10 coisas que uma mãe de filho único mais ouve!

De Mãe para Mãe12/02/18 By: Renata Pires
(92) Comentários

 

Oi, meninas!

 

Uma amiga está pensando seriamente em “fechar a fábrica” e ela tem apenas um filho. Porém, as pessoas a julgam muito e isso está a deixando um pouco insegura com relação à esta decisão!

 

 

unico3

 

 

Particularmente, não sei como deve ser passar por esse tipo de dúvida, pois no meu caso vieram logo dois de uma vez! Meus gêmeos sempre tiveram que dividir tudo um com o outro, desde que estavam dentro da barriga… Entendo, porém, que essa é uma escolha complexa e que a decisão do casal precisa ser muito bem pensada e tomada de comum acordo.

 

Para ajudar as milhares de mamães que vivem esse dilema, resolvi fazer um post com as 10 coisas que uma mãe de filho único mais ouve, para tentar colocar os prós e contras de uma decisão tão importante!

 

 

unico2

 

 

1) “E o próximo, quando vem?”

 

É impressionante como as pessoas gostam de falar sobre o futuro: quando você namora é: “Quando você vai casar?”; quando você casa, logo vem: “E aí? Quando vai engravidar?”; daí você engravida e tem o primeiro filho e então: “E o próximo? Quando vem?”… Gente, dá um tempo com esses tipos de perguntas!! Quando eu estava tentando engravidar e não conseguia, me perguntavam esse tipo de coisa e eu ficava super chateada!! Porém, quando eu estava irritada, respondia: “Quando Deus quiser, eu estou tentando!” A pessoa ficava com tanta cara de vergonha que dava vontade de rir! Quem fala o que quer, muitas vezes, ouve o que não quer! Ninguém sabe o que o outro está passando! #ficaadica

 

 

2) “Você só vai ter UM filho??? Tadinho, você não tem dó?”

 

Quem tem irmãos, adora e coisa e tal… Eu tenho três irmãos homens que são minhas paixões, mas é claro que, como toda mulher, eu gostaria de ter tido uma irmã! A gente sempre quer mais alguma coisinha… Rsrs!

 

Não tenho dó de filho único, não… Poxa, ele tem a atenção da casa inteira só pra ele! Pai e mãe em tempo integral com olhos voltados só para ele! Isso meus filhos não tiveram e é claro que já fiquei com dó. Tudo tem seu lado bom e seu lado ruim. Difícil mesmo é driblar a patrulha social

 

 

3) “Xiii, ele vai ser mimado e egoísta!”

 

Tá aí uma frase que eu discordo… Os filhos únicos são vistos dessa forma por terem excesso de atenção dos pais e de não “precisarem” dividir nada. O que conta, em minha opinião, é a criação e a educação e não quem tem mais irmãos.

 

Mas as atuais notícias mostram que o patinho feio virou cisne: especialistas afirmam que reinar soberano entre pai e mãe não torna a pessoa necessariamente complicada. Ao contrário, tende a garantir adultos mais bem formados e inteligentes. A pesquisadora americana Judith Blake, por exemplo, concluiu em seu livro “Family Size and Acheivement” que os filhos únicos têm melhor desempenho escolar e se tornam adultos mais bem-sucedidos profissionalmente do que as crianças criadas em famílias grandes.

 

 

4) “Quando ele for maior, vai culpar você por não ter dado um irmãozinho”

 

Provavelmente, em algum momento de birra, isso vai ocorrer. As crianças com irmãos, porém, jogarão algum outro tipo de carga em cima de você. Se realmente a mulher e o marido optaram por ter filho único e a criança começar a pedir por um irmãozinho, cabe aos pais dizerem a verdade, que quando pensaram em formar uma família, imaginaram exatamente como está: pai, mãe e filho.

 

“Os pais têm o direito de decidir quantos filhos vão ter. Basta apenas que arquem com as responsabilidades naturais desse ato e usem dois elementos básicos: equilíbrio e bom senso”, afirma a mestre em Educação, Tânia Zagury. Agindo assim, as chances de se criar pessoas saudáveis são muito maiores. Cabe aqui a velha máxima, tão usada na educação dos filhos, da qualidade em prol da quantidade.

 

 

5) “Mas quando você e seu marido morrerem…”

 

Melhor nem terminar a frase… As pessoas não sabem nem o que vai acontecer amanhã e já querem falar sobre o que vai acontecer daqui, a pelo menos, 50 anos!!! Até lá, o filho único já estará casado, com filho (ou filhos), praticamente tendo netos já!!!!!!!!

 

 

6) “Ah, mas espera até ele fazer uns 7 anos… Você vai ficar com vontade de ter mais um!”

 

Uma boa resposta nesse caso é: “Caso essa vontade realmente apareça entre mim e meu marido, tentarei mais um!” Simples assim!

 

 

7) “Existe algo positivo em ter apenas um filho?”

 

Por um lado, para as famílias supõe-se a metade de preocupações e a metade de gastos. Além disso, é possível ocupar-se melhor do filho e dar-lhe mais oportunidades e facilidades na vida. Existem especialistas que afirmam que os filhos únicos possuem mais capacidade para serem vencedores na vida. Consideram que a criança vive com uma carga menor de ansiedade porque não tem que disputar o espaço nem a atenção dos seus pais. O que pode ser incoveniente porque a criança não aprende a compartilhar.

 

 

8) “Ele não se sente sozinho?”

 

O filho único pode, sim, se sentir mais sozinho do que se tivesse irmãos, porém, os pais podem compensar isso de outras maneiras, principalmente encorajando o convívio social. Chamar os amiguinhos para irem em casa e incentivá-lo a fazer e manter amizades é fundamental para o desenvolvimento do filho único!

 

 

9) “Eu sei, dá trabalho educar os filhos, né? Por isso você não quer ter mais um!”

 

A vocação de mãe não está em questão!! Dá trabalho cuidar de um, de dois, de dez filhos! Cada cenário tem seus desafios. Qualquer escolha de vida, tem suas dificuldades! Antes de fazer observações como esta, tente entender a situação dos pais que, muitas vezes não conseguem, não podem ou simplesmente não querem ter um segundo filho!

 

 

10) “A escolha é sua!”

 

Tudo na vida tem prós e contras, aceitações e renúncias. Nunca vamos agradar gregos e troianos ao mesmo tempo. A questão fundamental é o casal estar seguro e de acordo com a opção desejada. O intuito desse post não é levantar a bandeira do filho único (até porque eu realmente amo ter irmãos e me sinto muito feliz e tranquila sabendo que meus filhos têm um ao outro), mas sim confortar as mães que tem esse desejo e se sentem pressionadas pelos rótulos da sociedade. A escolha é do marido e da mulher… E de mais ninguém! Cada um tem que ser feliz do jeito que escolher!

 

E, se vocês decidiram ter apenas um filho, atentem-se para algumas sugestões de especialistas

 

– Não faça todas as vontades de seu filho. Discuta, negocie, imponha limites.

– Favoreça o contato com outras crianças da mesma idade, seja na escolinha, seja no parque do prédio.

– Não faça de seu filho único um pequeno adulto. Só porque ele não tem crianças com quem brincar dentro de casa, não significa que tenha de estar sempre na companhia de adultos.

– Estimule situações nas quais seu filho tenha que dividir brinquedos ou lanches. Mostre a ele que não é o dono de tudo e sempre o centro das atenções.

– Não o sobrecarregue com cobranças de qualquer natureza. Aprenda a lidar com os medos e expectativas decorrentes da escolha de ter apenas um filho.

– Não se sinta culpada por não ter dado um irmão a seu filho. Pense nas oportunidades que ele terá justamente por ser filho único.

 

 

unico1

 

Fontes: Isto é / Coisas da Vida / Guia Infantil / Minha mãe que disse

 

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

92 Comentários:10 coisas que uma mãe de filho único mais ouve!
  1. Renata

    Amei Re!!! Ainda mais sabendo que a introdução é tipo uma dedicatória!!!
    É o que vc falou, a decisão é do casal, e de mais ninguém!!
    Bjs
    Re

    • Renata

      Reeee, foi totalmente dedicado à você!!!! A escolha é de vocês! Não escutem muitos pitacos, decidam pelo que vocês querem!!! E dê tempo ao tempo… às vezes, mais pra frente, bate a vontade novamente!! Mil Bjss Rezinha!!

  2. Juliana

    Muito bem dito Rê, adorei o post. Cada casal toma a decisão que achar melhor e ninguém tem nada com isto! Oh mania de dar pitaco né.. Bjs

    • Renata

      Oi Ju!!! Tô demorando para responder pq não estou conseguindo aqui de Las Vegas!!! Exatamente! Cada um decide o que quer da própria vida!!! Mil Bjss querida!!

  3. Cláudia

    Oi Renata!! Ainda não tenho filhos, mas estou na fase do “estamos tentando” e, por isso, nunca deixo de dar uma passada por aqui e ir me acostumando com esse mundo!! Sempre pensei em ter mais de um filho (“se Deus quiser!!!”), mas tb sempre respeitei quem opta por ficar no primeiro. No entanto, há 10 dias passei pelo pior momento da minha vida: perdi minha mãe em um acidente de carro, e isso me fez ter mais certeza ainda da importância dos irmãos. Aqui no post inclusive vc fala sobre quando os pais morrerem e, realmente, não sabemos quando isso vai acontecer… de um dia para outro sua vida pode mudar completamente. E por isso afirmo, com toda certeza, meus irmãos (tenho um irmão e uma irmã) sempre foram essenciais na minha vida e neste momento estão sendo fundamentais; se não estivéssemos juntos certamente a dor seria muito maior. Por isso, daqui pra frente meu conselho sempre será: se puder, tenha mais de um filho!!! Desculpa me alongar, talvez esteja usando esse espaço para desabafar um pouquinho… mas, infelizmente, a vida é uma caixinha de surpresas e sempre pensamos no lado prático ou bom dela, esquecendo os momentos ruins que podem acontecer, mas se tivermos pessoas tão próximas como nossos irmãos ao nosso lado tudo ficará mais fácil!! Parabéns pelo blog!! Bjoss

    • Renata

      Oi Cláudia!! Sem bem como é esta fase e o post da próxima segunda-feira é para quem está tentando engravidar!! Que triste Clau!!! Não sei nem o que te dizer! Isso não devia acontecer nunca né? Como você está???? Eu tenho três irmãos que são tudo pra mim também e, tenho certeza absoluta, que nesses momentos tristes e horríveis todos se unem! Mas, às vezes, as pessoas não podem até financeiramente dar conta de mais um filho…. E neste caso, acho realmente que a pessoa faz o que pode né? Você pode escrever o que quiser aqui!! Estamos aqui para isso, para trocar experências, bater um papo, dar opiniões e até desabafar! Fique bem querida, e volte sempre aqui! Mil Bjss e obrigada!

  4. Luana

    Adorei agora ja sei todas as respostas q vou dar qdo me pentelharem! rs bjo

    • Renata

      Oi Luana!! Ahahaha, imprime e destribui! Ou, melhor, copia o link e manda por email!! Mil Bjss

  5. Vania

    Descobri o site hoje e adorei!
    Quanta ansiedade o povo tem, não é mesmo? E sempre pela vida alheia, kkk!
    Beijos e saiba que foi uma delicinha descobrir o justralmoms!

    • Renata

      Oi Vania!! Que bom!!! MUITO bem vinda!!!Espero tê-la sempre aqui com a gente! Mil Bjss

  6. roberta

    Adorei a matéria…..as pessoas dão palpites pq não sabem o q se passa no nosso interior e a dor q causam qdo questionam a nossa decisão…..se teve a curiosidade de perguntar, apenas, por favor, ouçam a resposta…..questionamentos, é p quem pede……

    • Renata

      Oi Roberta! Que bom! Muito obrigada! Vc tem toda razão, se apessoa teve a coragem de perguntar, tem que ter peito para saber ouvir a resposta também! Mil Bjss querida

  7. Camila

    Adorei! Sou filha única e passei minha vida toda sendo rotulada mas as pessoas não sabem que nem sempre ter um único filho é uma escolha! Eu amo não ter irmãos e nunca pedi isso ao meus pais você simplesmente se acostuma! Odeio essa hipocrisia de que a família perfeita ou ideal tem que ser grande!! Sou muito grata pela educação e carinho que recebo até hoje dos meus pais e quero ter muitos filhos sim, mas não por achar que ser filho único é ruim!

    • Renata

      Oi Camila! Vc tem toda razão! Cada um sabe o que é melhor pra sua vida! Ainda bem que vc é esclarecida e não dá ouvidos para essas pessoas que rotulam! Mil bjss e parabéns!

  8. Alessandra

    Adorei … na minha casa eu,meu marido e minha filha não queremos mas filho e minha filha não quer irmão ou irmã …Eu tive problema de saúde no final da gravidez ,e me sinto muito bem tendo só minha filha.. vim de uma família de muitos irmãos e tenho q saber conviver com a diferença de tds.. bjs fique com Deus

    • Renata

      Oi Alessandra! Adorei seu comentário! É isso aí!!! Cada um cuida da sua vida e sabe o que é melhor pra ela, não é mesmo? Mil Bjss

  9. Tatiane

    Amei… tenho apenas uma filha de dois anos e oito meses, eu e meu esposo decidimos ficar apenas com ela, contudo o povo e principalmente parentes estão me atormentando demaaaaaais, é muito chato!

    Muitíssimo obrigada por este post!

    bjs.

    • Renata

      Oi Tatiane! Você e seu marido são os únicos que podem tomar essa decisão! Não ligue para o que os outros falam! O importante é estar segura na sua decisão! E se te atormentarem mais, mande o link desse post por email! Rsrs! Mil Bjss querida!

  10. Liliana

    E quando se decidi ter o segundo filho e não se consegue…. mas tem que se ouvir todas estas questões!
    Infelizmente é o meu casoi… tenho apenas um filho de 4 anos, o meu marido sempre quis só um…. e eu estive a tentar convecê-lo para termos o segundo (assim como toda a familia pergunta).
    O problema é que descobri q não posso ter mais e fiquei de rastos…. mas tenho que continuar a ouvir todas essas questões e repostas de pessoas….
    Se opto por dizer que não posso há pessoa q ainda me fazem sentir pior….
    Se não digo nada … tb o fazem…
    Foi só um desbafo… penso que deve existir mais pessoas como eu… q queriam o 2 mas por inumeras questões não podem,….
    bjs

    bjs.

    • Susana

      Liliana acho que tudo é uma questao de sabermos q fizemos o q pudermos. Nao ligue aos comentarios das pessoas, o segredo de ser feliz é filtrar aquilo que ouvimos 🙂

      • Renata

        Concordo com vc Susana! Mil Bjss

    • Renata

      Liliana, querida! Muito chato mesmo! Mas pelo menos você já tem seu bem maior, que é seu filho único! Que vai ser paparicado sempre e vai amar!!! Rsrs! Mil Bjss e nnao ligue para o que os outros dizem!

  11. Susana

    Sinceramente acho que o casal deve sempre pesar tb a opiniao da criança. Eu sou filha unica e hoje, com 27 anos, ainda me sinto triste quando penso no assunto porque era uma coisa que eu queria mesmo mt mt mt, um irmao/irma, desde os meus 5 anos e ate a idade adulta. Enfim…acho que nao é so uma decisao dos pais nao, o “filho unico” tb deveria ter uma palavra a dar.

    • Renata

      Oi Susana! Muito relevante seu ponto! Obrigada por compartilhar! Mil Bjss

    • Raquel

      Oi Susana, tudo bem? Sim devemos pesar tudo em questão…se o casal tem condições financeiras pra criar mais um filho, condições psicológicas também (porque do nascimento até os 3 anos não é um mar de rosas como muitas dizem, na verdade é a fase mais complicada antes da adolescência),se o casal simplesmente não quer ter outro, e por último a opinião da criança, por último justamente por ela não estar familiarizada com essa problemática do mundo adulto. Eu pedia muito um irmão aos meus pais e quando ele nasceu, eu quase o matei com um travesseiro no berço e pedia para devolvê-lo, devemos lembrar que um irmão não será um brinquedo para distrair seu filho mais velho, ele é um humano que precisará de atenção ou até mais atenção do que o 1º filho recebeu. Eu como pedagoga e mãe de uma filha linda de 3 anos, digo que há muitos meios de suprir essa necessidade de irmãos se o casal não optou por uma família grande. E seus pais a educaram muito bem na minha opinião, começando por não fazer todas as suas vontades, como a de ter um irmão/irmã. Beijos

  12. Alexandra

    Tudo tem os dois lados….e se as pessoas q perderem a mãe ou o pai forem 3 crianças???? p 3 adultos é mai fácil,mas o contrário seria bem mais difícil. Tenho 1 filha,7 anos, e estou muito satisfeita,se vier outro realmente será da vontade de Deus e eu o aceitarei. Até pq minha filha tem um ” meio irmão” mais velho q p ela já tá de bom tamanho…rsrsrs
    Aos 4/5 anos ela começou a pedir um irmaozinho…bati a real p ela dizendo o q a mamãe teria q fazer c o irmãozinho enquanto bebê,os cuidados,a atenção enfim, ela desistiu rapidinho! temos q ser realistas afinal o irmaozinho não vai chegar c a mesma idade dela pronto p brincar,né?!

  13. Ju

    Tenho 1 filho e tive problema na gravidez, nós dois corremos risco, ele teve que nascer prematuro com 35s, e não penso em ter mais filhos, pq a chance de desenvolver a doença é de 80% em outra gestação. Mas as pessoas não entendem, só quem passa por isso, né? Mas quem sabe daqui uns 5 anos, pq dizem que depois que passa, a gente nem lembra…rsrs Mas vamos ver se vou ter coragem, arriscar ou não arriscar, eis a questão. Adotar então, quem sabe, pode ser uma saída (no meu caso). Bjs

    • Renata

      Oi Ju! Não liga para o que as pessoas acham! Vc sabe da sua situação! E os médicos poderão te direcionar da melhor forma! Mil Bjss querida

  14. Tânia

    Sou mãe de filha única. Ouvi as pessoas falarem exatamente isso. Não me arrependo porque foi a escolha certa. Minha filha nunca foi mimada. Nunca foi egoista. Pelo contrário, até hoje dá, divide e se sente bem assim. Claro que durante uns tempos ela queria um irmão(ã), mas hoje aceita numa boa. Acho que o casal tem todo direito de escolher quanto filhos quer ter. Se tivesse que começar de novo faria exatamente a mesma coisa. O que os pais de filho único precisa saber e fazer, é, educar , dar responsabilidades e amor.

    • Renata

      Oi Tânia! Exatamente! O casal que deve tomar esta decisão e não as outras pessoas! Muito bom ver pessoas bem resolvidas como vc! Mil Bjss

  15. Renato M

    Tem o lado do filho também, a coisa que eu mais ouço é um diálogo assim:
    Pessoa: você tem quantos irmãos?
    Eu: nenhum.
    Pessoa: nenhum??? Mas e quantas irmãs??
    Eu: nenhuma!
    Pessoa: mas então você é filho único??!!
    Eu: ….

    Não suporto mais isso… São mais de 30 anos tendo que encarar esse diálogo.

    • Renata

      Aahahahah Renato! Dei risada com seu comentário! Deve ser exatamente assim mesmo!! Rsrs! Bjsss

  16. Gesy

    E assim mesmo! adorei…tenho so um filho de 09 anos e nao pretendo ter outro, e vivo esse dilema. Tem mais uma q ouço muito e ODEIO: Quem tem um , nao tem nenhum….afff!

    • Renata

      Oi Gesy! Não acredito que as pessoas falam essa frase! Que sem noção!!!! Não liga pra essas pessoas!!!! Mil Bjss querida

  17. Ana Paula Arouche

    Sensacional!! Tenho só uma filha e já puvi as coisas mais absurdas do mundo como: “E se um dua ela morrer vc vai ficar sem nenhum filho??” Como assim, quem pensa em coisas desse tipo??? Adorei o qe escreveu, principalmente por vir de uma pessoa que tem dois filhos e sabe entender e respeitar a opção de cada um!!! Parabéns e obrigada, vou compartilhar!!!!

    • Renata

      Oi Ana Paula! Gente, é muito pior do que eu pensava! As pessoas estão loucas de falar uma coisa dessas pra uma mãe??? Que horror! Nnao liga, essas pessoas devem ter algum problema, só pode!!! Rsrs!! Mil Bjss e obrigada!!!

  18. patricia

    Gostei das orientações, mas escuto mt meu marido dizer q vai continuar fazendo tds as vontades do nosso filho, só pq se sente mais experiente do q eu pq teve mais dois filhos do primeiro casamento. Ele diz isso sempre, mas se esquece q não conviveu c as crianças ate os 4 anos da filha mais nova e algumas fases ele não viu. Enfim às vezes me sinto insegura c esta declaração sobre a educação do nosso filho! um abraço, Patricia

    • Renata

      É importante que você e seu marido conversem para chegarem a um acordo sobre a criação, Patricia. Você, com certeza, vai ficar muito mais segura depois disso.
      Bjss

    • Renata

      Oi Patricia! Tenta conversar com ele! Sei que deve ser difícil, mas é super importante os pais estarem alinhados na educação dos filhos! Mil Bjss e boa sorte!

  19. Alice

    Oi Re, acompanho o blog a algum tempo mas nunca comentei nada, sou mamãe de primeira viagem, contabilizando 18 semanas de gestação amanhã, e somente eu sei o que estou passando nessa gravidez, e quando digo que possivelmente ele será filho único sou quase pega pra Cristo, chamada de egoísta e insensível, que meu filho irá sentir falta de um irmão. E o que eu sempre digo é: Com tantas crianças precisando ser amadas, se ele quiser um irmão eu irei adotar com o maior prazer. Tenho irmãos de criação e os amo da mesma forma que os de sangue, ou seja, eu não preciso estar fértil pra dar um irmão ao meu filho no futuro.

    • Renata

      Oi Alice! Que delícia! Parabéns pelo baby!! Uma coisa de cada vez né? Você ainda está grávida do primeiro e querem te arrumar um segundo? Acho q esta, é uma boa resposta para quando pegarem no seu pé! Cada um sabe o que faz da própria vida, ninguém pode julgar! Mil Bjss e boa sorte!! Obrigada pelo carinho <3

  20. barbara

    Voilá!

    • Renata

      ;)!!!

  21. Mariana

    Sou filha única, adoro, tive um filho e fechei a fabrica. Quando as pessoas vem com essa de ‘proximo’, digo curta e grossa: onde um come pudim, dois comem gelatina. Pra dar o padrao e qualidade que quero, só tenho condiçao com um.
    Se alguem retryca, pergunto se vai ajudar a pagar fralda, escola, viagem, inglês…

    • Renata

      É isso aí Mariana! Cada um toma a decisão na sua própria vida e ninguém (apenas o marido) tem a ver com isso! Mil Bjss

  22. Eduarda

    Sou filha única e algo que sempre escuto outras pessoas falarem para meus pais é que “quem tem um filho não tem nenhum, pois filho único não conta.”
    Porém, basta olhar pelo lado financeiro, para começo de conversa, para perceber que um filho apenas, conta sim, e bastante!
    Totalmente desnecessário este tipo de comentário.

    • Renata

      Oi Eduarda! Como assim um filho não conta??? As pessoas estão ficando doidas mesmo! Mil Bjss

  23. Marcella

    Eu vivo uma situação que a minha filha tem dois irmãos mas ao mesmo tempo é filha única. Meu marido tem 2 filhos do primeiro casamento, de 8 e 5 anos. Eles amam a irmã (minha filha tem 6 meses) e ela tb ama eles. Mas eles não passam tanto tempo juntos e a educação dada é diferente. Sigo as regras da mãe deles pois acho que isso é importante, apesar de na minha casa ter outras regras, mais rígidas um pouco. Enfim, claramente eles terão educação um pouco diferente. Nem certo e nem errado, apenas diferente. Então além desse ponto eu fico me questionando o quanto a minha filha poderá contar com os irmãos. Eles com certeza sempre terão um ao outro. E a pequena? Por isso ao mesmo tempo que ela tem irmãos ela é filha única. Dá pra entender ou eu to viajando? Escuto muito as questões colocadas aqui em cima, pq eu só tenho 1, meu marido que tem 2. Bjokas

    • Renata

      Oi Marcella! Tenho dois irmãos do segundo casamento do meu pai e eles são meus irmãos igual ao de pai e mãe! A gente se AMA e estamos sempre juntos! A educação dada foi totalmente diferente e acho que vc deve seguir o que acha melhor pra sua filha! E deixa que a educação deles, seu marido e a mãe dele cuidam! Essa é minha opinião! AMO a mulher do meu pai, me dou muitíssimo bem com ela, acho q pq ela nunca se meteu muito e, ao mesmo tempo, minha mãe e meu pai sempre deixaram claro que as regras da casa de onde estaríamos era o q devíamos seguir! Espero ter ajudado!! E, Ah! Ela não é filha única, irmãos são sempre irmãos! Mil Bjss

      • Marcella

        Espero muito que eles sejam muito unidos mesmo. Estamos fazendo força pra isso.
        Gosto muito dos meus enteados e me dou super bem com a ex mulher do meu marido.
        O tema é complexo e delicado, por que ao mesmo tempo que não são meus filhos quando estão na minha casa gosto que respeitem as minhas regras, sendo elas iguais ou diferentes da casa da mãe deles.
        Aliás seria legal se vcs pudessem fazer um post sobre essa relação de pais separados, filhos de segundo casamento, etc… Posso ajudar com algumas questões que nos rondam (as mães do segundo casamento dos papais). Bjokas

  24. luciana

    Olá… Só vi hoje seu face e este post ( não sei se posso falar assim), gostei muito me confortou um pouco já que terei somente um filho e não foi por opção. Não sei acho q Deus quis assim. Obrigada.

    • Renata

      Oi Luciana! Que bom que te ajudamos de alguma forma! Mil Bjss querida

  25. Vilma

    Tenho 1 filho e por isso me senti mais confortel ao ler estas orientaçoes.

  26. debora

    e assim eu tive o meu primeiro filho e nao queria mais ele tinha 4 anos quando comecei a perceber que ele percisava de companhia quem podesse partilhar as coisas quem podesse brincar com ele,porque ele era muinto calado brincava com legos sentado no cantinho do quarto se fosse brincar com ele,ele dizia mama pork eu nao tenho mano(a) os meus amigos tem manos(A) na escola ele tava a fazer a mesma coisa a brincar sozinho arrumar as coisas sozinho foi quando decidy ter mais um e digo vesse uma grande defirensa a personalidade dele mudou bastante agora tenho tres dois meninos e uma menina da trabalho mas digo compensa

  27. Fernanda

    Oi gente, gostei muito do post. Minha filha tem só 5 meses e eu já estou praticamente decidida a ficar só com ela. Quando digo isso a primeira coisa que ouço é: ah, vc ainda está traumatizada com o trabalho que dá, daqui há pouco vc esquece tudo e vai querer outro. Ok, pode acontecer. Mas acho MUITO difícil. Ela não dá trabalho nenhum, não teve cólica, dorme a noite inteira desde sempre e é só sorrisos. Mesmo assim, não quero outro! Estou curtindo muito ser mãe, mas também amo minha vida a dois com meu marido. Amo ter tempo pra nós, AMO viajar, sair, comer fora, passear. Continuar fazendo tudo isso com um filho só é beeem mais fácil do que com dois, simples assim. Sempre tem uma tia, avó, amiga que se dispõe a ficar com a criança..com duas não é bem assim! Vou ter que colocar nossa vida de casal bem mais de lado, não quero isso! Além disso, sou muito preguiçosa, disposição física pra fazer tuuudo de novo? Duvido que eu tenha….e ah, no meu caso, tenho percebido que quem mais cobra o segundo filho são as mães que “se ferraram” tendo o segundo, enlouqueceram, não conseguiram mais dar conta de nada e piraram. Aí parece que querem que todas paguem o mesmo preço que elas pagam…é o que me parece. As que levam numa boa os dois filhos, não me cobram nada, impressionante. rs Portanto, minha firme decisão (até o momento) é parar no primeiro. beijos

  28. juliana

    Pra mim, o motivo mais forte pelo qual eu só quero um filho é por morar no brasil, um pais onde a educação está cada vez mais cara. Prefiro dar uma no educação para ele do que ter foi e dar uma não tão boa. Minha mãe me criou bem e quero poder fazer o mesmo pelo meu filho. E outra, essa decisão cabe somente ao casal. Mania péssima essa que o povo tem de se meter.

  29. juliana

    Pra mim, o motivo mais forte pelo qual eu só quero um filho é por morar no Brasil, um pais onde a educação está cada vez mais cara. Prefiro dar uma boa educação para ele do que ter dois e dar uma não tão boa. Minha mãe me criou bem e quero poder fazer o mesmo pelo meu filho. E outra, essa decisão cabe somente ao casal. Mania péssima essa que o povo tem de se meter.

  30. Bárbara conte

    Oi Renata,
    Parabéns pelo lindo texto. Sou mae de um rapaz de 21 anos que é exatamente como você descreveu. É muito amoroso, super responsável, muito inteligente, um ser humano muito querido.
    Tem milhares de amigos e onde chega faz amizade.
    Todas as pessoas tem características próprias independente do nr de irmaos. Nossos
    Filhos tendem a ser pessoas como nós, com nossos valores e carater.
    Então recomendo para as mães de filkgo único ou não que criem seus filhos
    Com o coração. Com amor, respeito e carinho e eles serão seres humanos
    Especiais.
    Parabens para todas as mães e para a Renata.

  31. Francine

    Eu sou mãe de um filho só e por um tempo a opinião das pessoas me incomodava um pouco. Já ouvi todas as frases que vc colocou e muitas mais. Hoje estou muito bem resolvida com a minha opção de ter apenas um filho e sei que para minha família, essa é a melhor alternativa. Meu filho passa bem longe de ser uma criança mimada. Tem toda atenção sim, mas também todo limite que uma criança precisa. Já muitos filhos com vários irmãos sem limites e reizinhos por ai. A educação é o que mais importa!

    • Lídia

      Ola Francine, amei o post, me ajudou muitoooo. Vou ” fechar a fábrica” e estava me sentindo até um pouco mal com tantas cobranças. No nosso caso queriamos muito uma nova gestação, mais não podemos arriscar, há um risco muito grande para mim e para o bebê.

  32. Giselle

    Esse post me esclareceu muitas dúvidas, mas ainda não consegui acalmar meu coração… Eu tenho um filho de 7 anos, só que até hoje não me esqueci dos “perrengues” que passei na gravidez e nos primeiros anos… Por mim, não teria outro filho, assim como li em um comentário aqui, gosto demais do meu casamento, de ter tempo para sair e etc. Além de não ser muito paciente… Porém quando vejo meu filho brincando sozinho, conversando com seu bbicho de pelúcia, me parte o coração e fico pensando se não valeria a pena enfrentar alguns anos de cuidados com bebê para dar a ele a companhia de um(a) irmão(ã). Simplesmente não sei o que fazer… Socorro!!!!

  33. ludmilla

    Achei super seu texto, sou filha unica e tenho uma filha e nao quero mais filhos. Gosto de ser filha unica e nunca cobrei meus pais por um irmao, espero que minha filha tbm nao me cobre, acho uma loucura varios filhos hj. Mais eh a opiniao de cada um.

  34. Luciana

    Nossa! Imprecionante como me identifiquei com essa pesquisa eu já pensava assim e isso só serviu para confirmar minha opinião.Obrigada!

  35. Débora

    Adorei, porque está foi a minha decisão e do meu marido. Porém sempre escuto algo contra. Mas penso que nós é sabemos. Minha família e uma amiga já de idade e mãe de filho único nos apoiam. Mas sempre aparece alguém falando uma das opções acima. Nossa gostei demais. Um forte abraço!

  36. Denise

    Escuto isso direto…. é incrível a capacidade das pessoas se intrometerem nesses assuntos…..até de quem não tem filho, não sabe como educar… e ainda fala: – Não tenho filho, mas se tivesse teria mais de um….

  37. Alessandra

    Gostei bastante do texto..tb sou mae de uma filha so e adoro….quando ela era menor escutava mais e aprendi naturalmente a ignorar estes palpites…tomei a liberdade de compartilhar seu texto no face da minha loja (Alegra Bebe) para minhas clientes e outros pais…abcs

  38. Flávia Simião

    Oi!Tudo bem?
    Sou mãe de filho único e graças à Deus meu filho está se tornando um adulto sem complexos.Meu Gabriel está c 16a e sempre incentivei a trazer os amigos,levava pra brincar em parques e tenho uma família maravilhosa que tb sempre teve e tem paciência e disposição pra dar ao meu filho.Aprendeu a dividir desde muito cedo e apesar de ter sido muito mimado,não ficou se achando dono do mundo.Todo mundo o elogia e diz que nem parece ser filho único. Como vc disse vai da educação e valores que se passam.Tenho maior orgulho do meu filho.

  39. Carla

    Eu tenho filha única , e Eu e meu marido optamos somente por um filho , obg pelas dicas agora já sei as respostas pra dar aos pentelhos de plantao, bjusss

  40. Lenne Costa

    Sou mãe de um filho, sou muito grata Deus por ele ter me presenteado com Vinny, mas decidir ter só ele por conta de uma gravidez complicada, porque a educação tá um pouco dificil, pois não quero que ele passe pela grande dificuldade que eu passei, pois minha mãe teve 7 filhos e foi muito difícil para cuidar de todos. Decidi com ele e o pai que teríamos só ele. No início teve uma resistência mas tudo ficou logo resolvido. Mas a sociedade cobra mesmo, sem dó e piedade!

  41. Flávia

    Achei legal sua visão.
    Sou filha única e sempre quis ter um irmão, nao cresci mimada e dentro das possibilidades dos meus pais na época tive tudo o que quis.
    Hoje sou casada , mas mesmo quando era solteira tinha em mente que nao teria um filho só.
    Cumpri a promessa e tenho 4 filhos: 3 meninas e um menino.
    Vou publicar seu post lá na socyalize!

  42. juliana

    Acho péssima a ideia de filho único, pois sou filha única e ainda pra completar meu esposo também é filho único e nossa filha não tem tios e nem primos, ou seja a familia vai ficando cada vez mais pequena, por isso se Deus permitir Terei sim mais um filho para que minha filha não se sinta sozinha como eu e meu esposo sentimos quando eramos pequenos…

    • Sheila S Reis

      Adorei o post. Tive duas gestações complicadas e meu segundo filho faleceu por questões de saúde quando tinha um ano e 11 meses, e fechamos a fábrica por pensar que é melhor não arriscar a minha saúde e de outro bebê novamente, sou a filha mais velha de 5 irmãos e amo família grande! Sempre disse que queria que meu filho tivesse pelo menos um irmão…. Aí a vida mostrou suas impossibilidades, somos bombardeados com a pergunta “vocês não irão tentar outra vez?” O que me machuca muita vezes… E sinceramente nós três (eu, meu marido e meu filho que tem 6 anos) gostaríamos muito, mas somos muito racionais e nossas conversas concluíram que para nossa família está bom assim.

      • Marlúcia

        Olá pessoal!!! gostei demais das postagens, até porque vivo esta situação. Tenho uma filha de nove anos, que foi um presente de Deus , pois não poderíamos ter filhos segundo os médicos. Depois dela nunca evitei engravidar, porém não aconteceu novamente… e a pergunta que sempre me ronda é esta, “não quer mais outro?” “Um é pouco”… o pior é que tem gente que sabe porque não tivemos outro e continua a perguntar… é preciso muita paciência…

      • Marcia

        Oie!!! Perdi o primeiro bb e o segundo veio com má formação congênita! 10 cirurgias em 8 anos de idade…não tenho forças financeiras e nem físicas para ter o segundo! Mas o povo mesmo sabendo da minha luta não perde a oportunidade para me pentelhar com isso!!! Aff!!! Obrigada pelo texto! Adorei!!!

  43. Karla Tavares de Carvalho

    Eu li todos os comentários, e a minha impressão é: Não é legal para a família, por opção, ter um filho único. Vi que muitas mães que tem só um, não foi por vontade própria, e que filhos únicos numa idade madura sentem falta de “família”. Sou advogada, e labuto na área de direito de família, e conversando com alguns clientes idosos, filhos únicos, fiquei desesperada! Segundo eles, é muito ruim não ter irmãos. Não ter com quem desabafar, com quem contar, mesmo que não fosse o melhor amigo, o resultado é: A maior parte dos filhos únicos não tem filhos únicos. Deve ser por alguma razão que não queiram aceitar. Tenho um filho de 2 anos. Pretendo entrar na fila de adoção daqui uns quatros anos, e não importa a idade, se for mais velho, melhor. Beijos.

    • bianca

      Também sou advogada atuante na área de família e ouço muito a mesma. Quanto a mim n tetenho filfilhos mas sempre pensei em ter apenas um.
      Há seis anos meu pai, filho único faleceu. Minha avó está viva, hoje com alzheimer, eu tenho dois irmãos mais novos que são os amores da minha vida.
      enfim..essa experiência me faz refletir muito. .

  44. iasmin

    Odeio quando me fazem esta pergunta eu e meu marido já decidimos ficar com um só sempre tem um que pergunta e fica dando motivos para mudarmos de ideia..Eu agora falo vc está tão preucupado com minha vida que eu acho que é vc que deve fazer 10 filhos para aprender a cuidar da sua vida

  45. bianca

    eu sou uma criança de 9 anos e eu gostaria de ter um irmão ou uma irmã mesmo que eu tenho que dividir tudo eu me sinto muito sozinha e os meus pais não dão muita atenção para mim e eu sou isolada na escola ninguém quer ficar ou brincar comigo. é assim que eu vivo muito solitária e uma vez eu fugi de casa procurando amizades e agora eu fico presa em casa…..

  46. GRASIELA

    Quero muito ter mais um filho mas meu esposo não quer… como faço para convencê-lo? hehehe
    Meu filho está com 2 anos, qual a melhor idade para encomendarmos outro?
    Adorei o post!!!

    • Debora

      Olá Grasiela, tenho uma filha de 6 anos e me arrependo de não ter tido outro filho mais cedo. Penso q é melhor vc ter dois logo de uma vez e não deixar passar tanto tempo.

  47. Patricia

    Tive uma gravidez excelente, sem incômodos. Minha filha é uma bebê tranquila e alegre. Entretanto, achei o pós-parto muito difícil: as dores da cesariana, baby blues, mastite, cólicas do bebê, palpites, visitas inconvenientes, privação de sono, pouca colaboração do marido. Ainda não voltei ao meu peso anterior a gravidez (nem sei se voltarei) e me sinto estranha neste meu novo “formato”.

    Se tivesse 2 filhos teria que dividir o meu tempo disponível, que já é escasso, entre os dois filhos, pois trabalho período integral. Não sei se teria pique para educar duas crianças, pois é cansativo e demanda tempo, e criança precisa de atenção e cuidado dos pais. Manter e criar filho decentemente, no Brasil, proporcionando educação, saúde, cultura e lazer é caro. E ainda, mesmo pagando por estes serviços, boa parte são ruins.

    Bom, eu desejo acompanhar de perto, participar ativamente e curtir todas as fases de desenvolvimento da minha filha. Creio que mais vale um bem criado do que vários criados de qualquer jeito.

    Além disso, irmão não é garantia de amizade, principalmente quando se tornam adultos. Cada um segue sua vida e muitas vezes distantes. Quer ver então, a “amizade”, quando os pais morrem e entra herança no meio. Aí, lascou de vez. Fico abismada quando escuto que “resolvemos ter outro filho para dar um irmãozinho para o primeiro”. O segundo filho não deveria ser passatempo do primeiro! “Ah, vou dar um irmãozinho para o Fulaninho, porque ele está pedindo tanto um amigo para brincar…”. O segundo filho deveria vir ao mundo porque o casal o sonhou e o desejou tanto quanto o primeiro! Também escuto “Ah, sua filha ficará sozinha quando você e seu marido morrerem”. Gente, o filho único crescerá, ficará adulto e formará sua própria família, com cônjuge e filho(s). Também terá cultivado suas próprias amizades ao longo da vida.

    • Jecely

      Bom dia Rê
      Complicado mesmo esse assunto.
      Minha princesa tem um ano e meio e é filha única, ouço muuuuitas críticas o tempo todo por não querer outro filho.
      Alice foi muito desejada, tenho ovários policísticos e tive que fazer mais de três anos de tratamento até conseguir te-la. Ela preencheu nossas vidas, não vejo necessidade de outra criança. Tem também a questão financeira, hoje em dia custa muito caro criar um filho, pago uma pequena fortuna no convenio médico dela que faço questão que seja o melhor e que atenda tudo que ela precise. Trabalho em casa pra poder ficar mais perto dela, ja que moro muito longe do centro de SP e praticamente não veria ela se trabalhasse fora. Essa semana fiz a matricula dela numa creche próximo de casa, ela ficou encantada quando fomos visitar a creche, ela viu as crianças brincando e deu um enorme trabalho tirar ela de lá rsrs. Acho importante que ela conviva com outras crianças da idade dela num ambiente saldavel, fiz questão de procurar a melhor creche da região pra ela. Se tivesse outros filhos teriamos que baixar o padrão de tudo pra ela.

  48. michele

    ameii muito bom , as pessoas tem que entender que a opção e minha em ter um filho só , optamos por isso e ponto adorei a matéria.

  49. Rosilda

    Amei, você foi muito feliz em suas colocações.

  50. Carol

    Muito bom e esclarecedor este texto, tenho um filho de 6 anos que ama ser filho unico e quando toco no assunto de dar um irmao pra ele, ele nao gosta e briga! Pode ser que mude mais tarde de opiniao, afinal ele ainda e muito pequeno pra entender certas coisas, mas o importante e que hoje ele tem e tera sempre todo o meu amor e a minha atencao e sei que posso proporcionar muito mais coisas pra ele agora, o que seria diferente se ele tivesse um irmao…

    • Cátia

      Eu tenho uma filha de 10 anos e quando estava grávida pensava em ter mais um quando ela tivesse uns 5 anos, ela nasceu. As coisas foram muito dificeis para mim, não tenho ninguém perto de mim, então para tudo eu tinha e tenho até hoje que levá-la comigo, não importa onde eu vá. Nunca deixei ela com ninguém sempre minha companheira. Decidimos eu e meu marido ficar só nela. Passou o tempo e a vontade de ter outro nunca veio, ela também nunca pediu irmãos e agora que nasceu o primeiro priminho dela, achei que ela pediria um, mas não. Então a cobrança vem mesmo de conhecidos e parentes que não viram minha filha crescer, nem as dificuldades que vivi. Superei mas vontade de outro não tenho ainda. Muito bom este post. Amei.

  51. cintianne correa santos da silva

    muito legal,sou mãe de uma única filha e as vz bate uma preucupação,essa matéria me deu um certo alívio e a certeza de que tomar decisões tem que ser algo bem pensado,sem opiniões alheias.

  52. Deisy

    -Sou solteira e nunca tive filhos, mas por ser irmã mais velha já ajudei minha mãe a cuidade de 2 irmãos e minha ex-cunhada a cuidas das 2 meninas dela, logo sinto que o necessário já aprendi para educar bem meu único filho e ensiná-lo a dividir seu mundo com seus coleguinhas na escola e priminhos da família como se fossem seus irmãozinhos de coração, transpondo os tabus citados acima. Pais que conversam com seu filho único a respeito da socialização e espírito de equipe, caridoso e bem humorado, como espírito esportivo, certamente levará a vida de uma forma leve e com personalidade própria e não conturbada ou revolvida.
    Att;D

  53. Carlos Frederico C. Pinto

    Esse preconceito de filho único egoísta existe, mais, entre as mulheres em relação aos homens. O que mais encontrei na longa estrada foram desabafos ocasionais de amigos “você é que é feliz por não ter irmão pra encher o saco”. Fora os financistas dizendo que a herança dos meus pais viria, integralmente, para mim. Daí, quem sabe, na infância, juventude e idade madura, o desapego aos bens materiais. “Você que não liga pra dinheiro, tem que pensar nos filhos e netos!” – cansei de ouvir a reprimenda de minha saudosa mãe. Sucesso satisfatório nas atividades profissionais, numa classe média melhorzinha, a vida seguiu e hoje, aposentado, gosto de lembrar as nuances que forjaram este indivíduo pai de três filhos e seis netos. Em resumo, continuo dizendo que para ser egoísta a pessoa precisa de referências para manifesta-lo ou seja, irmãos.

  54. carla

    Exelente conteúdo, gosto quando leio artigos de qualidade assim
    coisa rara de se encontrar rs
    Obrigada por compartilhar
    http://vejamaissobre.com

X Leia também:

Seu filho está com dificuldade no desfralde noturno? Saiba o que o xixi na cama pode revelar!

12/02/18Ver a matéria   >>