Células-tronco do cordão umbilical do bebê: afinal, armazenar ou não armazenar?

-
por: Juliana
-
2 outubro, 2013

 

Oi, meninas! Tudo bem?

 

Quando meus filhos nasceram, fiquei muito indecisa se armazenava ou não as células-tronco deles. Na época, não tinha lido muito a respeito, mas hoje com todas as informações disponíveis, eu indico, SIM, que as futuras mamães armazenem o sangue do cordão umbilical de seus filhos! Acho que é um grande presente que podemos dar para o futuro deles!

 

 

Imagem1

 

 

Recebi uma pesquisa com todos os benefícios da célula-tronco e achei interessante dividir os pontos principais com vocês! Vejam só quantas vantagens:

 

- As células-tronco são encontradas no sangue do cordão umbilical de recém-nascidos e apresentam grande capacidade de transformação: elas podem formar ou regenerar diferentes tecidos do corpo humano.

 

- Assim como a medula óssea, o sangue do cordão pode tratar doenças ligadas ao sangue, como deficiências de coagulação e da imunidade, além de cânceres no sangue.

 

- São diversas as doenças que podem ser curadas mediantes o uso de células-tronco: leucemias, mielomas, linfomas, anemias, deficiências imunológicas, doenças metabólicas, entre outras.

 

- Estudos mostram uma forte tendência que, no futuro, seja possível a cura da paralisia cerebral, autismo, diabetes tipo 1, lesões raquimedulares, esclerose múltipla, lesões cerebrais, ósseas e articulares, doenças cardíacas (infarto, insuficiência cardíaca e doença de Chagas), entre outras enfermidades.

 

As células-tronco obtidas por meio do sangue do cordão umbilical do bebê são coletadas por um profissional na hora do parto. Esse sangue é congelado e armazenados em laboratórios especializados.

 

Para realizar este serviço, indico a  Hemocord, o laboratório mais conceituado no Brasil para este serviço, com banco de armazenamento de sangue do cordão umbilical desde 2004. Eles realizam coletas em todo o país e contam com uma equipe de profissionais altamente qualificada, com constante treinamento e aperfeiçoamento técnico e científico de sua equipe.

 

Para saber mais informações, vocês podem acessar a revista online da Hemocord AQUI, que está sempre atualizada com informações científicas, dicas e curiosidades sobre saúde, educação dos filhos, família etc.

 

Vejam o vídeo abaixo que lindo!

 

 

Imagem de Amostra do You Tube

 

 

Facebook: www.facebook.com/hemocord

Twitter:www.twitter.com/Hemocord

 

Para mais informações, acessem:  www.hemocord.com.br

 

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

18 Comentário:Células-tronco do cordão umbilical do bebê: afinal, armazenar ou não armazenar?

    • Juliana

      Oi Camilla, obrigada pela informação, vou dar uma olhada! Beijos

    • Karolyn Sassi Ogliari

      Prezada Camila,
      Sou Diretora Médica- Científica do Hemocord – Banco de Cordão Umbilical. Como nossa empresa foi citada nesse post, gostaria de manifestar minha opinião. Tens realmente razão quando colocas que o público deve cuidar com promessas. Dependendo da empresa, pode-se encontrar afirmações exageradas sobre o assunto. O papel da empresa privada é sempre separar muito bem o que é tratamento consagrado hoje em dia, e o que está em fase de pesquisa. Depois disto, cabe a cada família a opção pelo serviço ou não.
      Um abraço!

  1. Larissa

    Agenda – Workshop – A Criança na Era Digital

    Depois de conquistar jovens e adultos, os tablets caíram literalmente nas graças e nas mãos das crianças que mal sabem falar, mas já deslizam seus dedinhos pelas telas buscando seus vídeos e brincadeiras preferidos. Para falar sobre a relação das crianças com a tecnologia, será realizado nessa sábado, dia 05 de outubro, às 15h, na Fnac – Pinheiros, o workshop – A Criança na Era Digital. O encontro contará com a presença da Dra. Betina von Staa, doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela PUC-SP, especialista em tecnologia educacional e autora de vários livros, entre eles o “Eles sabem (quase) tudo: o que ainda é preciso ensinar e o que se pode aprender com nativos digitais”; com a cantora e blogueira Mariana Belém, do blog Mamãe de Primeira Viagem; com Juliano Prado e Marcos Luporini, criadores da Galinha Pintadinha, o maior fenômeno do entretenimento infantil, David Diesendruck, presidente da Redibra, e Sergio Bastos, CEO da Tectoy. A apresentação e mediação da discussão estará a cargo de Bianca Jhordão, apresentadora do programa Fala + joga da Play TV e vocalista da banda Leela.

    Quando: sábado, 05 de outubro de 2013
    Hora: das 15h às 16h
    Local: Fnac – Pinheiros (Praça dos Omaguás, 34)
    Aberto ao público

    Sobre a Tectoy – Referência nacional na área de entretenimento eletrônico, a Tectoy foi fundada em 1987, inicialmente para desenvolver e produzir brinquedos de alta tecnologia. Atualmente, a empresa fabrica videogames sob licença da SEGA e atua no mercado de eletrônicos de consumo produzindo tablets, equipamentos de baby care, players de DVD, DVDs karaokês e DVDs licenciados. No final de 2010, a Tectoy passou a fabricar e comercializar para outras marcas, oferecendo também serviço de logística e pós-venda. A sede e a fábrica da Tectoy são em Manaus e a filial administrativa é em São Paulo. Veja mais em http://www.tectoy.com.br

    Sobre a Galinha Pintadinha: A Galinha Pintadinha começou com um clipe no Youtube e dentro de pouco tempo virou uma mania para crianças e pais, com músicas que fazem parte do cancioneiro nacional e também músicas inéditas. Hoje, com 42 clipes, 3 DVDs lançados e quase 01 bilhão de views no Youtube, já é considerada um clássico infantil. É o primeiro canal brasileiro no Youtube a atingir esta marca e um dos DVDs mais vendidos no ano de 2012.

    Informações para a imprensa:
    Rosa Arrais Comunicação
    Tel.: (11) 3672.3531
    Victor Ribeiro – ramal 11 ou (11) 9-6385-9973
    [email protected]
    Larissa Normande – ramal 22
    [email protected]

  2. Joanna

    Parabéns pelo site…. acompanho diariamente.
    Em relação ao armazenamento das celulas tronco, também tive muita dúvida, mas pesquisando li várias matérias em que não é mais necessário o processo pois elas podem ser encontradas no dente de leite dos nossos filhos….
    bom, agora é só esperar as descobertas da medicina.
    beijos

    • Juliana

      Oi Joanna, td bem? Que legal que você acompanha o site! Ficamos muito felizes! Nossa, eu não sabia desse assunto do dente de leite. Vou me informar melhor. Obrigada pela informação. Mil beijos

    • Karolyn Sassi Ogliari

      Prezada Juliana,
      As células-tronco do dente de leite são mais uma opção de fonte de células-tronco adultas, porém há uma inconveniência no momento da coleta. No momento que cada dente cai, cada um deve ser enviado ao laboratório para a coleta imediata. A coleta do sangue presente no cordão umbilical e placenta garante uma concentração muito maior no número de células-tronco, a tal ponto de poder, na grande maioria dos casos, poder ser utilizado para regenerar toda a medula óssea após quimioterapia e transplante de medula para doenças como a leucemia, por exemplo. Na realidade, um não substitui o outro na prática.
      Um abraço!
      Karolyn Sassi Ogliari
      Médica – Doutora em Ciências
      Diretora do Hemocord – Banco de células-tronco

  3. Marcela

    Ola,

    Voces poderia me indicar cadeira para automovel?

    Eu usarava o mico da maxi cosi, mas minha filha de 10 meses ja esta com 10kg…

    Queria trocar agora, mas teria que ser uma reversivel ne?

    Estou procurando dicas..

    Obrigada,

    Marcela

    • Juliana

      Oi Marcela, eu comprei a PRIA 70 da MAxi Cosi e adoro. Da um google que vc acha. beijos e obrigada

  4. Ana Carolina

    Como médica e leitora do seu blog não poderia deixar de me manifestar sobre o equívoco deste post. Importante que as pessoas conheçam a opinião da principal entidade de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular do pais antes de tomarem decisões precipitadas com a ilusão de que estão garantindo saúde a seus filhos. Segue um link para esclarecimento.

    http://www.abhh.org.br/pt-br/component/k2/item/323-abhh-alerta-sangue-de-cordão-umbilical-não-é-seguro-de-saúde

    • Juliana

      Oi Ana Carolina! Vou ler o artigo que você indicou! Obrigada pela informação! Beijos

    • Karolyn Sassi Ogliari

      Prezada Ana Carolina,
      Respondo também como médica e como Diretora do Hemocord- Banco de células-tronco. O grande inventário de sangue de cordão umbilical hoje no mundo está nos bancos privados. No Brasil não é diferente. Por mais que a Sociedade de Hematologia coloque sua “opinião”, a escolha da doação ou do armazenamento privado passa pela mesma situação dos bancos de sangue públicos e privados, ou até mesmo da doação de órgão ou não pela família de um paciente em morte cerebral. Qualquer que seja a decisão da família, ela deve ser respeitada. E as famílias do mundo inteiro estão acompanhando a evolução da medicina. Há muitas vantagens de armazenar o sangue em bancos privados. No caso de leucemia, por exemplo, o melhor doador, e as melhores chances de sobrevida após o transplante é quando há um irmão compatível. Essa garantia, somente o banco privado pode dar. Quando a amostra é doada, ela fica disponível a terceiros. O casal assina um termo doando o material. Os resultados após um transplante, quando o doador tem parentesco, são muito melhores. Importante, realmente, é como as empresas se posicionam em relação ao serviço. Deve-se separar muito bem, o que é tratamento hoje e o que é pesquisa. Quando se fala em tratamentos para outras doenças como lesão de medula espinhal, paralisia cerebral, diabetes, as pesquisas estão muito avançadas sim. Mesmo assim, não sabemos quanto tempo levará para termos um tratamento inovador disponível. Nossa equipe acompanha essas evoluções dia-a-dia. 30% da nossa equipe são cientistas pós-graduados e que lidam com o assunto de forma muito realista. O que posso lhe garantir, e está disponível pelo site http://www.clinicaltrials.gov inclusive para leigos, é que a comunidade científica mundial está toda voltada para desenvolver novas terapias, portanto, é uma questão de tempo. Como muito bem disse uma leitora do blog, também nossa colega, temos que fazer uma análise crítica em relação a posicionamento de sociedades especializadas, pois frequentemente, há conflitos de interesse. Hoje, profissionais que ocupam posições relevantes em Bancos Públicos, nos passado, foram fundadores de bancos privados. Seria ético mudar o discurso conforme o cargo que ocupa?
      Nosso posicionamento como empresa, é de muita tranquilidade, pois lidamos com as informações passadas com muita responsabilidade. Costumamos dizer internamente em treinamentos, que cada atendimento é como uma consulta médica, onde deve ser abordado prós e contras para uma decisão consciente diante de uma “cirurgia”, por exemplo.
      No final, a decisão de armazenar em banco privado é da família que busca algo a mais em termos de segurança para seus filhos, mas concordo que jamais deve ser visto como uma garantia.
      Um grande abraço!
      Karolyn Sassi Ogliari
      Médica, Doutora em Ciências pela USP

  5. Juliana

    Eu fiz a coleta e meu bb agora esta com 3 meses. Pesquisei bastante antes, vale lembrar q o uso da celula tronco e exclusivo do bb. Fiz em uma empresa q coletou 2 bolsas, logo se alguem da familia necessitar tera q verificar a compatibilidade c o bb e solicitar judicialmente o uso da 2a. bolsa.
    Bjs

    • Juliana

      OI Juliana, que bom que você armazenou! Excelente iniciativa! Beijos

  6. Marcela

    Juliana,

    Obrigada pela indicaçao..era bem essa que eu estava na duvida!!!!

    Vc comprou aqui? ou la fora?

    No momento nao estpu tendo como ir, e nenhum site entrega aqui no Brasil..e pedir isso a alguem é maldadee ne!!! hehehe

    • Juliana

      OI Marcela, muita maldada! Acho que cadeirinha de carro só pedimos para nossa mãe trazer e olhe lá! Se vc tem como ir agora acho que vale a pena! Beijos e espero que goste1

  7. Adriana

    Tambem sou medica, e minha posicao eh totalmente a favor de coleta o sangue de cordao umbilical. A posicao da sociedade de hematologia e hemoterapia, bem como dos profissionais envolvidos com a rede publica de bancos de cordao, na minha opiniao, eh para justificar os quase 6O milhoes gastos montando varios elefantes brancos – os bancos de cordao publicos. Resta saber se o governo vai tratar isto para sempre como uma prioridade, ou tratarah da mesma forma que trata a saude hoje… Ao contarrio do que dizem, o material fica para a familia e para o proprio bebe, e nao so para o bebe. As pessoas tem o direito de escolha, da mesma forma que muitas pessoas optam por nao depender do SUS. Como medica, jamais assumiria a responsabilidade de contra-indicar uma seguranca que familia estah buscando, ainda mais diante de todas as evolucoes que estao acontecendo.

    • Juliana

      OI Adriana, muito obrigada pelo comentário e esclarecimento! Beijos

Faça um Comentario no Facebook deste assunto

Muitas das imagens do nosso blog vem de fontes diversas, sendo em sua maior parte externas e muitas não autorizadas. Nenhuma das fotos pertencem ao JUST REAL MOMS, a menos que sejam creditadas. Se alguma foto de sua autoria estiver no nosso blog e você desejar sua remoção, favor enviar um email para [email protected] que prontamente a retiraremos do ar.
Pictures for this blog come from multiple sources. None of the pictures belong to us unless otherwise noted. If one of your pictures is on the site and you want it removed please write to [email protected].