Células-tronco: esclarecimentos, potencial e futuro

De Mãe para Mãe - Dicas dos especialistas24/05/17 By: Ana Lú Gerodetti
(0) Comentários

 

Oie, meninas!

Tudo bem?

Sempre recebemos muitas dúvidas relacionadas à células-tronco (também falamos sobre o assunto nesse post), afinal, os avanços científicos estão cada vez melhores e há um mundo de possibilidades dentro deste tema.

Por isso, pedimos à Natassia Vieira, que é diretora científica da StemCorp, para falar um pouco mais sobre o assunto.

Confiram o texto que ela fez para o Just Real Moms!

 


 

Células-tronco: esclarecimentos, potencial e futuro.

 

Muitas pessoas ainda têm duvidas sobre o armazenamento de células-tronco. Por falta de informação não conseguem tomar a decisão de guardar na hora certa e podem perder a oportunidade de ter suas células guardadas para um uso futuro. Os avanços científicos vêm acontecendo tão rapidamente que muitas vezes fica difícil acompanharmos e entendermos os detalhes cada nova descoberta. Uma das áreas de grande destaque e de rápido desenvolvimento é a terapia celular. O que hoje parece muito distante da nossa realidade em breve será rotina nas nossas vidas. Quem não sonha em ter uma vida saudável e longa? Pois bem, inevitavelmente nosso corpo está envelhecendo e são as células-tronco encontradas em alguns de nossos tecidos que são capazes de manter nosso corpo, reparando lesões e até curando doenças. Mas muitas pessoas ainda não acreditam no potencial das células-tronco, muitas vezes por falta de informação. Por isso é importante entender o que são e para que podem ser usadas antes de perder a oportunidade de guardá-las para uso futuro.

 

Mas afinal, o que são células-tronco?

Células-tronco são células “coringa” presentes no nosso corpo que têm a capacidade de regenerar e formar novos tecidos. São células indiferenciadas que, sob certos estímulos, podem dar origem a células cardíacas, ósseas, musculares, neuronais etc. Toda vez que nosso corpo sofre uma lesão, são as células-tronco presentes no nosso organismo que vão reparar este dano. Por este motivo, as células-tronco são a grande promessa para a medicina regenerativa e poderão ser utilizadas no futuro para o tratamento de doenças hoje incuráveis. Existem diferentes tipos de células-tronco, mas atualmente são as células-tronco adultas que estão sendo armazenadas para uso futuro do indivíduo por serem de fácil obtenção e por poderem ser coletadas de amostras que inevitavelmente seriam descartadas; como sangue e tecido do cordão umbilical, polpa de dente, gordura de lipoaspiração, sangue menstrual, dentre outras fontes. O potencial terapêutico destas células é enorme e vem sendo utilizado na clínica e em diversos testes clínicos. Estas células são a promessa da medicina regenerativa nos próximos anos.

 

O que devo saber sobre as células-tronco adultas antes de armazená-las?

Muitas pessoas estão armazenando células-tronco adultas para utilização futura, mas antes de tomar esta decisão é preciso entender os tipos diferentes de células-tronco que podem ser armazenadas e quando. No indivíduo adulto são encontrados dois tipos principais de células-tronco: hematopoiéticas e mesenquimais. Os dois tipos tem uma origem e potencial terapêutico distintos. As células-tronco hematopoéticas são oriundas do sangue, como sangue do cordão umbilical, sangue da medula óssea e sangue periférico. Estas células servem para tratar doenças hematológicas (do sangue), como leucemia, talassemias e anemais, por exemplo. O outro tipo de células-tronco é chamado de mesenquimais e são encontradas em diversos tecidos, como tecido do cordão umbilical, polpa de dente, tecido adiposo etc. As células-tronco mesenquimais tem um potencial muito maior que as células-tronco hematopoéticas, pois as mesmas podem originar e restaurar muitos tecidos como osso, músculo, cartilagem, gordura, pele, vasos sanguíneos tecidos neurais e até cabelo. Além disso, as células-tronco mesenquimais secretam diversas substâncias com propriedades anti-inflamatórias, anti-fibróticas e anti-oxidantes e são capazes de regular a resposta imunológica e prevenir a morte de outras células.

 

Mas quando devo armazenar minhas células-tronco?

As células-tronco se deixadas no nosso corpo envelhecem, como qualquer outro tipo de célula do nosso organismo. Com isso elas podem perder a capacidade de se multiplicarem em laboratório e de originar diferentes tecidos. Portanto o ideal é armazenar células-tronco jovens, ou seja, o quanto antes. Sendo assim o mais recomendado é coletar na hora do parto, a partir do cordão umbilical, que tem células “zero quilômetro”. Mas para quem perdeu esta oportunidade ainda é possível fazer a partir da polpa de dente, seja durante a troca de dentição da criança ou da extração do dente do siso. Outra alternativa interessante é aproveitar para coletar do tecido adiposo, seja durante qualquer cirurgia, parto cesárea ou até mesmo em um procedimento estético como uma lipoaspiração. Vale lembrar que as células armazenadas nas empresas especializadas ficam congeladas a -196 oC e, portanto, se preservam na idade em que foram congeladas, ao contrário do que acontece se deixadas no nosso corpo.

 

Como escolher qual tipo de célula devo armazenar?

O melhor momento para armazenar células-tronco é o nascimento. Estas células estão “zero quilômetro” e podem se multiplicar e diferenciar muito mais do que as retiradas em outras ocasiões. Mas se você perdeu essa chance melhor armazenar o quanto antes, para ter suas células jovens guardadas. Você pode guardar os dois tipos de células ou só uma. Esta é uma decisão pessoal que requer um pouco de reflexão. As célula-tronco hematopoiéticas podem ser usadas para doenças hematológicas (veja acima). Estas células não são capazes de serem multiplicadas in vitro, por isso se guardadas poderão ser utilizadas somente uma vez por um indivíduo de até 50kg. Visto que a maioria das doenças hematológicas tem fundo genético dificilmente estas células poderão ser utilizadas pelo mesmo indivíduo. Existem bancos públicos de células-tronco do sangue do cordão umbilical; que podem ser utilizadas, teoricamente, por qualquer indivíduo que precise. Já as células-tronco do tecido do cordão, as mesenquimais, podem ser utilizadas para reparo de diversos tecidos (como ossos, cartilagem…), para aplicações estéticas e para doenças imunes. O número potencial de aplicações das células-tronco mesenquimais hoje em dia é muito maior, justificando o armazenamento destas células para uso futuro.

 

Onde posso armazenar minhas células-tronco?

Muitos bancos de células-tronco oferecem o serviço de armazenamento de células-tronco hematopoiéticas do sangue do cordão, alguns de células-tronco mesenquimais do tecido do cordão. Procure saber a qualidade científica da equipe que coordena o serviço. Visto que a separação das células-tronco mesenquimais não é trivial e requer conhecimento científico para ter qualidade e garantia. Afinal, como você vai saber se são células-tronco mesmo que estão sendo guardadas? E se você for usar estas células-tronco no futuro?  O melhor é estar nas mãos de quem pode entregar as células prontas para o uso.

 

Finalmente, guardar células-tronco é uma decisão pessoal. Ao fazê-lo você está pensando como um seguro para seu futuro e de seus filhos. O importante é ter informação suficiente em mãos para poder tomar a decisão certa e não perder a janela de oportunidade.

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X Leia também:

Tudo o que você precisa saber sobre a gripe influenza H1N1 - por Dr. Jairo Len

24/05/17Ver a matéria   >>