pai e da mãe, portanto a obrigação é de ambos, e a divisão de tarefas vai de acordo com a situação de cada família. MAs esse conceiot de marido ajudar, parte do pressuposto que a mãe é que é dona do pedaço.

    • Avatar
      Luciana

      Tenho me policiado também pra não falar em ajuda do marido/pai. Tem o que cumpre bem o seu papel de pai e os que não cumprem, mas certamente não se trata de ajuda à mãe. Impressionante como a gente não se dá conta disso, né? Só pensei nisso depois de ler algo a respeito, com a minha bebe já com mais de 1 ano.

  9. Avatar
    Ju

    A parte da baba eu super te entendo.
    Sugiro um post sobre isso.

  10. Avatar
    Carina

    Por favor, não se esqueçam do “COMO seu BEBÊ não dorme a noite toda? Taca mamadeira nela pra você conseguir dormir!”
    Quando o bebê é prematuro ainda somos sujeitas a ouvir coisas horríveis, ninguém merece!

  11. Avatar
    Glauce Renata

    Concordo com tudo

  12. Avatar
    THAIS SILVA OLIVEIRA

    Quando me perguntam se não tá na hora do meu filho ter uma irmãzinha, todos cobram!!!

  13. Avatar
    Rayssa Silva

    Tudo verdade vou compartilhar o link com minhas amigas.

  14. Avatar
    Djamila

    7° Coisa que irrita: filho que não oobedece:com isso axo que muita gente vai concordar, porque quando xega o dia daquele encontro na consulta, no parque, numa festa ou loja, ele começa a comportar – se mal, vc lhe chama atenção do seu jeito e a mãe do lado diz, meu Deus que criança teimosa, meu filho só com o meu olhar já sabe… Isso me tira do sério, parece que só ela sabe educar crianças.

    • Avatar
      Tatiana Alves

      Estava faltando esse mesmo… entre as outras mães e/ou avós, tias, amigas, sempre sai um “nossa, esses pais não dão educação pra essa criança que só teima/grita/chora?” Afffff

  15. Avatar
    Tania

    Vc é a mãe insegura ou não vc pode decidir by feeling o que é melhor para os seu filho , escute e leia tudo e todos e siga o seu coração de mãe , isso sempre da certo. O chato é as pessoas quererem ser gentil e a mãe de primeira viagem achar que sabe tudo. vai errar… Vai, mas quando se erra com amor querendo acertar é perdoável , mas se for de birra para não dar o braço a torcer , ai fica ruim.
    Se tudo isso incomodar… Deixe de olhar a internet, grupo de mães , e procurar problemas na internet que não tem nada haver com sua situação ,
    Mãe , vai ficar sem dormir, vai estar com os seios sempre pingando ( graças a Deus ), vai ficar insegura , não vai ter tempo pra se cuidar sempre para o marido… É daí ?
    Curta o bebê , curta a maternidade, e seja Feliz… Pq as dificuldades que passamos vão sendo amenizadas com o tempo e siga como já disse o seu instinto❤️

  16. Avatar
    Kellen Martins do Carmo

    Tenho 3 meninas, 8 e 4 anos e uma de 9 meses, e me identifiquei com todos os itens!
    Mas o das mães xiitas… Jesus Cristo, como me irritam!!!
    Como mãe e como psicóloga, fico pensando nessas crianças quando forem donas de seus narizinhos e puderem fazer as próprias escolhas!! Claro que alguns se manterão na linha que foram forçados a seguir, mas grande parte podem acabara se rebelando e fazendo tudo o que não podiam de uma só vez!!
    #SaudadesDosTemposEmQueAsMãesEramReais!!!!

  17. Avatar
    Giziana

    Com respeito às mamães xiitas realmente isso irrita muito! Parece que são todas perfeitas e nada de ruim acontece no mundo delas…e os bebês delas então? Nem se fale…são de outro planeta, de tão perfeitos que são! Me poupe… Quanta hipocrisia! Nesse mundo somos todas imperfeitas, divando para ser pessoas melhores, e nossos bebês estão aqui pasta nos ensinar todos os dias! Nem teria graça se tudo fosse extremamente perfeito como as mamães xiitas descrevem a vida delas. Tem dia que estou morta de cansaço, e que minha bebê não resta muito bem. Gente, somos seres humanos normais! Isso acontece! Vamos simplesmente viver! Chega de querer bancar “a perfeitinha”! Isso não existe! Parabéns por essa pauta! Amei!

  18. Avatar
    Isabella

    Essas atitudes me irritam demais. Pior que essas, para mim que ainda não sou mãe, é quando me falam: “Vai ter filho não?!”, ou “Não ta na hora!”, ou “Vc é mt nova!”, ou “Vai ser mãe ou vó?”, ou “Quando tiver filho piora!”. Tipo, não sabem o que querem palpitar e parece que quando se tem filho a vida “acaba” pq nao da pra fazer nada. Deus sabe de todas as coisas e quando for o momento, será! E peço a Deus mt paciência.

  19. Avatar
    Carol

    Sempre passo por aqui mas nunca comentei. Muito bom este blog! Eu, sendo mãe de dois, sem bem como estas coisas nos irritam!!! Passa lá no meu blog, falo sobre qualidades vida, alimentação, bem estar… Ainda estou começando então qualquer dica é bem vinda! Bjs Carol
    http://www.megabem.wordpress.com

  20. Avatar
    Pamela

    Post perfeito, parabéns! ! Adorei ler seu texto e também os comentários, ajuda muito a perceber que não estamos sozinhas, que muuuuitas outras mães também se irritam com as mesmas coisas que nós! Beijos e paciência pra todas nós, porque não é nada fácil!

  21. Avatar
    Rose

    Não. posso reclamar minha sogra foi um anjo me ajudou muito nos meus resguarde minha mãe. morava do meu lado mais trabalhava muito ela deixou a casa dela pra vim ficar. comigo to 11 anos casada nunca descutimos não. tenho o que reclama.

    • Avatar
      Rose

      sempre seguo os conselhos e palpites de minha. sogra penso nunca ninguém. nasceu sabendo. tem uns que. se virem sozinho quebrem a cabeça outros. tem mãe. sagra pra dá. concelhos sobre como agi.

  22. Avatar
    Mariana

    Tudo irrita… Mas realmente a 6 insuportável!!! Eu não aguento radicalismos de espécie alguma, se não foi parto normal precisou fazer fazer cesárea, tudo bem o importante é que mãe e bebê estejam bem. Se amamentou ótimo se não tudo bem, o importante é que seu filho não passe fome e cresça saudável. Esse pessoal muito metido a certinho e perfeito acaba é prejudicando as crianças com tanta paranóia.

  23. Avatar
    Julia

    Poderia falar da sogra intrometida!!!!!

  24. Avatar
    Aline

    Pequeno ódio das “mães xiitas”.
    Todo mundo sabe que algumas coisas não fazem muito bem para as crianças. Mas não posso privar meu filho de festas de aniversário por causa da comida e do refrigerante.
    Tem que dar limites, mas entender que é uma criança e que nem tudo deve ser levado à ferro e fogo.
    Outro ponto é que as vezes, mãe também cansa, perde a paciência, faz lanche no jantar… temos o direito de não sermos perfeitas o tempo todo…

  25. Avatar
    Thais

    Nossa, PERFEITO!!!! Adorei o posto!

  26. Avatar
    Jamille Scopel

    Adorei o texto. Vocês são top. Os melhores e mais sinceros textos sobre a maternidade.

  27. Avatar
    Nayara Flôr

    Adorei o numero 5 e 6…essas coisas que me irritam profundamente. Vou dividir um episódio que me deixou fora de mim, foi qdo participava de um grupo de mães, que teoricamente deveria servir de apoio, comentei que tinha tido parto normal (com episiotomia) choveu de comentários Tp mas pq não fez o parto humanizado…qse explodi de tanta raiva! Eu respondi ssimplesmente e educadamente : pq não quis. Mas minha vontade foi dizer pq acho que mtas fazem por modismo e impõe a si mesmas algo que nem sabem se de fato o querem…parto é escolha e pra mim por mais que a ONS, as mães humanizadas ou o raio que o parta ditem a nova moda, e dizem o que é “melhor”, ninguém sabe mais de mim do que eu msm! Escolhi porque me senti segura, porque achei o que era melhor pra mim e para meus filhos naquele momento. Odeio as mães xiitas, modestas e mega antenadas, que querem fazer copia delas socialmente e impor algo que nem sabem se serve para outras. #prontofalei #desabafodemãe

    • Avatar
      Nayara Flôr

      Quis dizer MODISTAS, não modestas rs (o corretor brecou meu momentos inspiração, RS)

  28. Avatar
    Car los Corezola

    Oi, gurias! (desculpem pelo “gurias”)
    Vocês já leram o livro ou artigos sobre “A Mãe Judia” do Moacye Scliar?
    Leiam e assistam o video sobre o que a Renata fala: Renata Soifer Kraiser é psicóloga e no seu #mamatracando explica sobre a importância da mãe na religião judaica e o papel dessa figura dentro da família. Como uma legítima representante da classe, ela fala um pouquinho do mito da mãe judia, que é conhecida pela ansiedade, culpa, superproteção e valorização dos filhos e dá o alerta: não é preciso seguir o judaísmo para ser uma autêntica “mãe judia”.

    Qual a diferença entre a mãe judia e a mãe italiana? A italiana diz: “come, senão te mato!”. A judia diz: “come, senão você me mata!”.

    Qual a diferença entre uma mãe italiana e uma mãe judia???? Vou deixar vocês esquentarem os neurônios.

    Mais uma contribuição: http://educarparacrescer.abril.com.br/comportamento/mae-chinesa-ou-mae-judia-624413.shtml

    By, By gurias.

  29. Avatar
    Jaqueline

    Essa foto do final do post é muito boa! É a minha cara quando ouço os palpites. O que mais me irrita não são os palpites, eu tendo a ouvir os palpites das pessoas mais experientes e filtrar o que eu considero bom, o que irrita é a pessoa achar que pq criou 3 filhos a gente tem a obrigação de seguir o que ela sugere. Mil beijos, adoro os textos daqui!

  30. Avatar
    Elisângela

    Ótima lista, às vezes deixo de comentar ou publicar minhas atitudes com minha filha pois tenho medo das mães xiitas, rsrsrs. Mães que gostam de ficar comparando filhos e mostrando como os seus são maravilhosos me irritam também. Bjos

X Leia também: