A verdade por trás das figurinhas da Copa

De Mãe para Mãe - Relacionamentos15/05/18 By: Ana Lú Gerodetti
(0) Comentários

Olá, meninas!

A Copa do Mundo de 2018 está cada vez mais próxima e, como vocês já devem ter percebido, o álbum de figurinhas virou uma febre entre os pequenos!

Entre um pacotinho e outro, sempre vêm as famosas “repetidas”, que logo são trocadas entre amigos e colegas. O texto de hoje, falará justamente sobre esse laços e experiências que vão sendo criados a partir do álbum da Copa.

O post de hoje foi feito pela Cinthya (mãe da Sophia, de 8 anos) e pela Carina (mãe do Henrique, com 8 anos também, e da Maria, que tem 6), duas amigas e sócias, que trabalham com gestão de relacionamentos (Burithi), onde procuram mediar conflitos através da conversa e do diálogo.

Confiram o texto incrível que elas escreveram ao Just Real Moms!

________________________________________________________________________________

A verdade por trás das figurinhas da Copa

A verdade por trás das figurinhas da Copa

O álbum da da Rússia virou febre entre a garotada! Meninos e meninas de diversas idades saem correndo às bancas a procura de figurinhas para completar o álbum.

Muito embora o momento seja bom para os donos das bancas de jornais, elas não são as únicas fontes de se obter as tais figurinhas. Aliás, após o investimento em alguns pacotinhos, o monte das repetidas já começa rapidamente a crescer…

Na tentativa de diminuir o bloco das repetidas e ganhar algo em troca, nota-se uma movimentação muito interessante entre as crianças e adolescentes.

Em épocas de relacionamentos virtuais, os jovens colecionadores sentem a necessidade e a alegria de encontrar-se uns com os outros e assim expandir o círculo de amizades, guiados pela esperança de conseguirem as figurinhas que tanto lhes fazem a cabeça.

Essa quebra no ciclo de comportamento é algo capaz de trazer aprendizados riquíssimos, tanto aos jovens como aos adultos envolvidos, mostrando as inúmeras possibilidades de soma ao redescobrirem a potência de se relacionarem uns com os outros, de forma real e colaborativa.

Nesse sentido, a troca das figurinhas, além de traduzir-se em um delicioso momento de recreação, tende a ser um bom exercício pautado na arte de sabermos nos relacionar. A regra nem sempre é a mesma, mas o princípio da equidade parece estar presente em todos os momentos: “te dou cinco figurinhas em troca de uma dourada” – apesar de numericamente não fazer sentido, o que estamos observando aí é uma relação onde a dupla sai satisfeita e o resultado final é de ganha-ganha!

Então vamos trocar figurinhas!!!

________________________________________________________________________________

 

A Burithi foi criada pelas amigas Cynthia, formada em direito e economia, e Carina, também formada em direito, com o objetivo de auxiliar pessoas a encontrarem um caminho conciliador para alcançar soluções, colocando fim a conflitos de ambas as partes em um relacionamento – seja ele escolar, empresarial, familiar etc.

 

 

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X Leia também:

"Sogra vs. Nora": afinal quem é a vítima ou a vilã? As 10 regras para melhorar o relacionamento!

15/05/18Ver a matéria   >>