As 10 dicas para manter um bom casamento após a chegada do bebê!

De Mãe para Mãe20/05/13 By: Juliana Freire
(63) Comentários

 

Oi, meninas, tudo bem?

 

Hoje vou escrever sobre um assunto que muitas leitoras já pediram: como manter um bom casamento após a chegada dos bebês? Não é facil escrever sobre um tema tão delicado, mas vou tentar!!

 

A chegada do bebê traz muuuitas mudanças para a vida a dois! E isso indiscutivelmente TODOS os casais já passaram ou vão passar! Um levantamento realizado durante oito anos por especialistas das universidades de Denver e do Texas mostrou que 90% de um total de 218 casais investigados passaram a se sentir insatisfeitos com o casamento após o nascimento do primeiro filho.

 

 

casamento

 

 

Quando o primeiro filho chega, parece que o casal precisa começar do zero novamente. A criança vira o foco da casa, o sono é alterado, a liberdade da vida a dois desaparece, o pai (marido) fica mais carente e enciumado com a atenção que a mãe dá para o bebê etc. Mas, depois dos primeiros meses, é preciso retomar os papéis. A mulher não é apenas mãe e o homem não se tornou exclusivamente pai. Vocês ainda são um casal!

 

 

Para escrever este post, fui atrás de informações de profissionais capacitados, da minha experiência como mãe e esposa e também conversei com algumas amigas que já viveram isso. Montei, então, um “resumo de dicas” para tentar minimizar essa “crise pós-filhos” que a maioria dos casamentos passam…

 

Espero que gostem!

 

 

casamento5

 

 

1) Tem que arranjar um tempo para NAMORAR!

Aproveitem enquanto os filhos estiverem dormindo e NAMOREM mesmo!!! É fundamental o contato físico entre um casal! Não precisa sair de casa para haver troca de carinhos, beijos etc.

Todos queremos o melhor para nossos filhos. Sempre faremos de tudo para que eles sejam felizes! Porém, muitas pessoas não percebem que o relacionamento entre marido e mulher é a base da família. Quando essa base não está firme, o mundo da criança se desestabiliza. Sabemos que pode parecer absurdo pensar em sair para namorar quando há uma criança pequena em casa, mas cultivar a relação conjugal é de extrema importância para que nossos filhos se sintam seguros e felizes. Você não precisa escolher entre ser um bom marido/mulher e ser um bom pai/mãe.

 

Mas lembrem-se: sem cobrança! A cobrança gera distância e cada um deve respeitar o tempo do outro.

 

casamento9

 

 


2) O filho é dos dois! Dividam as tarefas!

Dividir as tarefas não sobrecarrega a mãe e aproxima pai e filho!! Isso é fundamental para a saúde do casamento! Claro que nós, mães, SEMPRE fazemos mais, mas não tentem assumir tudo sozinhas! Deixem alguma atividade sob responsabilidade do pai, como por exemplo: dar banho, dar o café da manhã, levar para a escola e etc. E deixem de fazer cobranças de forma negativa. Compartilhar as responsabilidades e tarefas fortalece o casal e possibilita a cumplicidade, ou seja, o sentimento de que podem confiar e contar um com o outro.

casamento 4

 


3) Mantenham um tempo individual para cada um! 

Cada um tem que ter um tempo para seus amigos e hobbies, ou seja, o marido deve jogar o seu futebol e a mulher deve ir ao salão, ver amigas, fazer ginástica etc. Tentem continuar fazendo algo que os façam felizes!

Importante: Os DOIS devem ter esse mesmo direito!

 

 

casam

 

 

4) Não cedam às pressões da família!

Agora vocês têm um núcleo familiar que deve ser a prioridade das DUAS PARTES! Os “pitacos” de parentes devem ser ignorados, o casal tem que se unir, e não ir um contra o outro. Antes de termos filhos, as famílias de origem não interferem muito na vida do casal. Tudo muda depois que o bebê nasce. Nossos pais e sogros fazem de tudo para conseguir um pouquinho de tempo com o neto. E muitas vezes, nós mesmos os estimulamos. Por mais maravilhosos e prestativos que sejam os parentes, é um grande desafio equilibrar o tempo que passamos com eles e suas influências sobre nossos filhos. Sempre pergunte para seu marido (e vice-versa) se ele está incomodado com tanta gente em casa, com a frequência de visistas etc. Se ele disser que não quer visitas, respeite sua vontade!

 

 

 

5) Reservem algum tempo por dia para conversar sobre o “mundo de cada um”!

No final do dia, nem sempre é fácil encontrar motivação para ouvir as queixas e as lamentações do marido/mulher. Há banhos para dar, jantar por fazer, casa para arrumar etc. Os casais com filhos pequenos esquecem-se facilmente da importância de se manterem ligados. Não é preciso (nem seria viável) reservar uma ou duas horas para estas atualizações diárias. Se existir o ritual diário de se partilhar os pontos altos do dia de cada um, 15 ou 20 minutos podem ser suficientes.

 

 

 

6) A falta de sono é um dos principais vilões!

Portanto, criem ACORDOS: Quem dorme até mais tarde neste final de semana? Ou, quem dá uma caminhada no sábado de manhã? Os dois têm que ceder e criar alguns tratos para que atendam às necessidades de ambos. As crianças acordam muito cedo e isso faz com que o casal deixe de fazer coisas das quais gostavam de fazer antes dos filhos chegarem! O acordado não sai caro!

 

 

casamento 3

 

 

7) Você NÃO precisa ser a mulher maravilha!

Deixe de lado a auto cobrança de ter o corpo, a casa, a família e o trabalho perfeito! Elenque suas prioridades e divida essas decisões com seu marido! A cobrança maior, muitas vezes, é mais nossa do que de nossa família!

 

 

 

8) Não ser apenas pai e mãe – Fazer programas de CASAL!

Sim a prioridade passa a ser os filhos, mas tem que arranjar um tempo para sair para jantar sozinhos ou com casais de amigos! Antes dos filhos nascerem certamente vocês faziam programas com amigos ou sozinhos, e é fundamental tentar manter esses programas nem que seja em um freqüência beeeem menor. Tem que “ter um tempo para o casal”, se possível deixar o filho com alguém de confiança e sair para jantar, para pegar um cinema, enfim, fazer um programa de namorados!

 

casamento 7

 

 

9) Muuuito diálogo e RESPEITO!

O diálogo mantém a intimidade! Parece clichê, mas precisamos PRESERVAR o respeito entre o casal. Não é porque estamos mais irritados pela falta de sono ou com outras preocupações, que precisamos ser grosseiros um com o outro. É importante que haja muito diálogo, compreensão e paciência para ambos se entenderem e compreenderem que estão passando apenas por uma fase de rearranjos e de experiências que, se bem administradas, servirão para uma aproximação maior ainda do casal, aumentando a harmonia e a cumplicidade!

 

Cada um deve entender um pouco o pensamento do outro. Quando nasce o bebê,  o  “chip materno” da mulher é ativado e ela passa a apresentar um comportamento compulsivo: “Será que esse protetor solar é forte o bastante? Será que compramos leite suficiente?” Já o primeiro instinto de um homem ao olhar o filho dentro do berço é o “pânico do provedor”: “Meu Deus, preciso dar um jeito de ganhar mais dinheiro!” Com o diálogo verdadeiro, cada um poderá entender a posição do outro sem JULGAMENTOS, mas sim com a intenção de AJUDAR a entender a real importância daquele pensamento!

 

 


10) Tem que existir AMOR entre vocês!

Os dois têm que querer dar certo! Isso significa não desistir nas primeiras dificuldades, e acreditar no amor que um dia uniu o casal e gerou esse fruto lindo, que é o filho de vocês!

 

 

casamento 2

 

 

Alguém tem mais alguma dica para dividir conosco?
 

Fontes:

http://bebe.abril.com.br

www.maedeguri.com.br

www.apsicologa.com

Livro: Casamento à Prova de Bebês

 

Conteúdo exclusivo do site Just Real Moms. 
Categoria: Gravidez, maternidade, blog de mãe, blog para mãe, dicas de mãe, dicas para grávidas, dicas de maternidade.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

63 Comentários:As 10 dicas para manter um bom casamento após a chegada do bebê!
  1. Giovanna

    Ju!!!
    Amei esse post!!! Que ideia maravilhosa escrever sobre este assunto pois todas nós passamos por grandes mudanças com a chegada dos nossos bebês, não é mesmo? Adorei!!!!
    Super beijo e parabéns pelo blog! Está na
    Minha leitura diária!!!

    • Juliana

      OI Gi, que bom que você gostou! Acho importante falarmos de temas mais “polêmicos” aqui no blog também… Amei saber que nosso blog esta na sua leitura diária! Mil beijos

    • edna

      Amei o texto. Estou grávida de 22 semanas, Antônio Pedro. Bem, eu e meu marido ja estamos com problemas, minha gravidez é de risco e o médico passou repouso relativo, sem sexo, por exemplo. E isso tem nos afastado bastante. As atividades de casa fica toda pra ele, pois ele não aceita pagarmos uma ajudante. E ainda temos 2 cachorrinhas. Valeu pelas dicas. Espero que consigamos manter-nos casados e unidos depois da chegada do nosso tão sonhado, planejado e esperado filho. Beijos. Sucesso.

  2. duda

    Nossa, esse post foi escrito pra mim!!! Tava precisando ouvir exatamente essas coisas… minha vida conjugal mudou 100% depois da chegada dos meus filhos, acho que muda pra sempre… mas temos que aprender a lidar com isso da melhor maneira. Parabéns, vcs sempre abordando temas incríveis de otima utilidade. Obrigada!

    • Juliana

      Duda querida, Você não é a única! A maioria dos casais passam por essa mudança e precisamos tentar tirar o melhor proveito disso!! Espero que nossas dicas tenham te ajudado um pouco! Mil beijos

  3. Juliana

    Excelente post Ju, muito valido mesmo e importante. A nossa vida depois de filhos muda demais! Temos que ter muito dialogo e compreensão pra lidar com varias situações. É importante também se colocar no lugar do outro, no momento do outro. Vejo que as mães acabam tendo mais tempo junto com bebês pelo fato da amamentação e simplesmente por ter este elo que sempre será muito mais forte que o homem (pai). Falando de mim, ainda sinto dificuldade em ficar longe do meu filho, mas isto tem que ser conversado, ir acontecendo, ter alguém de muita confiança pra ficar com ele para eu poder sair, passear. Nada como o tempo, a conversa….nossa escrevi bastante, isto flui demais e sempre temos algo a dizer ne hehehe. Bjão pra vc!!!!

    • Juliana

      Nossa Ju, Você te toda a razão! Ter alguém de confiança para ficar com o bebê faz toda a diferença! Sem isso não tem como existir a vida a dois!Beijos mil

  4. Milena Barcellos

    Meninas,
    Mais uma vez, vocês acertando MUITO no post. Já imprimi e vou colar na porta do armário do Henrique. Ele chega em breve e não quero ter desentendimentos com o marido. Ler esse artigo de vez em quando, vai me fazer bem. Tenho CERTEZA!! Amei. beijos,
    Milena

    • Juliana

      Oi Milena, tudo bem? Mostra sim para ele e tenta conversar antes do bebê nascer para ele já se preparar rsrsrsrsr. Mil beijos

  5. Isa

    Perfeito! Amei Ju. Njo

    • Juliana

      Tks Isa querida! Mil beijos

  6. Renata schonhofen

    Juuuu seus comentários e dicas estao perfeitos!!!!! É sempre bom compartilhamos sentimentos, muitas vezes nem imaginamos que o outro senti o mesmo…bjs

    • Juliana

      Oi Re querida, Amei que você deixou um recadinho! Mil beijos

  7. Elorene

    11) Nunca caia na ingenuidade de ir morar com a sogra!

    • Juliana

      Ahahahah Excelente Eleonore! Mas agora fiquei curiosa… Vc mora com a sua? rsrsrsrrs

    • Gabriela

      Kkkk essa parte é boa.
      Nunca vá morar com a sogra em nenhuma hipótese.

  8. Pedro Paulo

    Embora, só tenha lido comentário de mulheres, quero deixar registrado que seu post me ajudou muito. Sou casado e pai de uma menina de 9 meses…e como tudo isso é dificil!!! Tentarei me dedicar mais a minha esposa. Mais uma vez, parabéns; tudo bem acertivo.

    • Juliana

      Oi Pedro, que honra receber seu comentário. Fiquei muuuuito feliz em ter te ajudado de alguma forma! Espero que você tenha conseguido enxergar um pouco o lado da sua mulher! Tks

  9. kelly

    Nossa muito bom este post. Super amei… realmente tudo que foi citado em cima é exatamente como acontecem depois dos filhos. Aqui em casa também mudou muito, principalmente a questão de sair pra passear, tudo virou programa a 3, quase nuca saímos só. Não tenho com quem deixar o Tiago Filho hoje em dia. E quase sempre é bem estressante pois nosso filho da trabalhos nos momentos que paramos pra fazer algum lanche. Mais vamos tentando neh. Obrigada pelo post.

    • Juliana

      Oi Kelly,
      Tudo bem?Daqui a pouco as coisas se encaixam! Fica tranquila! Fiquei feliz que vc gostou do post! Beijos

  10. Lily Nely

    Adorei gostei muito da diga , ainda não tenho filhos,mas quero tanto ser mãe, e estou a preparar o meu casamento…. vou tar a ler este blog todos os dias , para estar preparada.

    • Juliana

      Oba! Leia todos os dias sim Lily! Vamos adorar! Mil beijos

  11. Jessica

    Adorei tudo o que disse e me identifiquei com muita coisa, ás vezes é dificil não cair nas cobranças, mas tem razão temos que resistir ao maximo e deve existir sempre franqueza um com o outro. isso tudo para os casais a passar pela primeira experiencia, seja casado ou não. Adorei, muito obrigada por partilhar essas informações connosco. Por favor Continue

  12. kenia

    QUE BOM! VOU SER MAMAE DE PRIMEIRA VIAGEM! E ESTAVA MUITO PREOCUPADA EM RELAÇAO ” ATENÇAO PARA MEU ESPOSO E O BEBÊ! MAS AGORA JA ME SINTO MAIS ALIVIADA COM ETAS DICAS TAO IMPORTANTES! MUITO OBRIGADO A TODOS VCES! KENIA – LAVRAS-MG

  13. FLAVIA

    ACHEI MUITO BOM POREM ACHO QUE É BOM INFATIZAR QUE CADA MULHER JA TEM UMA EXTRUTURA PSICOLOGICA ANTES MESMO DE ENGRAVIDAR.
    COMO ASSIM; EXPLICO QUE CADA UMA DE NOS JA VEM COM CONVICÇÕES DE REALIDADES, DESEJOS E FANTASIAS, POR ISSO QUE REAFIRMO QUE ERA BOM EXPOR QUE NEM TODAS CONSEGUEM TER UMA ESTRUTURA MATERIAL E EMOCIONAL PARA ATRAVESSAREM ESTE MOMENTO TÃO LINDO. POREM NEM PRA TODAS É MAGICO. POR ISSO PARA AQUELA QUE PODE PROCURE UM PROFISSIONAL PARA SE RESTABELECERM,MAS PARA AQUELA QUE NÃO PODE,PERMITA-SE VIVENCIAR TODAS AS EMOÇÕES; CHORE, DESABAFE PORQUE VC NÃO É A UNICA QUE FICA ABALADA EMOCIONALMENTE, E DEPOIS DA CHEGADA DO BEBE NÃO SE DESESPERE, VC NÃO VAI CONSEGUIR SE DESLIGAR MENTALMENTE DO SEU BEBE E NEM RELAXAR PARA SE ESFORÇAR NA TAREFA DE SER MÃE, MULHER E ESPOSA; PORQUE PRA VC O BEBE VAI ESTAR EM PRIMEIRO LUGAR.

  14. Gustavo

    Os homens também lêem, viu? E o post está mesmo muito bom! E sim, nós nos esforçamos muito pra que tudo dê certo!

  15. Kamille

    Muito bom esse post, muito bem abordado e elaborado. Parabéns! Por mais que saibamos que isso acontece com outros casais, ler/ver isso pessoalmente, nos dá um conforto por saber que o problema não sou eu ou meu casamento, mas uma fase que acontece com todos os outros casais e pais. Inspira nossa mudança. Show! Obrigada!

  16. Giuliano

    Para ler e refletir…

  17. patricia

    Realmente, qd o filho nasce o namoro para, e a vida gira em torno do bb, mas sentimos mt falta dele qd estamos longe. Eu e meu marido trabalhamos e ele ainda faz faculdade, então sobra mais tarefas domésticas p mim q chego mais cedo em casa. E nossos momentos ficam p depois e dormimos…
    Nas férias saímos um dia p ir ao cinema e o assunto preferido foi: nosso filho, se ele estivesse ali o q estaria fazendo, como se comportaria, enfim só ele. um abraço, Patricia

  18. neusa

    voce sempre tem que ouvir seu marido,quando esta irritado ficar em silencio, sempre conversar, assitir televisao juntos, ver futebol juntos,sempre apreciar suas manias,nao colocar defeitos,sempre coloca-lo pra cima, nao falar alto, falar sempre baixinho,e ser meiga,senao e procure ser,faça um esforço

  19. Valquiria

    Gostaria de dicas para conviver com sogra(o) sem eles se meterem na vida do casal e principalmente manipular o filho.

    • Beth

      Olá,estou lendo este post como sogra,porque estou na casa de meu filho e minha nora com uma bebezinha de quase três meses e estou acompanhando as dificuldades que estão enfrentando.Vim por um chamado de meu filho.A primeira coisa que pensei foi se minha nora também queria minha presença .Ja tinha estado com eles na época do nascimento.E não sei se te ajuda dizer que para mim é bem difícil também ,tenho dúvidas e receios.Mas acredito que somente conversando de coração aberto e com muita sinceridade poderemos manter um bom convívio.Sempre diga o que pensa,fale o que te aborrece e como gostaria que fosse.Seja humilde e direta.Ja me magoei,já magoei minha nora,mas acredito que acabamos nos entendendo porque nós respeitamos e conversamos.Tento me por no lugar deles,isto ajuda muito.Claro que cometo erros,julgo,não correspondo à expectativa .Conto os dias para voltar ao conforto do meu lar,com meu marido e minha cachorrinha.Mas família é doação,aceitação e muita paciência.Olho para minha netinha e vejo que tudo vale à pena.bjs

  20. Carol

    Quando minha Juju nasceu… O pai dela e eu sempre ficávamos juntos assistindo um filme ou uma série… As vezes a gente dormia no meio, mas dava um tempo pra nós dois. Quanto as tarefas, no começo é difícil, mas depois que aprendi a deixar para o papai algumas tarefas e assumir algumas que ele não levava jeito deu bastante certo. Não existe uma regra, mas o casal tem que ter um acordo. O posso dizer que nosso relacionamento melhorou muito depois da chegada da Julia… Mesmo aumentando muito a responsabilidade ela nos aproximou ainda mais…

  21. Bruna Mota

    Adorei! Vcs são ótimas, sempre trazendo posts altamente relevantes e instrutivos para nós, “real moms”. Continuem sempre, com esse trabalho maravilhoso!

    beijos

  22. Lilian

    Adorei a materia foram dicas preciosas e muito boas parece q foram escritas para meu filho e minha nora

  23. Nilson de Oliveira

    Bom dia!! Amei todas a essas dica!! algumas ja faço junto com minha esposa,outras colocaremos em pratica!! obrigado!

  24. edna

    Amei o texto. Estou grávida de 22 semanas, Antônio Pedro. Bem, eu e meu marido ja estamos com problemas, minha gravidez é de risco e o médico passou repouso relativo, sem sexo, por exemplo. E isso tem nos afastado bastante. As atividades de casa fica toda pra ele, pois ele não aceita pagarmos uma ajudante. E ainda temos 2 cachorrinhas. Valeu pelas dicas. Espero que consigamos manter-nos casados e unidos depois da chegada do nosso tão sonhado, planejado e esperado filho. Beijos. Sucesso.

  25. jaine

    Vixe vc disse tudo ! E ben isso q faltou a meu casamento ( DIALOGO FUNDAMENTAL NUNCA TIVE,compreensao,dividir tarefas,E por isso estou tentando a tal separaçao….minha filha com dois anos e meio de um relacionamento de seis anos! Aff nao aguento mass

  26. Catarina

    Excelente matéria. Estou esperando meu terceiro filho. Já passamos as dificuldades dos primeiros e aprendemos essas regras (porque deveriam ser regras, sabe.) sozinhos. Hoje numa gravidez de risco, vivemos desafios diferentes mas, unidos. Gosto muito dos seus posts. Parabéns! 🙂

  27. Karina

    Olá, estamos em crise!!
    Amo minha filha, que hoje tem 1 ano e 3 meses de muita saúde graças a Deus, porém não existe mais em minha casa o marido e mulher, existe só o pai e mãe.
    Meu marido é super protetor, não que eu não queira ter minha filha por perto, mas não existe mais uma unica brecha para que possamos novamente ser um casal.
    Pra ele não tem essa de “deixar com alguém de confiança pra namorar”. Sinto-me esgotada. Dividimos totalmente as tarefas. Mas ele esqueceu que somos mais que pais. Que eramos um casal.
    O que faço, já que, o papel que meu marido ocupa atualmente, deveria ser vivido por mim?

  28. Fabrício

    Não deixe de ler!

  29. Ronaldo

    Concordo: eu tenho filho de 24 anos,dois netos minha primeira esposa faleceu,após um ano casei,a minha atual esposa tem uma neta de uma relação irresponsável do seu filho, antes de casarmos,agente saia pois é uma coisa que eu particularmente adoro passear sair,junto.mais ela só quer sair comigo se levar o neném junto,converso bastante com ela mais está se tornando rotina não quero isso pra mim será que não entende que o filho não meu ou não é nosso.

  30. Giselle

    Olá! Gostei muito do Post, mas não é fácil ter uma pessoa para ficar com nossos filhos, eu por exemplo encontro muita dificuldade nisso… Não tenho com quem deixar, minha mãe já fica com ele a semana toda e não tem condições físicas no sinal de semana… minha sogra gosta de sair… é difícil, aí está meu problema, porque se não tiver com quem fique o meu filho, meu marido vai sozinho… parece que a responsabilidade é só minha…
    Tudo fica muito em cima de mim… casa, filho, trabalho…. estou entrando em parafuso….está muito difícil pra mim….já pensei em me separar muitas vezes por me sentir muito sozinha…. Gostaria muito que meu marido fosse mais companheiro….
    Estou me sentindo muito triste….

    • Giselle

      Precisava compartilhar o que estou sentindo….

  31. Gisele

    Ola tudo bem,aqui em casa e o contrario meu marido que so pensa na nossa filha e esqueceu de nos,ele fica o dia todo for a e quando chega so tem olhos pra ela,e ela e apaixonada nele tb,isso pq fica o dia todo comigo,as vezes me sinto um peixe for a dagua,nao e facil,larguei tudo por ela,e sinto muita falta do trabalho,da minha vida normal,nao tenho tempo nen pra ir no salao,so fico em casa e isso estressa,e alem do mais trabalho de casa nunca acaba,gostei dessas dicas vou convercar com meu esposo,obrigada

  32. Adriana Secco

    É isso mesmo! Existe vida após a maternidade, e ela é incrível!! Basta fazer o que é preciso! Vale a pena! Muito bom! 👍

  33. Adriana Secco

    É isso aí! Existe vida após os filhos, e ela pode ser incrível. Basta por em prática! 👍

    • Alessandra

      Tudo muito lindo, mas na prática a verdade é uma só o que nos estressa não são os filhos, mas sim os maridos, ficarem com ciúmes, por favor, eu não tenho paciência pra isso, porque afinal de contas a carga maior está sobre nós mulheres sempre e na minha opinião é nesse momento da vida que temos mais direito de sermos o sexo frágil da relação, mas no meu caso eu não tive oportunidade de me dar ao luxo de ter momentos de fraqueza ou fragilidade, por meu marido estava em crise, sério acho todas as dicas válidas, mas quem balança o casamento são os maridos e não os filhos.

  34. Paulo sousa

    Gostei imenso do post….e passou se muito comigo…..depois esta tudo correcto …..obrg

  35. Douglas

    Sensacional o texto! Tenho 2 filhos, já passei por isso duas vezes e tudo q foi dito é verdade!

  36. DUDU

    Tenho uma gatinha linda de 6 meses. Entre os trabalhos que tenho, sobra ainda tempo para de dedicar aos cuidados de casa e com a bebe. Acho que tenho cobrado demais de mim e de minha esposa. Acredito que a instabilidade emocional dela, os conflitos gerados pela sobrecarga de atividades somados a forte influencia da mae estão levando nosso casamento para o beleleu. Este poste foi passado por uma amiga em comum a quem pedi ajuda. Espero que ajude, pois elas são minha usina nuclear. Que me dão força a todo instante para fazer o melhor por todos. Ficar sem elas, nem consigo imaginar.

  37. Lucineide Santos de Santana

    gostei muito, me ajudou bastante,minha primeira gestaçao e estou com muita dificuldade no meu casamento…

  38. Roberto

    Otimo conteúdo e muito util a casais em crise pos parto

  39. Ariela

    Adorei o texto, as dicas, muito bom mesmo.

  40. CASSIUS CLAY DE OLIVEIRA

    Nao deixe de ler.

  41. Cristina

    Adorei

  42. robinho

    caramba!!! muito legal mesmo, gostei demais,parabéns turma.

  43. Ludmila

    Amei! Estou no pos parto e não esta sendo nada fácil! Com certeza isso ira me ajudar muito….ja ajudou! Obrigada!!

  44. Juliana Maria

    Realmente Incrível é amei amiga, Realmente passamos por varias mudanças em nossas vidas.
    Adorei!!

  45. lidia

    Maravilhoso…

    • Maria

      Nossa , muito oportuno este assunto! Estou passando por esse momento ainda. Já consegui fazer alguns ajustes, mas tenho que ficar sempre vigiando para não permitir que o cansaço e o sono sufoque o casamento. Como isso é fácil de acontecer! Continue escrevendo sobre esses tema é muito bom e nos ajuda a fazer mudanças.

  46. Elizabete

    Estou passando por uma grande turbulência em minha vida, especialmente porque moro na casa de minha mãe, meu marido e eu estamos desempregados, temos 3 filhas e apenas uma é filha dele comigo, as outras duas não. Me sinto cansada, sobrecarregada, abatida e com a alma triste demais, não esta sendo facil viver na casa da minha mãe,são muitas questões e um verdadeiro desafio de permanência conjugal.

  47. Sonia

    Eu fico meio pasma! O bebê é algo aguardado com tanta ansiedade, tanto amor… Como pode a relação se desgastar tanto por causa deles após o nascimento? Nós seres humanos somos muito ingratos na maioria das vezes …
    Ótimo artigo! Obrigada

X Leia também:

Seu filho está com dificuldade no desfralde noturno? Saiba o que o xixi na cama pode revelar!

20/05/13Ver a matéria   >>