10 dicas para explicar a separação dos pais para os filhos

De Mãe para Mãe - Educação - Psicologia - Relacionamentos30/01/17 By: Juliana Freire
(3) Comentários

 

Olá, meninas, tudo bem?

No post de hoje vou falar de um assunto bem delicado na vida de qualquer família: a separação.

Recebemos muitos e-mails com solicitações de dicas e conselhos para auxiliar na forma de contar para os filhos essa importante decisão na vida dos pais!

 

Captura de Tela 2014-05-25 às 23.52.59

 

Há muitas dúvidas se se deve ou não falar para os filhos sobre a separação. Algumas mães tendem a dizer que o pai está viajando a negócios, ou dar alguma justificativa, acreditando assim evitar fazê-los sofrer. Negar o que se passa e mais ainda, o que se sente, pode gerar muitas sequelas. Pior ainda é dar espaço para que a criança saiba por outra pessoa sobre a separação dos pais, o que poderá provocar a sensação de ter sido traída, perdendo toda a confiança nos pais. Com certeza os filhos têm o direito de saber e o melhor caminho é sempre a verdade. O impacto gerado pela separação dos pais, se for bem conduzida, pode ser menos grave do que as consequências produzidas por uma família em conflitos.

Fiz então uma grande pesquisa em várias matérias que abordam este assunto e montei um resumão para as leitora do Just Real Moms, com as principais dicas para explicar a separação para os filhos.

 

Captura de Tela 2014-05-25 às 23.50.42

 

Seguem os 10 pontos mais importantes:

 

1- Converse francamente com seus filhos e explique a nova situação

É importante que a informação sobre a separação do casal seja dada aos filhos pelos pais e não por terceiros. Expliquem às crianças que papai e mamãe já não podem ou não desejam viver juntos e que, a partir de agora, viverão em casas diferentes. Quando decidir falar sobre o assunto, não assuma que elas conhecem o significado da palavra ‘divórcio’. Dê uma pequena explicação como: “divórcio significa que a mamãe e o papai vão passar a viver em casas diferentes, mas seremos sempre os seus pais e vamos sempre amá-los”

2- Não coloquem culpados para nova situação

Fale com seus filhos da realidade da separação, tendo o cuidado de não culpar ninguém. Assegure aos seus filhos que eles não têm nenhuma responsabilidade pelo o que ocorreu. As crianças precisam de honestidade e de uma razão para o  fato da mãe e o pai não viverem mais juntos. Se não lhes explicar isso, elas irão se culpar,  pensando que o pai ou a mãe saíram de casa porque elas choraram alto demais, por exemplo. Uma frase simples como: “a mamãe e o papai decidiram que é melhor não viverem juntos, mas ambos vão sempre amá-los” é um bom começo e tudo o que elas precisam ouvir. 

 

3- Explique como serão as visitas daqui para frente

As crianças necessitam de uma vida organizada e estruturada e as que estão passando por uma situação de divórcio ainda precisam de mais estrutura. Por isso, elas querem saber com antecedência se vão estar com a mãe ou com o pai. Uma boa ideia é a elaboração de um calendário, em um lugar visível, com todas as datas importante e em que casas estarão nesses dias.

 

4- Mantenha a rotina das crianças

Depois da separação, e dentro das possibilidades do casal, é importante que seja mantido o ambiente que rodeia as crianças, como escola, casa, bairro, amigos, pois isso poderá ajudá-las a darem continuidade às suas próprias vidas. E independente com quem fique a guarda das crianças, a presença constante por parte de quem se foi é imprescindível.

 

5- Cuidado para não criar expectativas de reconciliação

Explique claramente que o divórcio é definitivo. Que não existe a possibilidade de voltar atrás.

 

Captura de Tela 2014-05-25 às 23.50.23

 

6- O que não se deve fazer

Falar mal um do outro para os filhos: foi o relacionamento homem-mulher que acabou, mas o relacionamento pais-filhos vai se manter pela vida afora. Portanto, ambos devem respeitar o papel de pai e mãe.

Usar os filhos como espiões para saber da vida do outro: já que o relacionamento homem-mulher acabou, de que vai adiantar saber da vida do outro?

Fazer chantagens ou usar os filhos como moeda de troca: nunca dizer que o filho só sairá com o pai quando ele depositar a pensão, por exemplo.

Discutir na frente dos filhos: qualquer discussão entre o ex-casal deve acontecer longe deles.

Tirar a autoridade do ex-marido ou da ex-esposa: se a mãe disse que o filho está de castigo, o pai deve manter o castigo mesmo que não concorde com ele. Se o pai disse que o filho não vai àquela determinada festa por um motivo X, a mãe deve acatar a ordem, mesmo discordando dela. Os filhos precisam desta coesão entre ambos para aprender a ter limites.

 

7- Cuidado ao apresentar um novo namorado(a)

No caso de um (ou os dois) começar a sair com outra pessoa, tenha em conta que as crianças demoram a se acostumar com essas novas situações e, por isso, devem ser respeitados os seus sentimentos. Perceba se seu filho já está pronto para essa apresentação, controle sua ansiedade e espere alguns meses até que a apresentação possa ser feita de maneira natural. Pais que amam seus filhos desejam o melhor para eles, e o mesmo acontece com os filhos, que também desejam que seus pais sejam felizes!

 

8- Nunca impeça seu filho de ver a outra parte que não ficou com a guarda

A guarda deve ficar com quem tiver melhor estrutura emocional para criar as crianças. Lembre-se de que acima de 12 anos elas têm o direito de escolha perante à Justiça. Os filhos necessitam do pai e da mãe. Para eles, o pai e a mãe são únicos e insubstituíveisOs filhos seguirão aprendendo do seu comportamento. Porte-se bem. Se o que você quer é respeito, respeite seu filho.

 

9 -O casamento pode ser maravilhoso

As crianças devem entender que só porque o casamento dos seus pais não deram certo, isso não significa que todos os casamentos fracassam. O casamento é uma união sagrada entre duas pessoas que amam e respeitam um ao outro. Claro, não há garantias para um casamento bem sucedido. Mas as  situações não são sempre as mesmas, e a história não precisa se ​​repetir.

 

10. A vida continua

As crianças vão sobreviver ao divórcio, assim como seus pais. Mudar é difícil, mas também inevitável. O divórcio pode vir a ser uma experiência positiva para todos os envolvidos, proporcionando uma segunda chance de uma vida nova e melhor.

 

Captura de Tela 2014-05-25 às 23.50.09

 

Passo a Passo : Ao conversar com os filhos sobre a separação é importante se lembrar de algumas regras básicas:

– explicar o motivo da separação;

– informar quando e como será;

– explicar o que acontecerá com eles, ouvindo sempre seus desejos;

– ouvir todos seus sentimentos, dúvidas e medos e tranquilizá-los;

– reforçar o fato de que o casal está se separando, mas que continuam sendo pai e mãe;

– lembrar-lhes sempre o quanto são amados.

 

Fonte: Guia Infantil , ABCdo bebe , Clicfilhos , Vyaestelar, Saúde

Conteúdo exclusivo do site Just Real Moms. 
Categoria: Gravidez, maternidade, blog de mãe, blog para mãe, dicas de mãe, dicas para grávidas, dicas de maternidade.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 Comentários:10 dicas para explicar a separação dos pais para os filhos
  1. Gisele

    Gostei dessa matéria e terei que me corrigir em alguns itens… ato principalmente sobre o fato de criticar o caráter do pai para elas, pois pelo fato de ter escolhido mudar de cidade com elas dificulta muito o contato delas com ele… mas infelizmente a mudança foi necessária e viemos morar a 360 km de distância de onde morávamos, elas são compreensivas graças a Deus, mas sinto que elas são muito carentes de uma presença paterna e esta situação as vezes me entristece muito, pois quero o melhor para elas sempre

  2. Maria

    Olà , antes de mais quero parabenizar pelo vosso site, teem me ajudado e muito com as vossa dicas e conselhos. Uma duvida que fiquei agora è sobre a separacao dos pais perante a que idade podemos ter com os filhos? Por exemplo, sou separada ha dois anos,e minha filha vai fazer 7 anos e ainda ela nao sabe da minha Boca, mas desconfio possa ter apercebido, e eu vivo no paìs e o pai vive noutro, vai fazer quase 1 ano que o pai nao veio visita-la e bem a filha pergunta mais, apesar k falam sempre ao telefone.e nao posso sair do pais para visitar o pai porque esta a fazer vinganca metendo a filha no meio .pois nao sei Como dizer a filha ate agora desta separacao. Podiam ajudar me?

  3. Lia Moraes

    Para as crianças cujos pais já separaram sugiro o livro infantil DUAS CASAS E UMA MOCHILA de Sônia Mendes.

X Leia também: