Alguns conselhos que as mamães de primeira viagem precisam saber!

Bebê - De Mãe para Mãe - Fases - Gravidez - Pós-parto - Recém-nascido - Somos todas iguais25/04/16 By: Juliana Freire
(0) Comentários

 

Olá,moms!

Já contei aqui no blog algumas vezes que quando eu estava grávida, não sabia muito o que me esperava na vida de mãe! Fui uma grávida que não li muito sobre a maternidade durante a gravidez e com isso aprendi tudo quando meus filhos nasceram. E como fui uma das primeiras amigas da minha turma a ter filhos, não tinha mesmo muitos conselhos e cada dia era uma descoberta para mim.

Para escrever esse texto, tente lembrar quais seriam os 10 principais conselhos que eu daria para uma mamãe de primeira viagem ou que ainda está grávida!

Espero que gostem desses 10 conselhos que as mamães de primeira viagem precisam saber!

Vamos lá…

 

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………

 

1- Os primeiros meses são bem cansativos.

Nosso corpo não está acostumado a acordar no meio da noite e isso realmente nos deixa muito cansadas! Você acordará a noite para amamentar e muitas vezes essas noites serão eternas…Mas acredite que vai passar! Você vai demorar para dormir como antes, talvez nunca mais,rsrsrs… Mas seu corpo vai se acostumar a acordar mais cedo do que antes e parece que não precisara mais de tantas horas de sono. Calma, vai passar!

 

2 – Curta intensamente cada momento do seu bebê.

Vejo muitas mães querendo que passe a logo a fase do bebê para que ele comece logo a interagir, mas tente aproveitar cada fase pois passa tão rápido e é um tempo que nunca voltará. Seu bebê vai crescer em uma velocidade impressionante e você vai perceber isso também na quantidade de roupas que ele perderá, então, procure não comprar muitas coisas no enxoval. Me lembro que meu filho perdeu algumas roupinhas que ele nem chegou a usar.

 

3- Acredite no seu instinto materno.

Depois que o bebê nasce, muitas pessoas vão querer palpitar sobre tudo: como dar banho, amamentação, rotina, roupinhas, comer, falar. Procure não dar ouvidos a todos esses palpites, pois isso realmente atrapalha muito nossos primeiros dias de mãe. Os livros e as pessoas ajudam e muito, eles nos trazem experiências que nos norteiam, mas em nenhum momento representam a sua realidade. Me lembro que eu queria carregar meus filhos no colo o tempo inteiro, mas me sentia culpada pois muita gente falava que isso podia deixá-los acostumados a só dormir no colo etc. Se eu pudesse voltar atrás, teria escutado mais meus instinto materno e faria as coisas do meu jeito.

 

4- Escolha um pediatra que lhe transmita confiança.

Nós, mães, apesar no nosso instinto materno, temos várias inseguranças e dúvidas nos primeiros meses do bebê, por isso é importante que você escolha um pediatra que você sinta confiança e que deixe você à vontade para ligar e perguntar tudo que quiser.

 

5- Crie uma rotina para o bebê.

O bebê precisa sim de rotina! Tente criar uma rotina simples no início, colocando o mesmo horário para o banho, sonequinhas e hora de dormir. Isso gera confiança nele, o que faz com que fique mais calmo e menos irritado;

 

6- Mantenha um dialogo aberto e transparente com o pai do bebê.

Cada pai se comporta de maneira diferente quando nasce o bebê, procure conversar bastante com seu parceiro para que vocês possam entender o que cada um está sentindo nessa nova fase. Tenha paciência e conversem muito sobre a nova rotina.  Tente fazer ele participar o máximo possível. Nos dias de hoje o pai não é aquele que ajuda, mas sim aquele que participa!

 

 

7- Prepare-se para pagar a língua.

Lembra quando julgou aquela amiga ou prima que teve filho antes de você, quando você não concordava com algo que ela fazia com o filho? Então, saiba que talvez você vá fazer algumas coisas iguais. Tudo aquilo que você falou que jamais faria quando fosse mãe, começará a fazer.

 

8- Tente registrar cada fase.

Tire bastante foto e filme bastante seu filho! Lembre-se de colocar datas nas fotos e de anotar as primeiras conquistas e falas do bebê. É impressionante como esquecemos de tantas coisas fofas e importantes depois que eles crescem. E é uma delícia quando assistimos a um vídeo e conseguimos lembrar e reviver os primeiros meses de vida deles!

 

9- Não faça comparações

Tente não se comparar com outras mães e não compare seus filhos com outras criancas! Cada criança tem sua estrela e seus talentos! Você verá que algumas começam a engatinhar com 7 meses e outras nunca engatinham e andam direto, então não entre nessa neura de comparações!

 

10- Suas prioridades vão mudar, e sua forma de pensar também.

“Filhos nos fazem seres humanos melhores. O que um filho faz por você nenhuma outra experiência faz. Nada te modificará de forma tão permanente como um filho.”

 

 

 

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X Leia também: