Como a poluição sonora pode afetar o desenvolvimento infantil

De Mãe para Mãe - Desenvolvimento - Dicas dos especialistas - Saúde da Criança07/10/17 By: Renata Pires
(0) Comentários

 

Olá, moms!

Tudo bem?

Esses dias estava pensando sobre como as cidades grandes, principalmente em São Paulo, onde moro, são barulhentas. O problema é que não escutamos barulho somente quando estamos na rua, mesmo dentro de casa os ruídos externos são muitos, como carros, buzinas, alto-falantes etc. Então, comecei a pensar como a poluição sonora pode afetar o desenvolvimento infantil. Sem dúvidas, todo esse barulho não faz bem aos pequenos (nem adultos). Por conta disso, cuidar para que seus bebês não fiquem expostos a sons muito altos é importante para garantir que eles tenham uma boa audição e aprendizado.

Para falar é preciso ouvir, e quando a audição do seu bebê está sendo afetada por uma série de ruídos, a comunicação e o aprendizado podem ser prejudicados.

Confiram algumas dicas:

– Ambientes com muitas pessoas conversando atrapalham na memorização de diferentes sons. Com a confusão de vozes, as crianças têm dificuldades para se fixar na voz de uma só pessoa e prestar atenção nas suas palavras, em como elas são ditas. O ideal não é silêncio total, mas evitar ficar em ambientes barulhentos por muito tempo.

– Cuidado com o som da sua TV, não ultrapasse a metade do indicador de volume – como a regulagem pode variar de um aparelho para outro, a recomendação é a de sempre regular para o mais para baixo possível.

– A dica acima vale também para aparelhos de som. Evite escutar música muito alta dentro de casa ou do carro.

– Ao sair de carro, a sugestão é utilizar o vidro das janelas como uma barreira de proteção ao som.

– As crianças maiores que começam a utilizar fones de ouvido merecem um alerta: esses aparelhos chegam a mais de 110 dB (o nível de ruído não deve ultrapassar 80 decibéis) e o som vai direto para o canal auditivo, sem nenhuma barreira de proteção aos ouvidos.

– Preste atenção também nos brinquedos. Em alguns casos, o volume alto pode prejudicar a audição dos pequenos.

– Na hora de dormir, o som ambiente indicado é o silêncio.

Bebês que ao dormir costumam receber algum estímulo sonoro criam um condicionamento, e o som quando colocado repetidamente poderá causar a perda de audição.

– Observe também como a poluição sonora está presente em instalações de aprendizagem – escolas, creches e maternidades – a maior parte do problema vem de fora do ambiente e pode atrapalhar do mesmo jeito. Dê atenção à localização das classes e ao isolamento acústico que elas oferecem.

– Janelas à prova de som ajudam a proteger as crianças da poluição sonora.

Conversei com Nicole Fischer, gerente de marketing da Atenua Som, a empresa que forneceu as janelas termoacústicas, ou antirruído como também são chamadas, para minha casa. Ela explicou que as mães, assim como eu, procuram as janelas antirruído de sobreposição para resolver o problema da entrada de ruídos da rua no quarto dos seus filhos. “As mães geralmente cuidam para que o quartinho do bebê seja um cantinho especial, cuidam de todos os detalhes, desde o papel de parede até a iluminação. A janela antirruído é um item importantíssimo nesse momento, pois traz o conforto além da estética, já que protege o bebê dos ruídos e da sujeira que vem da rua”, comenta. E a grande satisfação é saber que a instalação é muito simples, sem a necessidade de tirar a janela do prédio ou envolver pedreiro. Em pouco tempo e sem quebra-quebra, já se consegue desfrutar de um quarto seguro acusticamente.

Todo cuidado é pouco, o ruído não só incomoda e distrai como também interfere no humor da criança. Muito barulho pode causar desconforto, enxaquecas, náuseas e a criança pode até começar a apresentar comportamentos mais agressivos com o tempo.

Muito importante pensar nisso, não acham?

Beijos!

 

barulho-just_real_moms-1

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X Leia também: