Principais erros que as mães cometem na alimentação dos filhos, achando que estão acertando

Alimentação - De Mãe para Mãe - Dicas dos especialistas - Publipost26/06/17 By: Ana Lú Gerodetti
(1) Comentários

 

 

Olá, mamães!

Tudo bem?

Ninguém discute que toda mãe quer o melhor para seu filho! Tudo o que fazemos é sempre pensando na felicidade e na saúde deles.

Mas vocês sabiam que às vezes cometemos alguns erros, pensando que estamos fazendo o correto, quando na verdade não estamos?

A nutricionista pediatra Karina Peleias nos escreveu um texto muito interessante, contando sobre alguns desses erros que a maioria das mães comete na alimentação dos filhos, achando que está acertando…

Muito interessante! Confiram!

 


 

Principais erros que as mães cometem na alimentação dos filhos, achando que estão acertando.

Principais erros que as mães cometem na alimentação dos filhos, achando que estão acertando

 

As mães estão sempre preocupadas em oferecer o melhor para seus filhos quando o assunto é alimentação, e fazem de tudo para que os seus pequenos comam bem!

Mas, infelizmente, algumas atitudes em vez de estimular uma alimentação saudável, podem atrapalhar o desenvolvimento das crianças e até mesmo trazer problemas no futuro. Selecionamos algumas dessas atitudes, fique de olho se você está fazendo alguma…

 

  1. “Só mais um pouquinho…” Claro que depois de preparar a refeição queremos ver o prato “limpo” e não é raro ouvir frases como: “Come só mais um pouquinho” ou “Só mais uma colherada”. Essa atitude, embora pareça inofensiva, pode atrapalhar o controle de saciedade da criança e em alguns casos pode levar ao desenvolvimento de distúrbios alimentares, como a obesidade.

 

  1. Esconder alimentos. Outra atitude muito comum das mães é “esconder” no meio da comida alimentos rejeitados pela criança. Essa atitude não é aconselhada, porque a criança come sem saber o que está comendo e não tem a oportunidade de gostar daquele alimento. Além disso, caso ela perceba que a mãe está escondendo, a confiança da criança pode ficar abalada e sempre que for comer vai se questionar “O que a minha mãe colocou aqui?” Uma dica é combinar com a criança de fazer o “dia do novo”, quando a criança experimentará algum alimento que ela não aceita, e aí vale a pena usar a criatividade para preparar o alimento de várias formas, lembrando sempre de respeitá-la, caso não goste.

 

  1. Restringir algum nutriente. Hoje em dia surge uma nova dieta a cada minuto, e um alimento que era ótimo passa a ser vilão ou vice-versa. Com isso, algumas mães se sentem perdidas no meio de tanta informação. “E agora? Dou leite ou não para o meu filho? E o glúten? Preciso retirar da alimentação?” O que precisa ficar claro é que as crianças precisam de quantidades significativas de nutrientes, tendo em vista que estão em fase de desenvolvimento. Para um crescimento adequado é preciso uma alimentação diversificada, balanceada e com a quantidade de nutrientes adequadas para cada idade.

 

  1. Rigidez na dieta. Não há dúvidas de que uma alimentação saudável e o mais natural possível é o melhor que podemos oferecer para a criança. No entanto, ultimamente estamos vendo uma ditadura na alimentação, na qual oferecer um alimento não tão saudável é um crime, isso sem falar na cobrança que as próprias mães se fazem. Esse excesso de rigidez pode levar ao transtorno de Ortorexia, um transtorno alimentar, recentemente diagnosticado, que surge quando a pessoa se torna obsessiva quanto aos padrões daquilo que come, permitindo-se consumir apenas alimentos saudáveis. Por isso, vale sempre lembrar que o equilíbrio é a chave do sucesso. Se a criança tiver uma alimentação saudável, não há problema em abrir exceções de vez em quando.

 

  1. Tablets, celulares e televisão na refeição. Na ânsia de ver os filhos comerem, muitas mães lançam mão da tecnologia para ajudá-las nessa missão. Contudo, esse comportamento faz com que as crianças não vejam o que estão comendo, não aprendam o sabor dos alimentos e muitas vezes comam uma quantidade muito maior do que gostariam.

 

 

Karina Peleias Nutricionista

CRN3- 29753

Especialista em pediatria- FMUSP

 

Este texto é um oferecimento dos bolinhos Ana Maria QD+, produzidos com uma deliciosa combinação de chocolate com ingredientes naturais como aveia, banana, cenoura e cacau.

publipost

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentário:Principais erros que as mães cometem na alimentação dos filhos, achando que estão acertando
  1. Camila Di Ninno

    Karina, sou fonoaudióloga e trabalho muito com crianças com dificuldades alimentares. Adorei as suas orientações, muito úteis para os pais!

X Leia também: