10 desafios emocionais que toda mãe conhece

2 anos - 3 anos - 4 anos - Acima de 4 anos - Bebê - Cuidados especiais - De Mãe para Mãe - Fases - Pós-parto - Psicologia - Relacionamentos - Somos todas iguais08/01/17 By: Juliana Freire
(2) Comentários

 

Oi, moms!

Tudo bem?

Encontrei um texto perfeito no site O segredo e resolvi dividi-lo com vocês!

O texto mostra de forma simples algumas das principais preocupações que as mulheres se deparam depois que se tornam mães!

Acho super importante compartilhar com vocês textos do tipo “confessionário”, pois a maioria das mães vai ver que não está sozinha com seus sentimentos!

Vejam se concordam com os 10 desafios emocionais que toda mãe conhece:

 

Captura de Tela 2016-01-31 às 22.39.26

 

1. Não ser capaz de mandar a dor embora

O primeiro exame de sangue, a primeira vacina, a primeira febre, quando o pequeno cai e bate a cabeça, ou qualquer outra vez que nosso filho chora porque estava com dor. Dá vontade de pegar a dor para nós mesmas.

 

2. Estar constantemente preocupada

Desde a descoberta da gravidez já começamos a proteger o bebê. A gente se preocupa com o que come e até com a frequência dos chutes. Quando ele nasce, as preocupações não diminuem e, na verdade, aumentam. “Ele comeu o suficiente? Será que está com frio? Está dormindo bem?”. Como mãe, nunca estaremos livre das preocupações.

 

3. Perceber que você não é perfeita

Até que gostaríamos de poder nos gabar com 100% de veracidade sobre nossa perfeição com nossos filhos. Mas a verdade é que somos feitas de carne e osso, cometemos erros. E, na maioria das vezes, tentando acertar. A parte boa disso? Ninguém acerta em tudo, se alguém lhe contar esta velha lorota, desconfie.

 

4. Conviver com as incertezas

Você queria saber por que seu filho está chorando ou se recusando a comer. Se é o dente que dói ou a barriga. Se está fazendo a coisa certa… São tantas dúvidas! E aí recorremos aos livros, pais, avós, amigas… Normal!

 

5. Aprender a deixar os momentos passarem

Depois de amamentar pela última vez você ficou de coração partido? A maioria de nós. É difícil deixar as coisas passarem. Crianças crescem muito rápido e a cada etapa – como deixar na escola pela primeira vez, não pegar no colo toda hora, quando seu filho já sabe andar – tudo isso causa uma enorme nostalgia. Apesar da sensação de perda, a cada passo novo e cada coisa alcançada, seu coração vai se encher de orgulho.

 

6. Sentir que você perdeu o controle

Ah, que saudades dos dias em que acordávamos no nosso horário, quando os finais de semana eram feitos para passear ou descansar, e que encontrávamos com os amigos toda semana. Depois dos filhos nossa agenda deixa de nos pertencer. E não é porque estamos 24 horas por dia colados na criança, é porque mesmo quando estamos na nossa cama com um quarto de distância dela, pensamos nela – o tempo todo.

 

7. Entender que nem sempre você poderá estar junto

Enquanto ele ainda é um bebê sentimos que podemos tê-lo por perto quanto quisermos. Mas conforme ele vai crescendo, vai crescendo junto o medo de não podermos dar proteção em tempo integral. E isso não tem nada a ver com não deixarmos que as crianças cresçam, apenas que, às vezes, dá um aperto no peito por não estarmos lá para os momentos difíceis.

 

8. Chorar

A gente chora quando descobre que está grávida, chora quando dá à luz e ainda chora quando vê as fotos de recém-nascido e nota o quanto o bebê cresceu. Chora de alegria, de medo e de tristeza. A gente chora até na hora do parabéns! Mas, na maioria das vezes, as lágrimas caem porque ter um filho nos traz sentimentos mais profundos que imaginávamos que poderíamos ter.

 

9. Saber que muitos dos momentos podem ser os últimos

A última amamentação antes de desmame completo, o último engatinhar antes de começar a andar de vez, o último murmúrio antes de falar palavras compreensíveis, a última papinha antes de comida sólida. Seria ótimo se a gente soubesse cada vez que alguma coisa seria feita pela última vez, mas cada estágio tem seus momentos bonitos que substituem os que já foram.

 

10. Viver para sempre com um coração que bate fora do corpo

Esse deve ser o desafio mais difícil de todos, mas é o que dá aquela sensação de conexão mãe e filho que nada pode desfazer.

 

Fonte: O segredo

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comentários:10 desafios emocionais que toda mãe conhece
  1. Céu Mata

    O Cordão Umbilical invisível. Uma mãe pode ter pausas para tudo menos para ser mãe. Ser mãe não é para qualquer uma. Ser mãe e doar tempo é estar presente para tudo mesmo que o trabalho fique em segundo plano mesmo tendo a importância do sustento da família. Tudo pode parar menos o chamamento de um filho… Ser mãe é uma experiencia maravilhosa. Abdico de tudo menos de ser mãe. Só tenho pena não ser a super mulher para fazer tudo bem e satisfazer todos os caprichos as minhas crianças.

  2. Mitzi Hoss

    Não é fácil, emocionalmente falando, ser mãe. Hoje em dia entendo bem mais a minha mãe, embora ainda possua algumas críticas ao seu estilo de maternidade. Mas todo o resto é muito gostoso e tudo o que é difícil nos faz crescer.
    Meu site: http://www.mamaetrabalhadora.blogspot.com

X Leia também:

"Ser Mãe e Pai no século XXI” - Confira como foi o primeiro encontro do Programa Awake Kids 2017!

08/01/17Ver a matéria   >>