Dicas para viajar com o bebê!

Dicas dos especialistas30/12/17 By: Juliana Freire
(1) Comentários

 

Olá, moms!

Viajar com o bebê pode não ser a tarefa mais fácil do mundo. Algumas coisas (muitas, na verdade) são importantíssimas e não podemos esquecer de levar. Além disso, a mudança da rotina na viagem pode alterar um pouco e deixar o bebê mais cansado. Por isso, hoje a Gabrielle Oliveira, nossa colunista de NY e mamãe do Jack, trouxe algumas dicas para viajar com o bebê!

Para quem não sabe, a Gabi é doutorada em Antropologia pela Universidade de Columbia, Nova York, e pesquisa há 5 anos temas sobre a maternidade e educação de crianças e adolescentes.

Confiram!

 


 

Oiê, mamães de plantão!

No último ano eu e o meu marido (e às vezes eu sozinha) levamos nosso filho Jack para diversos lugares. Fomos para Wisconsin e Califórnia visitar a família do meu marido e meu sobrinho e afilhado, fomos para o Brasil para férias e o casamento da Mica (a dinda do Jack!), fomos para Miami, e finalmente fomos para Bahamas para a segunda festa da Mica! Vamos sempre sem babá. Não porque eu ache ruim, mas porque a vida aqui é assim!

Fora isso tudo, já fizemos diversas viagens de carro (de 4 a 6 horas) e ficamos em hotéis, casas de amigos e familiares etc.

A nossa realidade aqui em NY é que não temos família perto, então vivemos viajando. Aqui divido algumas dicas de como viajar com o bebê. E, claro, a minha experiência é de viajar com o bebê quando ele está entre 4 meses e 1 ano. Acho que outras mamães com filhotes maiores podem dividir os truques de viajar com crianças também!

 

Dicas para viajar com o bebê - Just Real Moms

 

1ª dica

Eu tento me preparar sempre antes de viajar com o bebê, pode ser que ele tenha um dia difícil. Pode ser que ele tenha dor de ouvido, cólica, enjoo ou simplesmente esteja de mau humor porque não dormiu direito. Essas coisas, infelizmente, nós não controlamos. Então, a primeira dica é: aceite a realidade e abrace o momento.

Eu sou daquelas que fica em pânico quando meu filho “incomoda” pessoas no avião. Na última viagem (voltando de Bahamas, duas horas e meia de NY), o Jack estava IMPOSSÍVEL. Não sossegava. Ele está com 1 ano e só quer andar. Pergunta se ele queria sentar e brincar? Ou dormir? Não! Então eu levei umas olhadas de passageiros e meu marido me disse: Calma, respira.

 

2ª dica

Se você for viajar com o bebê sozinha, os melhores “equipamentos” na minha opinião são:

– Um carrinho leve que você consiga dobrar sozinha. Eu uso o Mclaren Mark II que custou 140 dólares na Buy Buy Baby aqui em NY. É o chamado carrinho “guarda-chuva”, não pesa nem 4 quilos e você dobra e carrega como se fosse uma raquete de tênis.

– Um canguru bom: eu uso o Baby Beco Gemini. É legal porque as mãos ficam livres e às vezes os babies conseguem até tirar uma soneca grudadinhos na gente.

– Uma mochila: essa dica mudou minha vida. De novo, viajar com mãos livres é o que almejamos! Eu uso a mochila da marca japonesa SuperDry que é ultra à prova d’água. E claro, cabe TUDO e mais um pouco na mochila… Eu aprendi a ter 3 trocas de roupa, porque ele resolvia fazer “número 2” mais vezes no avião!

Ah! E não se esqueça: peça ajuda! As pessoas às vezes acham que são intrometidas se tentam ajudar, então peça ajuda!

 

3ª dica

Aproveite para viajar com o bebê até ele ter 6-8 meses. Depois o jogo muda completamente. Até essa idade o Jack entrava no avião e dormia. Ou eu amamentava ou eu dava uma mamadeira com meu leite no avião. De qualquer forma, era só leite! Super fácil. Quando eu voltei do Brasil só com o Jack para NY (10 horas de voo, fora as horas de aeroporto etc.), ele dormiu 6 horas no avião durante a noite. Então, se seu bebê já dorme a noite toda, voos notunos podem ser uma boa pedida. Eu fiz uma caminha para ele do meu lado e ele demorou, mas dormiu. De novo, se ele fosse bebezinho ele dormiria ou no berço do avião (que você pode pedir ao fazer check in) ou no meu colo. Mas como meu bebê sempre foi giga, ele nunca coube no berço! Para eu ir ao banheiro, pedi para a aeromoça ficar com ele. E ela adorou!

 

Dicas para viajar com o bebê - Just Real Moms

 

4ª dica

Eu sempre fui chata com rotina. Se a hora de dormir é às 19h, sou bem pontual. Mas quando viajo com o bebê, eu tento ser mais flexível. Fuso horário muda, ele fica cansado da viagem, às vezes perde o apetite, tem alergias ao ar do avião etc. Então, quando tem diferença de horário, eu tento flexibilizar, mas manter a rotina. Por exemplo: a diferença de horário daqui para a Califórnia são 3 horas. Se o horário do Jack de dormir é as 19h, lá em São Francisco seriam 16h! Então, como passamos poucos dias eu tento não mudar a rotina dele completamente. O horário dele dormir virou entre 5:30-6h lá na casa dos avós (também quer dizer que ele acordava as 5:30-6h da manhã!). As sonecas se adaptam mais rápido, pois os bebês dormem a cada 1-2 horas quando são pequeninos ou a cada 3-4 quando são maiores.

 

5ª dica

Se é difícil para você amamentar no avião (ou amamentar em geral) existem maneiras de levar o leite materno no avião quando for viajar com o bebê. No cooler com 3 pacotes de gelo encostando em cada mamadeira ou saquinho, o leite dura até 24 horas. Se você esquentar uma mamadeira antes de sair de casa, tente usar até 4 horas depois. Isso são orientações da minha pediatra de Nova York. Eu sei que no Brasil pode ser diferente, mas fiz isso muitas vezes com o Jack e deu tudo certo! Até leite materno congelado eu já levei! E chegou no Brasil (12 horas depois) CONGELADO! Quando eu doei leite até para África eles mandaram congelado! Quem tiver interesse eu sei todos os truques, hahaha!

Caso você use fórmula, tenho amigas que apenas levavam a água já aquecida em uma garrafa térmica e misturavam o pó no avião mesmo.

Nos Estados Unidos não existe limite de líquido quando o assunto é: leite e fórmula do bebê. Outro dia, quando fui viajar com o bebê, a pessoa do raio x colocou a mamadeira com leite materno na máquina e a máquina apitou (sempre acontece). Então a mulher me falou: “Esse leite não vai”. Eu disse: “Vai sim”. Ela disse: “Não porque está apitando”. Eu contestei: “Sim, mas você pode fazer um outro teste que se chama strip test” – basicamente eles abrem a mamadeira (com luvas) e seguram um pedacinho de papel em cima sem tocar no leite e esperam para ver se tem reação química. A mulher quase me matou. Mas eu disse para ela chamar a chefe dela. No final, o leite veio comigo…

Boa viagem, mamães!

Gabi

Conteúdo exclusivo do site Just Real Moms. 
Categoria: Gravidez, maternidade, blog de mãe, blog para mãe, dicas de mãe, dicas para grávidas, dicas de maternidade.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentário:Dicas para viajar com o bebê!
  1. Thais

    Que bom saber! Moro na Florida e tenho parentes em Boston.
    Já viajamos com nossa filha várias vezes de carro, mas nunca de avião.
    E esse verão vou pra lá com ela, e sozinha! Ou seja, já estou desesperada!
    Ela só tem 4 meses, vai viajar pela primeira vez de avião e eu vou sem o marido!!!
    Já estou tensa … Rs

X Leia também: