Como educar financeiramente e evitar o consumismo infantil

Dicas dos especialistas03/12/17 By: Usuário sem Nome
(3) Comentários

 

Olá, moms!

Ensinar a consumir de forma saudável é uma prática essencial na infância. É essa educação que trará a estabilidade dos pequenos no futuro. No post de hoje, nossas colunistas da Orientace Pedagogia e o educador financeiro José Ricardo Genari trazem dicas de como educar financeiramente as crianças.

Texto importantíssimo! Confiram!

 

Consumismo infantil: como educar financeiramente - Just Real Moms

 


 

A globalização, a intensa propaganda com foco no consumo infantil, a influência do meio ambiente e as relações interpessoais colaboram, e muito, para que o ato de comprar seja banalizado desde a infância. Desta forma, é importante inserir a educação financeira na vida da criança e conhecer os passos de como educar financeiramente os pequenos.

Quais os malefícios desse contexto?

1. A criança não aprende a lidar com o dinheiro e não identifica o quanto é complexo conquistá-lo.

2. Não percebe o que já possui.

3. O prazer de comprar algo que realmente precisa já não existe.

4. A relação com pais ou responsáveis pode ser repleta de conflitos quando a criança ouvir um NÃO.

5. A saúde pode ser afetada por conta de depressão, agressividade, falta ou excesso de alimentação etc.

 

Consumismo infantil: como educar financeiramente - Just Real Moms

 

E os benefícios da educação financeira para o público infantil?

1. Aprender a lidar com o dinheiro.

2. Consumir de forma consciente.

3. Diferenciar o consumo impulsivo do consumo da necessidade.

4. Valorizar o que já possui.

5. O meio ambiente agradece… Menos lixo no planeta.

6. Perceber as possibilidades de realizar trocas, brincar mais com o outro, participar de brincadeiras tradicionais como pega-pega, esconde-esconde, amarelinha etc.

7. Reutilizar: confeccionar brinquedos com garrafas pet, potes, latas etc.

8. Realizar sonhos: poupar seu dinheiro para alcançar algo que realmente deseja!

Enfim, o consumo seja ele por parte das crianças ou dos adultos, deve ser controlado, deve ser consciente. É preciso relevar o que realmente é necessário. É preciso mais sabedoria, mais respeito com o dinheiro e com o planeta. Brincar mais com os filhos, ser mais presente, permitir a liberdade em parques, praças, organizar trocas entre amigos, estimular a cultura do teatro, da música, das artes e da literatura pode ser um caminho extremamente valioso para a diminuição do consumo sem necessidade. Saber como educar financeiramente é valioso!

 

Consumismo infantil: como educar financeiramente - Just Real Moms

 

Eis algumas sugestões para uma educação financeira familiar:

1. Permitir que a criança participe de compras do cotidiano: pagar o pão na padaria, comprar um sorvete ou um gibi e perceber o troco.

2. Brincadeiras com dinheiro de mentirinha, caixa registradora de brinquedo, jogos como o Banco Imobiliário.

3. Inserir a mesada/semanada para a criança ter controle dos seus gastos e receitas.

4. Ter 3 cofrinhos. Um pequeno, um médio e um maior. Para realização de sonhos de curto, médio e longo prazo.

 

Texto produzido pelas pedagogas da Orientace Pedagogia em parceria com José Ricardo Genari – Educador Financeiro, formado pela DSOP.

www.orientacepedagogia.com.br

Untitled 1

 

 

Conteúdo exclusivo do site Just Real Moms. 
Categoria: Gravidez, maternidade, blog de mãe, blog para mãe, dicas de mãe, dicas para grávidas, dicas de maternidade.

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 Comentários:Como educar financeiramente e evitar o consumismo infantil
  1. ivani

    Muito legal o blog.

  2. Roselle

    Ótimo assunto, mas quando começar essa educação? Qual idade introduzir a mesada?

  3. Ricardo

    Educar financeiramente é educar para vida!Parabéns pela iniciativa em falar de algo tão sério para crianças tão pequenas!

X Leia também:

Como tratar as manchas na pele causadas pela gravidez? - Por Dra. Juliana Macéa

03/12/17Ver a matéria   >>