Você sabe o que é a Síndrome de Irlen?

De Mãe para Mãe - Saúde da Criança03/07/17 By: Ana Lú Gerodetti
(4) Comentários

 

Olá, moms!

Tudo bom?

Hoje, convidamos a Ana Paula,  do blog irlen4u, para escrever sobre essa síndrome que ainda é pouco conhecida no Brasil, mas que se estima que afeta uma a cada sete crianças. A Ana Paula é mãe de dois filhos com Síndrome de Irlen e resolveu contar sua história e de outros pais em seu blog, para que as pessoas possam procurar pelo tratamento correto.

Ela escreveu um texto super explicativo, que com certeza ajudará muitas mães.

Confiram!


 

Você sabe o que é a síndrome de Irlen?

 

A Síndrome de Irlen (SI) é uma disfunção visuoperceptual relacionada à exposição a certos tipos de iluminação, intensidade, comprimentos de onda, contraste e frequências espaciais, que induzem dificuldades no processamento de informações, o que requer maior exigência atencional e visual, como é o caso da leitura.

As dificuldades decorrem principalmente em razão de déficits no processamento das informações visuais.

Os portadores da SI investem grande esforço em atividades de leitura devido a pouca eficiência e distorções que exigem adaptações visuais constantes. O contraste criado pelo texto impresso contra o papel branco provoca sensações como se o texto estivesse sendo “engolido pelo branco à sua volta”, reduzindo o tamanho das letras.

Este esforço visual gera fadiga, lentidão, desconforto. Também reduz a tolerância e tempo de exposição à atividade de leitura. O resultado é o comprometimento na manutenção por constante atenção, memorização e compreensão do texto.

Muitas crianças leem um pouco e já se envolvem em qualquer outra atividade, levando os pais e professores a pensar que são desatentas e, por isso, não mantêm a leitura e o estudo.

Os pais precisam ficar atentos porque as crianças, dificilmente, relatam suas dificuldades, pois veem assim desde que nasceram e imaginam que seja assim para todos.

Dores de cabeça, enjoo, tontura, dificuldade em esportes com bola, são alguns sintomas que podem acompanhar a dificuldade em manter a leitura.

As pessoas capacitadas para fazerem o teste da Síndrome de Irlem são chamados de screeners. Em São Paulo indico a Fabiana Guedes, excelente profissional, screener e neuropsicologa cel. (11) 99270 1605 email: [email protected]

Existem cerca de 5.000 screeners no Brasil. Você pode acessar o site da fundação HOlhos, http://fundacaoholhos.com.br/profissional. Ao clicar no mapa do Brasil, visualizará a listagem de profissionais na região.

Outras informações, como depoimentos completos de mães, informações e dúvidas vocês encontrarão no blog https://irlen4u.wordpress.com

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 Comentários:Você sabe o que é a Síndrome de Irlen?
  1. Maria

    Gostaria de saber de adultos tambem podem ter sindrome de Irlen?

    • Sopa de Números na Educação Inclusiva

      Maria, SIM!!! MUUUITOS ADULTOS TÊM SÍNDROME DE IRLEN!

      O que acontece é que muitos têm e não sabem, por falta de diagnóstico adequado quando eram crianças ou adolescentes – já que no Brasil a oferta desse tratamento é relativamente recente.

      Então, adultos que têm um histórico de: dificuldades escolares (ainda que em grau mais leve); dificuldades de concentração; dificuldades para passar num vestibular e seguir uma faculdade; dificuldade para passar em concursos públicos; dificuldade para tirar carteira de habilitação e/ou dirigir; frequentemente desastrada e talvez envolvendo em acidentes; constante cansaço; fotofobia excessiva; queixas visuais constantes, mas que vai no oftalmologista e eles dizem que não há o que fazer; dificuldades em se manter em um emprego; dentre outras coisas, podem, SIM, ter Síndrome de Irlen!!!

  2. Graça

    Ana!!!

    Parabéns!!! Otima explicacao!!!

    Abraços

    Graça Koga – Maringá _ PR.

  3. cleusa maria bendassoli flores

    Não sabia que existia essa disfunção, mas o que mais me chamou atenção é que realmente muitos adultos condenam as crianças sem saber o que realmente acontece com elas.

X Leia também: